185
roteiros
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

Cinco dias em Curaçao

20 de de 2014
49 comentários 10.935 visualizações

Chegamos em Curaçao através de um vôo da Avianca, que fez conexão em Bogotá (como contamos no post Rumo ao Caribe). Já era quase 18hs (o que resultava em cerca de 11 horas de viagem) quando o avião sobrevoou baixinho aquelas águas extremamente azul turquesas e pousou no único aeroporto da ilha, o Hato. E foi aí que nos bateu uma sensação semelhante à que sentimos ao nos aproximar de Los Roques: paz! A beleza do Caribe é inexplicável, não cabe em fotos, não há registros que a faça juz; e aqui chegávamos nós, para ver com nossos próprios olhos…

Curaçao

linha pontilhada

 

titulo-5_dias_Curaçao

Assim que pousamos em Curaçao, fomos às locadoras de carros para pegar o nosso (elas estão localizadas à direita, saindo do aeroporto, a menos de 2 minutos de caminhada). Optamos pela Avis por já a conhecermos. Alugamos o carro mais econômico disponível, 1.0, e foi extremamente suficiente para nossos 6 dias por lá: deu conta do recado e teve um consumo de gasolina bem baixinho (o que foi uma ótima economia).

GPS na ilha é complicado: ou é inexistente, ou muito caro. Peguem todos os mapas que encontrarem, perguntem como chegar do aeroporto ao seu hotel, e comecem a aventura! :) Logo, logo você se acostuma com a ilha e passa a se localizar bem.

Seguimos rumo ao Marriot, o qual escolhemos como hospedagem antes de saber bem como funcionava Curaçao. Achávamos que ficaríamos muito tempo no hotel e por isso precisávamos de uma grande estrutura; mas nos enganamos. Entretanto, o hotel é maravilhoso, os quartos são excelentes e a comida, tanto do café da manhã quanto do Portofino (o restaurante que funciona à noite), são excelentes. Não temos nada a reclamar a não ser do preço! hehe! Não é necessário investir tanto em uma hospedagem em Curaçao. 

Já era tarde então jantamos no próprio hotel e fomos dormir.

Titulo-primeiro_dia

Acordamos cedo e, após o café da manhã (pago à parte, cerca de US$20,00/pessoa), pegamos o carro e seguimos rumo a uma região chamada Jan Thiel. Havíamos visto que por lá poderíamos fazer uma atividade aquática que sempre quisemos conhecer, o FlyBoard. Além de termos agendado um mergulho com o David, da Curaçao Watersports em Papagayo Beach, exatamente ao lado da praia de Jan Thiel.

*O email do David é: david@curacao-watersports.com. (ele não trabalha mais na empresa, mas agora vocês podem conversar com Heidi). Ele foi o melhor contato que encontramos para agendar mergulhos, tirar dúvidas e até mesmo fazer o PADI Open Waters Course ou o Advanced Diver na ilha (o que, se você tem vontade de fazer e tem tempo durante a viagem, recomendamos fortemente. O preço é melhor que no Brasil, e a qualidade da água do mar nem se fala – visibilidade de mais de 20m). Eles possuem uma escola super legal, novinha, em frente ao mar. Conversem com o David em inglês.

Jan Thiel em Curaçao

Estacionamos o carro no estacionamento da praia e logo vimos o Zapata Flyboard, ao lado do restaurante Zanzibar, estávamos animadíssimos :) ! (Entrem em contato através do email flyboardcuracao@gmail.com).

Flyboard é uma espécie de “vôo” aquático a partir de uma pequena pracha (como a de wakeboard) ligada a uma mangueira que a impulsiona com água.

Sem palavras pra explicar o quão divertido isso é! O bom é que é muito mais fácil do que parece e nas primeiras tentativas você já encontra seu equilíbrio e consegue sair voando sobre a água! Quando menos espera já está até fazendo saltos imitando golfinho! Mas um bom instrutor faz toda a diferença, claro, por isso gostamos muito do Zapata.

