185
roteiros
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

Tudo sobre o Atacama

15 de Outubro de 2016
6 comentários 2.986 visualizações

O destino tema de hoje atrai milhares de brasileiros todos os anos. Ele está localizado no Chile e é seco, quente e ao mesmo tempo frio, alto e incrível. Uma outra dica? É o melhor lugar do mundo para observação do céu.

céu do atacama

Isso mesmo! O Deserto do Atacama entrou na minha listinha de destinos conhecidos no final de setembro – e o lugar me encantou tanto, que resolvi logo dividir minhas dicas com vocês.

Esse é o post 1 de uma série de 4 posts:

Achei mais fácil separar em páginas para não ficar um textão gigante :)

O que preciso saber sobre o Atacama?

Antes de qualquer coisa você precisa saber que o Atacama é um deserto – e como todo deserto, ele é bem seco. Na verdade, ele é considerado um dos desertos mais secos do mundo. Isso quer dizer que você deve se preparar enquanto passa uns diazinhos por lá: beber muita água, usar bastante protetor labial e hidratantes é essencial. Apesar de ser assim tão seco, existe chuva no Atacama. Durante fevereiro e/ou março ocorre o chamado inverno Altiplânico, quando algumas chuvas aparecem na região. Apesar de se tratar de um volume de água pequeno, o inverno altiplânico atrapalha bastante a viagem dos turistas. Isso porque o céu fica bastante nublado durante os dias – atrapalhando a observação das estrelas, impedindo o sol nas lagoas (que as deixa com um tom lindo de azul), e claro, deixando alguns passeios incômodos por causa da precipitação.

Atacama

Outro ponto importante é a altitude.

O povoado principal do Atacama, chamado San Pedro, está a 2.443m acima do nível do mar. Nele estão os principais hotéis, agências de turismo, restaurantes e lojinhas de artesanato.

Muitas pessoas sentem efeitos dessa altitude, que se apresentam como dor de cabeça, enjôo e falta de ar. O ideal é tirar o dia de chegada para descanso e aclimatação. Durmam bem, bebam bastante água e não comam nada pesado! Vários passeios pelo Atacama te levam a altitudes ainda maiores. As lagunas altiplânicas, por exemplo, estão a 4.200m. Não subestime a influência dessas altitudes em você. Beba muita água, descanse e faça tudo com calma. Esses são os melhores remédios.

A variação da temperatura no Atacama também é super considerável. Durante o dia, o sol é tão forte que o calor fica intenso. Um short ou calça leve e uma blusinha são mais que suficientes. Ao entardecer, o vento chega e o frio também. Um corta vento e um casaquinho mais pesado não podem faltar na sua bagagem (não deixem de ler esse post com dicas para sua mala antes da sua viagem).

Durante o inverno (junho a setembro), a temperatura varia de 10ºC a 25ºC, mas a sensação térmica pode ser mais intensa. Durante o verão (dezembro-março), as temperaturas podem oscilar entre 13ºC e 32ºC!!

Alguns passeios exigem ainda roupas realmente pesadas e quentinhas devido à altitude e/ou ao horário de visitação (que pode ser de madrugada ou antes do sol nascer, por exemplo). Vale ir preparado para temperaturas próximas a 0ºC durante o inverno.

Bom, mas vamos lá:

 

O Atacama é um destino para que tipo de pessoa?

Eu diria para todas aquelas que curtem natureza, sejam elas pessoas ativas que buscam aventuras ou aquelas que querem apenas descansar. O Atacama também abraça turistas que procuram do mochilão ao luxo, com excursões pré-definidas ou com a liberdade de um carro alugado.

alto-atacama

Por lá você pode curtir o hotel, comer muito bem e fazer passeios mais tranquilos, que não exigem caminhada alguma ou pode se aventurar de bicicleta, subir vulcões e fazer trekkings super longos observando a natureza, os cactos milenares e as lagoas da região.

Decida o seu tipo de viagem, escolha a acomodação que te atenda, o estilo de itinerário e faça uma mala de acordo com seus passeios de interesses.

