185
roteiros
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

Malas de viagem: como escolher a ideal pra você

05 de Novembro de 2015
11 comentários 30.482 visualizações

Escolher uma mala de viagem pode parecer simples: a gente sabe que ela tem que ser leve! Mas a verdade é que, com as constantes novidades do mercado, a gente às vezes se perde buscando o equilíbrio entre custo e benefício dos diversos lançamentos que existem por aí e sempre despertam nosso interesse.

A mala de viagem pode ser de bordo, de porão, com rodinha, sem rodinha, rígida, que expande, com zíper, sem zíper, com cadeado embutido e por aí vai… Mas o que é mais importante pra você?

como escolher a mala ideai

Aprenda a comprar a mala ideal para suas viagens

Acho que o primeiro passo é não sair correndo buscando a mala mais barata ou a mala mais bonita: a mala ideal tem que ter uma ótima durabilidade (o que normalmente afeta significativamente o preço), tem que ser leve, tem que ser prática (ou seja, fácil de transportar), tem que ser bem dividida internamente e tem que ter um tamanho ideal para a maioria de suas viagens. Como a maioria das pessoas não tem uma mala só, o ideal é investir em uma mala média de porão e uma de bordo.

Para ilustrar o post, aproveitamos as malas S’Cure da Samsonite (a descobrimos recentemente e vimos que ela se encaixa perfeitamente nas nossas dicas de uma boa bagagem de viagem).

Durabilidade e resistência

A não ser que você goste de trocar de mala todo ano, se atentar à durabilidade e resistência é essencial. Na verdade, mesmo que você a troque com frequência, esse ponto é importante. Ninguém merece ter a surpresa de pegar a mala na esteira de bagagem e perceber que ela está quebrada, rasgada ou sem uma rodinha.

Invista em uma marca boa, com reconhecimento de mercado e garantia.

Leveza

De peso já basta os itens que você leva dentro da mala, né?! Então esse ponto é simples – compre uma mala leve!

Nós somos adeptos às malas rígidas – achamos que as roupas e itens ficam mais protegidos – e procuramos sempre comprar malas de polipropileno pois elas são bem mais leves. Elas serão mais caras, mas o custo-benefício é muito bom. Há quem diga que mala de polipropileno quebra: com a gente nunca aconteceu, mas por isso você deve se atentar à marca e a qualidade da produção da mala.

Nós indicamos muito a Samsonite por liderar o mercado a mais 45 anos na fabricação de malas desse material (e ainda ter um preço acessível).

Se você gosta de malas flexíveis, ótimo! Elas normalmente são até mais leves que as rígidas – mas fique de olho no material, ok? Compre uma de qualidade.

Praticidade

Um ponto chave na praticidade da mala são as rodinhas. A gente já sabe que ter 4 rodinhas que girem 360 graus (uma em cada ponta da mala) ajuda e muito durante o transporte. Isso faz com que possamos empurrar a mala na vertical, sem que ela precise ficar inclinada sobre duas rodas e a gente tenha que sentir seu peso enquanto a transporta de um lado para o outro.

Mala com 8 rodinhas

Mala S’Cure – Samsonite

Mas além desse rolamento nas 4 pontas, a praticidade ainda aumenta com uma nova tecnologia que envolve na verdade 8 rodinhas. Em cada ponta, ao invés de apenas uma, temos duas rodas, deixando a mobilidade da mala muito melhor (facilita principalmente o momento em que temos que girar a mala para os lados).

Então não se esqueçam: mala com rolamento nas 4 pontas e 2 rodinhas em cada ponta.

Obs: Existem malas cujo rolamento fica muito prejudicado quando a enchemos de coisa e a deixamos bem pesada. Por isso, invista em uma mala boa, realmente de qualidade e de uma marca de confiança. É muito ruim investir em uma mala de 4 ou 8 rodinhas e ainda sim perceber que é quase impossível transportá-la pelo aeroporto na hora da viagem.

Tamanho

Tamanho varia muito. Se você viaja levando consigo praticamente uma casa inteira, a mala tem que ser de porão e extra-grande – mas esse é um hábito que a gente não indica e quase implora pra vocês não adquiram :-). Voltando à questão da praticidade, mala boa é mala pequena, leve e com pouca coisa. É só uma viagem – você não precisa de tudo que existe dentro do seu guarda-roupa (e além de não precisar, não terá tempo pra usar nem metade das coisas).

Aproveite para dar uma olhadinha no nosso post te ensinando, em passos super práticos, a viajar com uma mala pequena.

Dito isso, indicamos que você tenha uma mala de bordo (que pode e deve ser usada para viagens pequenas como sua única mala) e uma mala média (para casos em que você precisa levar mais coisas). Uma boa ideia é usá-las em conjunto também!

Malas em diferentes tamanhos

Malas de bordo (pequena), média e grande

Mas como escolher uma mala nessas categorias? Primeiro preste atenção no espaço interno: algumas malas, por incrível que pareça, conseguem ser grandes por fora e pequenas por dentro! Preste também atenção na tecnologia de expansão da mala: algumas possuem um zíper que, ao ser aberto, aumenta o tamanho da mala, deixando-a mais “alta” e consequentemente mais espaçosa – o que é ótimo!