O único porém é o precinho salgado… Mas essa é daquelas coisas que depois de um tempo você não se lembra quanto pagou, mas se fez ou se não fez! E as fotos ficam aí pra te mostrar que tomou a decisão certa.

Leia o nosso post completo sobre o vôo de Flyboard em Curaçao!

Depois do flyboard, resolvemos fazer a atividade mais procurada da ilha – e motivo pelo qual muitos viajam pra cá – o mergulho! Fomos até a All in One Watersports, a uns 3 minutinhos de caminhada dali, para realizar o nosso. Adoramos a empresa: equipamentos super novinhos e roupas de mergulho que pareciam nunca ter sido usadas antes. Excelente!

Já havíamos feito o curso da PADI em Arraial do Cabo (RJ), mas uma boa oportunidade para quem nunca mergulhou é fazê-lo na ilha. A visibilidade e a temperatura da água são incríveis e o preço é bem coerente com o do Brasil, cerca de U$400 para 3 dias de aula.

O mergulho foi maravilhoso! Foram 50 minutos de muitos peixes das mais variadas cores.

Como a maioria dos mergulhos em Curaçao, esse foi Shore Diving – não precisamos pegar nenhum barco, fomos caminhando pela areia e descendo até chegar nos corais e no nosso ponto de mergulho. A visibilidade da água era de 20m e a temperatura registrada foi de 28C. 

O que faz toda a diferença em um mergulho para iniciantes é um bom estrutor, e o nosso foi maravilhoso. Eu ainda tenho um pouco de problema com a pressão, e meu ouvido dói muito. A paciência e a atenção que ele depositou em mim foram incríveis. Me passou 100% de segurança.

Estávamos começando a viagem com o pé direito! :)

Almoçamos no Zest um atum delicioso com vegetais grelhados, saladinha e um milho doce que o mundo inteiro deveria conhecer! Retornamos ao hotel já no fim do dia para tormar banho e retornar a Jan Thiel para jantar. A idéia era ir no Tinto, por indicação da equipe do Flyboard e de muitos de nossos leitores no instagram. Acontece que ficamos tão empolgados com as fotos do dia que atrasamos demais para sair. Chegando em Jan Thiel, o Tinto já estava fechado. Acabamos jantando no Zest mesmo – e foi delicioso também!

Dica: Jan Thiel é uma praia no sudeste de Curaçao, onde está localizado o Papagayo Beach Club. A região não é muito divulgada entre os brasileiros, mas é a principal da ilha para os holandeses. É muito bonita e possui ótima estrutura (com os restaurantes Zanzibar, Zest e Tinto), cadeiras na praia, piscina de água salgada – com borda infinita, quadra de beach tennis, bares, esportes aquáticos e várias festas. Para quem gosta de algum agito e procura não ficar muito isolado (podendo sair para jantar a pé, por exemplo), essa é uma excelente área para hospedagem! O hotel Livingstone é uma boa opção, e segue uma linha mais européia que americana.

Titulo-segundo_dia_curacao

O nosso segundo dia na ilha não foi diferente: delicioso e cheio de aventuras! Resolvemos dar uma voltinha de Jet Ski e fazer um passeio de lancha pela ilha, para admirar suas belezas por outro ângulo.

Conversando com o David, que trabalha na All in One Watersports, descobrimos que a empresa possuia outra base, na Cabana Beach, e que lá ofereciam exatamente os passeios que queríamos – então foi exatamente pra lá que seguimos logo quando acordamos. O primeiro passeio foi o da lancha, com direito a snorkel em uma embarcação naufragada a apenas 5 metros de profundidade.

Saímos exatamente da frente da base da All in One Watersports, sobre uma água incrível de tão azul turquesa! A lancha era pequena mas super confortável.

Começamos seguindo em direção a Williemstad e depois rumo à parte oeste da ilha, para conhecer Spanish Waters e as lindas casas que existem por lá.