 

Como chegar no Atacama?

Voe para Santiago e em seguida para Calama (aproximadamente uma hora e meia de vôo), onde está o aeroporto mais próximo de San Pedro do Atacama. De Calama até a região dos hotéis leva-se cerca de 1 hora e 40 minutinhos de carro (são aproximadamente 100km). Muitos hotéis oferecem transfers.

Se precisar pernoitar em Santiago (como eu fiz), sugiro o bairro de Lastarria. Ele é seguro, tranquilo e cheio de restaurantes – pra mim, é a melhor localização em Santiago ! Eu já me hospedei no Hotel Luciano K e no Lastarria Boutique Hotel. Recomendo os dois! Ótimo custo-benefício!

Ali pertinho também tem o The Singular (que conheci em Punta Arenas e achei sensacional). É uma opção mais luxuosa.

Clique aqui para pesquisar outras opções de hospedagem em Santiago.

Alguns mochileiros se aventuram em fazer o longo trajeto de Santiago a Calama de ônibus. A viagem dura cerca de 24hs.

atacama-calama mapa

 

Onde se hospedar?

O Atacama tem uma grande variedade de hotéis, para todos os bolsos e gostos. Existem albergues super charmosos, áreas de camping, hotéis mais simples e hotéis mais luxuosos, como o Explora, o Tierra e o Alto-Atacama. Todos os hotéis estão na região do povoado de San Pedro. Eu me hospedei no Alto Atacama e amei! Indico de olhos fechados!

Clique aqui para pesquisar outras opções de hospedagem em San Pedro de Atacama.

Quantos dias dedicar para uma viagem ao Atacama?

Eu sugiro pelo menos 5 dias no Atacama. Se você puder ficar mais, melhor – você poderá fazer os seus passeios preferidos com calma e ainda curtir o hotel, caso esteja em alguma super hospedagem. Se você tiver mais tempo disponível, considere incluir o salar do Uyuni, na Bolívia, no roteiro. Duas semanas é um tempo super suficiente para unir os dois destinos.

O que fazer no Atacama?

As opções são muitas. Bicicleta, trilha, sandboard, piscinas termais, jantares, contemplação, observação do céu… Listei nesse post aqueles que achei mais interessantes, mas não deixem de se informar com as agências sobre outras opções.

Termas de Puritama

Leia também também:

O que não pode faltar na sua mala para o Atacama e

O que você precisa saber sobre o Atacama.

linha pontilhada

O VamosPraOnde viajou para o Atacama a convite do Turismo Chile e da Latam Airlines. Não dividimos com nossos leitores nada que não tenhamos experimentado, gostado e aprovado. Obrigada parceiros por abrirem as portas para que pudéssemos mostrar o que há de melhor nesse destino que tanto interessa os brasileiros. Todas as opiniões expressadas aqui são pessoais.

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!
  1. Roberta 30/09/2017

    Quel, estive lendo sobre o Atacama e falaram que tem muitos cachorrinhos de rua na cidade. Eu amo bichinhos e sofro quando estão em má situação (na viagem para o Peru, fiquei MUITO mal com isso). Qual foi a sua impressão sobre isso por lá? Obrigada, beijos!!

    • Raquel Furtado respondeu Roberta 16/10/2017

      Oi Roberta, tudo bem? Vi muitos cãezinhos mesmo, mas minha impressão no Peru também foi pior.

  2. […] Atacama é um destino cheio de particularidades – entendê-las faz toda a diferença para a […]

  3. […] dúvidas sobre o que fazer no Atacama acabaram! Listamos aqui 16 passeios por esse incrível destino do Chile. Nós fizemos todos eles […]

  4. […] vocês sabem, acabei de voltar de San Pedro do Atacama (set/2016) e fiquei completamente apaixonada pelo destino! Muitos de vocês me pediram dicas sobre […]

  5. […] esportes de inverno, cidades cosmopolitas e um curioso solo semelhante a marte em meio ao deserto do Atacama, o Chile nos reserva surpresas realmente inimagináveis – sem contar a incrível Iha de […]