Divisão Interna

Pra gente, o ideal é uma mala que abre na metade e divide suas roupas igualmente de um lado e do outro da mala. A gente prefere assim pois facilita muito a busca por roupas dentro da bagagem! Malas que abrem como uma “tampa” nos obrigam a tirar tudo que colocamos em cima para encontrar aquela roupinha lá de baixo. O esquema “metade/metade” reduz bastante essa trabalheira – e ainda deixa a mala bem mais organizada.

Gostamos daqueles modelos que possuem uma capa com zíper dos dois lados; mas são poucas malas assim. A maioria possui essa capa em um lado e um elástico para prender as roupas do outro.

Mala divisão interna

Nosso modelo de divisão interna preferido: pela metade e com proteção

Estilo

Acho que o tópico estilo pode entrar como extra pelo simples fato de facilitar a identificação da mala na esteira de bagagem. Infelizmente, existem pessoas que saem apressadas pegando a mala ao pousar em um aeroporto e nem conferem se ela realmente é a deles. Por isso, é legal colocarmos uma fita ou uma tag grande e diferente para “marcar” a nossa mala. Além disso, existem aqueles que gostam de investir em uma mala colorida – uma identificação bem marcante, mesmo, – o que dá até um certo charme na viagem!

Malas coloridas S'cure samsonite

Malas coloridas modelo S’Cure – Samsonite

Cadeado

Nós também gostamos de comprar malas com cadeado embutido. Para viagens internacionais, principalmente, o uso do cadeado TSA é super indicado – caso a mala precise ser aberta por algum motivo, a polícia, por exemplo, pode utilizar uma chave mestra e não precisa danificar sua bagagem.

Opte, então, por malas com cadeado TSA embutido ;-)

Uma novidade no mercado que nos chamou muito a atenção…

Esse post, na verdade, foi motivado por um release que recebemos da Samsonite. A gente sempre fica atento às novidades que aparecem no mercado – tanto para avisar vocês quanto pra podermos comprar bons produtos também! Nessa vida na estrada a gente precisa investir bastante em boas malas!

Já fazia um tempo que eu estava enrolando (confesso) pra escrever sobre mala por aqui, mas então finalmente o post saiu!

A dica que queremos dividir com vocês é o lançamento de malas rígidas da Samsonite, a S´Cure.

Ela foi feita com polipropileno Flowlite, que deixa a mala ainda mais leve sem comprometer nem um pouquinho a resistência. Mas o que mais nos chamou a atenção na mala foi o fato dela não ter zíper! Ela possui um sistema de tratamento em 3 pontos que garante ainda mais a durabilidade da mala.

Mala s'Cure sem zíper

Mala S’Cure da Samsonite não possui zíper!

A mala tem todas as qualidades que buscamos em uma para nossas viagens. Talvez só falte o extensor para expandi-la, mas tudo bem – bom que a gente aprende a não ser exagerado e não levar coisa em excesso!

Ela existe em várias cores e até em tamanho extra-grande (mas olha lá hein, viaje leve!!!) ;-)

Preços:

Bordo (55 cm): R$ 750,00
Média (69 cm): R$ 900,00
Grande (75 cm): R$ 950,00
Extra-grande (81 cm): R$ 1.050,00


SAC: sac.brasil@samsonite.com.br ou 0800 777 9981

Obs: Esse texto foi totalmente elaborado por nós com o intuito de auxiliar o viajante na escolha de suas malas de viagens. O VamosPraOnde é parceiro da Samsonite por acreditar na marca. 

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!
  1. Cristina Kuntz 06/04/2016

    Gostei das dicas para o que levar na viagem! abr.

  2. Natalia M. Soares 06/11/2015

    E para um mochilão, vale a pena levar mochila de rodinhas? :)

    • Raquel Furtado respondeu Natalia M. Soares 09/11/2015

      Depende! Ainda vamos fazer um post como esse sobre mochilas também ;-)

      Se o mochilão é um mochilão mesmo – pedir carona, pegar metro, subir escada pra lá,escada pra cá, etc, mochilão é a melhor opção. Ter que carregar a mala de rodinhas pelas escadas do metrô é uma tortura hehehe
      E o mochilão é bem prático, também! Mas ele tem que ser leve – não leve coisas demais. Senão ele perde a praticidade e vira uma complicação na viagem!

  3. Fernanda 06/11/2015

    No site só achei vermelha e preta… Estou na busca por uma mala média. Tive uma sansonite que durou 12 anos e se foi agora. A tamanho grande eu quase nunca uso. Olhei a da Rinowa, mas dá pra comprar duas dessas que vc sugeriu pelo preço de uma deles.

    • Raquel Furtado respondeu Fernanda 09/11/2015

      Hehhehe poisé! E a qualidade é incrível né?!

      Vou ver se descubro onde vendem as coloridas!

  4. Marii 06/11/2015

    Que lindinhas todas coloridas !!!

  5. Luisa Almeirante Lins 06/11/2015

    Raquel, é exatamente isso, você falou tudo. Essa divisão meio a meio então faz toda a diferença! Obrigada

  6. Clara 06/11/2015

    Que mala irada! Tinha visto uma da desley assim também, quase comprei mas desisti quando tentei colocar o código no cadeado e não funcionou. Ainda bem que testei antes.

    Vc tem essa da samsonite?