No caminho, fomos surpreendidos por um grupo de golfinhos e um grande cardume de peixes-voadores – que eu na verdade nunca tinha visto – e ficamos encantados! O passeio mal começava e já estava muito bom!

Spanish Waters é realmente incrível, com um mar abrigado, super calmo, de águas incrivelmente cristalinas – o que não é muito difícil de encontrar por lá, ne?! :) Mas foi saindo de lá que seguimos em direção ao ponto alto do passeio! Paramos a lancha no local onde há um naufrágio de uma antiga embarcação conhecida como Tug Boat. O lugar é incrível! Lá, o marinheiro nos deu equipamento de snorkel (máscara, nadadeira e snorkel) e um saco com pedacinhos de pão para darmos para os peixes. Eram muitos, vindo de todos os lados em nossa direção.

Com o coração na mão precisamos voltar à lancha depois de uns 15 minutinhos para finalizar o passeio. Foi tudo maravilhoso.

Assim que chegamos na praia, cheios de adrenalina, alugamos os jets por 30 mins e ficamos brincando com por ali. Jet ski é nosso vício, não tem jeito ;)

Jet Ski Curaçao

Passeios finalizados, era hora de curtir a praia. Ficamos um tempinho na Cabana Beach e caminhamos até a Seaquarium Beach (também conhecida como Mambo Beach), bem pertinho dali, para a esquerda. A praia é linda, as rochas no mar a deixam muito parecida com uma piscina de água azul clarinha! 

Almoçamos no Hemingway uma salada com frango e um sanduíche! Muito bom!

Depois do almoço resolvemos conhecer Williemstad.

Retornamos ao carro e dirigimos até a região das famosas casinhas holandesas da ilha, em Punda e Otrobanda, duas regiões separadas por uma ponte para pedestres. A ponte às vezes está levantada, para a passagem de embarcações – nesses momentos, há um barquinho grátis que leva as pessoas de um lado a outro.

Willemstad

Punda é o lado mais antigo da capital de Curaçao, onde viviam as pessoas mais ricas. Hoje em dia o lugar tem muitas lojinhas e restaurantes legais, além de Pitermaai, uma área bem bonitinha! Vale a pena rodar a pé pela cidade para conhecer alguns de seus pontos turísticos, como Mercado Flutuante, Waterfort Arches, entre outros. 

Otrobanda é o outro lado (como diz a palavra em Papiamento) de Williemstad. Curiosamente era onde viviam os escravos e era uma parte pobre e bem abandonada. Ela demorou quase 100 anos a mais que Punda para se desenvolver. Hoje em dia o lugar tem muito comércio, bons restaurantes e lojas, além de uma ótima vista para Punda

À noite, jantamos no restaurante Cru, bem na entradinha do Fort Rif, um dos points da cidade, com diversos restaurantes, bares e até algumas lojinhas. Infelizmente chegamos tarde (mania de brasileiro de jantar tarde :( ) e ele era o único restaurante aberto, mas foi uma boa opção.

Titulo-terceiro

Já era nosso terceiro dia em Curaçao e, apesar de já termos feito muitas atividades, ainda não havíamos conhecido as praias mais bonitas da ilha. Era hora de pegar o carro e realmente explorar aquele paraíso!

Acordamos cedo, tomamos o café da manhã do hotel, pegamos o mapa da ilha (pois quase não há GPS por lá) e seguimos “viagem”. A ilha tem partes que parecem ser um pouco “abandonadas”, ou mesmo “descuidadas” – e algumas áreas são realmente desérticas e desertas. Os pontos turísticos estão concentrados na região das praias, de forma que o outro lado fica um pouco inabitado. Mas nada que prejudique a viagem ou desmereça a ilha!

Na verdade, há muito verde por lá e uma curiosa vegetação de deserto que acaba dando um charme diferenciado àquele pedacinho do Caribe.

Curaçao é uma ilha pequena e pode-se facilmente dirigir pela suas margens em um dia. Resolvemos seguir pela costa norte sentido leste, Westpunt – onde começam as praias. A costa norte até possui alguns pontos para mergulho, mas não há praias por lá.

Você pode ver no mapa abaixo todo nosso trajeto, desde o hotel Marriott:

Nossa primeira parada foi na praia Kenepa Grandi, uma pequena enseada com águas extremamente cristalinas e azuis. O local também é chamado de Playa Abou que em Papiamento que dizer “praia em um vale”.

A chegada em Kenepa Grandi pode parecer confusa – são duas praias de nome Kenepa, a grande (e principal) e a pequena (Kenepa Chiki). A primeira a aparecer é a pequena, o que acaba confundindo os viajantes. Passe diretamente por ela e siga adiante para chegar no destino real – apesar da pequena também ter seu charme especial (mais vazia e tranquila). A estrada termina no estacionamento da Grandi.

As duas praias têm entrada franca.

Assim que chegamos, fomos até o mirante de Kenepa Grandi – ele está exatamente em frente ao estacionamento, não tem erro. A vista é incrível e é um dos cartões postais da ilha:

Ali em cima há uma pedra ótima para cliff jump, vimos várias pessoas saltando de lá. Não é muito alta e a água logo abaixo é  super convidativa :)

Do mirante descemos as escadas que dão acesso à praia e chegamos ao paraíso! Por ali há alguns poucos quiosques (como podem ver na foto) e várias árvores que fazem ótimas sombras. A água é super transparente, com ótima temperatura e deliciosa: perfeita para um mergulho. Ficamos boa parte da manhã por lá.

Tiramos várias fotos com a GoPro, aproveitamos bastante o mar e descansamos um pouco na areia.

De lá, voltamos para o carro e seguimos para Cas Abou, uma das praias pagas da ilha que conta com boa estrutura. Foram 20,5 km de distância ao todo.

No caminho resolvemos fazer algumas paradas rápidas para conhecer outras praias não tão famosas. Paramos em Playa Santa Cruz onde aproveitamos para comprar uma garrafinha d’água (o calor era intenso) e seguimos depois até Santa Martha. Para chegar lá passamos por um caminho lindo, todo florido! As praias, entretanto, não são tão impressionantes quanto as outras.

O ponto alto desse trajeto entre as praias principais foi essa vista incrível da baía de Santa Martha, que vimos logo ao sair da praia. Na verdade, você até passa por esse “mirante” na ida, mas só o reparamos na volta, com o carro virado para a paisagem.

O visual vale a pena apenas se o dia estiver bem lindo, sem neblina – senão a vista fica bem prejudicada e os tons azul e verde da água perdem um pouquinho o charme.

Curaçao

Veja no mapa a representação do local e não deixe de fazer uma pausa para uma foto! :)

Santa Martha Baai

Seguimos então para Cas Abou. (Visite o site oficial da praia)

A praia é incrível, cheia de árvores fazendo sombras naturais na areia, água maravilhosa e um bom restaurante. Por ser paga ela oferece ótima estrutura, e conta com bar e restaurante, espreguiçadeiras, opções de massagem e um extenso estacionamento. Se for aos finais de semana, chegue cedo para pegar um bom lugar.

A praia está aberta das 8:00h às 18:00hs, já o bar, abre às 10:00hs. O valor é 10 florins por carro de Segunda a Sábado e 12,50 Florins aos Domingos e feriados. Por lá é possível fazer snorkel, mergulho, andar de kayak e diversas outras atividades oferecidas pela Dive Shop de Cas Abao.

Uma curiosidade é que todo sábado há aula de salsa grátis, bem ali no meio da praia, das 15:30 às 16:30. A gente não chegou a ver a aula, mas deve ser super divertido!

Nossa última parada do dia era quase ali do lado, na praia Port Marie, outra praia paga com boa estrutura. Ela é uma das praias mais procuradas pelos mergulhadores por possuir um arrecife duplo de coral. Nela encontramos uma estrutura ainda melhor, com um bom restaurante e loja de aluguel de equipamentos de mergulho.

Foi nela que resolvemos almoçar e alugar cadeiras para curtir o cair do dia. Optamos por fazer snorkel por ali também, a variedade de peixinhos foi incrível.

Retornamos para o hotel já perto das 18 horas.

Titulo-quarto_dia_curacao

Quarto dia, segunda-feira, 23/06 e jogo do Brasil. Já sabíamos que não seria um dia de muitas atividades pois precisávamos encontrar um lugar legal para torcermos pra seleção. :) Mas ainda tínhamos a manhã livre – e era hora de aproveitar!

Curaçao é famosa por ser uma das melhores ilhas do mundo para mergulho, então lá fomos nós mergulhar mais uma vez.

A ideia era fazer o mergulho com a equipe do Scuba Lodge (hotel no qual gostaríamos de ter nos hospedado, mas estava lotado) mas chegamos tarde e o grupo já havia saído. Eles nos recomendaram a Dive Bus, próxima dali.

A escola/loja de mergulho é um charme e fomos super bem atendidos. Como ponto negativo temos apenas o preço um pouco salgado: US100 o mergulho com aluguel de equipamentos; nos outros lugares, como na Curaçao Watersports, o preço gira em torno dos U$70.

Mergulhamos em frente à escola, também Shore Diving, na praia Marie Pampoen. O local conta com uma enorme variedade de vida marinha. O mergulho foi maravilhoso – até contratamos uma pessoa para fazer nosso filme e registrar o momento (em breve a gente divulga ele por aqui!)

De lá, seguimos para nosso outro hotel, o Blue Bay – um condomínio com praia e quatro diferentes opções de hospedagem. O lugar é incrível, nossa vontade agora é de voltar lá com a família ou um grupo de amigos. Ali nos sentimos em casa, como se estivéssemos realmente em nossa casa de praia, mas no paraíso. É uma dica excelente para quem viagem em um grande grupo, ou em família, ou procura um pouco mais de sossego.

Deixamos nossas bagagens por lá e dirigimos rapidamente para Jan Thiel, onde assistimos o jogo. Aproveitamos para ver um pôr-do-sol maravilhoso na praia.

Curaçao

O jantar do dia foi no restaurante The Wine Cellar, que não nos pareceu ser muito turístico, e era maravilhoso também! Comemos muito bem.

Titulo-quinto_dia_curacao

No nosso último dia na ilha resolvemos aproveitar a praia do hotel e passar um dia bem light, curtindo aquele marzão, os peixinhos, os smoothies e registrando bem na memória como é aquele paraíso. A gente ali só tinha duas certezas: como é lindo esse nosso mundo e que a gente precisaria retornar a Curaçao! Já estávamos sofrendo por antecipação por ter que partir no dia seguinte…

Compramos bóias para curtir a preguiça no mar e ficamos ali, descansando, vendo a vida passar e pensando em quando poderíamos voltar, quem gostaríamos de levar pra lá e em como esse destino tão incrível pode não ser tão divulgado no Brasil.

Mais no fim do dia alugamos snorkel e nos surpreendemos com o paredão de coral que existe na praia do BlueBay. Tanto para a direita, quanto para a esquerda da praia, a quantidade de peixes era impressionante, dos mais variados tamanhos e cores. Ficamos um bom tempo com a cabeça dentro d’água observando a vida marinha e fazendo diversos vídeos e fotos.

Almoçamos por lá, nos arrumamos e seguimos para o maravilhoso Hotel Baoase (o mais luxuoso da ilha e altamente indicado para lua de mel). Era meu aniversário :) e fizemos reservas para jantarmos lá.

Não temos palavras para descrever o restaurante, a estrutura, o atendimento, a comida.. Tudo perfeito! Pena que não é permitido tirar fotos, para não perturbar o sossego dos hóspedes, se não teríamos muuuitas fotos de lá por aqui.

Pedimos um menu degustação surpresa em que nos traziam, sem que soubéssemos os ingredientes, 5 pratos especiais (incluindo sobremesa) e 5 diferentes taças de vinho. Foi um sonho!!

Voltamos para o hotel encantados com o dia, a viagem, essa ilha tão linda e um povo tão educado e receptivo. Temos a certeza de que voltaremos em breve!

Nosso sexto dia foi o dia da partida, bem cedo, para Aruba (voamos de Insel Air). Uma nova parte da viagem se iniciava, e mais uma vez nos surpreendemos com o Caribe…

Curaçao

linha pontilhada

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!
  1. Ana Carolina 21/02/2017

    Raquel, vou em julho para Curacao na minha lua de mel. Como vc disse, nao vale a pena investir em hotel por nao aproveita-lo muito. Minha duvida é em relacao a localizacao.. É melhor ficar mais perto do centro ou em Jan Thiel.. Pq vc disse q Jan Thiel é bom, mas tbm disse q gostaria de ficar no Scuba Lodge. To muito em dúvida!!

    Obrigada

    • Raquel Furtado respondeu Ana Carolina 21/02/2017

      Eu amei Jan Thiel!! Pra mim a área mais gostosinha da ilha pra passear a pé a noite!

      • Ana Carolina respondeu Raquel Furtado 22/02/2017

        Raquel, muito obrigada pela resposta!!! Estou lendo muitos blogs e o seu esta me ajudando muito!!

        Ser;a que vc pode me ajudar em outra coisa? Chego em Curaçao as 15 horas do dia 19/07 e saio de Aruba as 9 hrs do dia 29/07. Ou seja, tenho 10 noites nesses dois países. Gostaria de saber qual a melhor divisao de dias que vc recomenda. Tinha pensado em ficar 5 noites em cada uma.. Mas se fizer assim, passo 4 dias inteiros em Curacao apenas.. aí pensei em sair de Curacao (pela Insel Air) na segunda dia 24 pelo horario do almoco.. Aproveitar o resto do dia em Aruba e ficar mais 4 dias completos por la.. Mas é que estou lendo muitos relatos que dizem que Curacao é muito mais bonito e tem mais coisa pra fazer.. Dessa forma, estou pensando em encurtar Aruba, indo pra lá somente na terça feira e ficando entao 5 dias completos em Curacao (mais meio dia da chegada.. q nem contará pq estaremos mortos, vamos de American Airlines) e 3 dias completos em Aruba (mais o meio dia da terça feira). Vc que foi nos dois, o que acha das minhas opcoes? Me dá uma luz por favor… Obrigada desde ja!!! Bjosss

      • Raquel Furtado respondeu Ana Carolina 23/02/2017

        Oi Ana!

        Eu ficaria mais em Curaçao, também, mas acho que 4 dias inteiros por lá são suficientes. A verdade é que ambas as ilhas são pequeninas mas têm muuuito lugar lindo para visitar e muita atividade pra fazer. Curaçao, entretanto, tem um clima mais autêntico, sabe? Eu particularmente gosto mais dessa vibe. Dito isso, uma vez que a gente entende Aruba, a gente começa a explorar a ilha além de Palm Beach – e aí curte bastante também. Acho que qualquer divisão vai parecer pouco tempo nas duas, pq são tão lindas que dá vontade de se mudar pra lá! Mas qualquer divisão vai ser incrível, pq em um dia em qualquer uma vc consegue ver quase tudo, mas com tempo você vive tudo, o que é mais legal ;-) Acho que não ajudei em nada, mas só queria dizer para não se preocupar, e que 4 e 4 ou 5 e 3 são ótimas opções. Escolha a mais econômica – ou então fica com 5 e 3, mesmo! heheh Beijo grande!

  2. Oreste 03/02/2017

    Oi, tudo bom?
    otimo post

    e quanto aos preços?? gostei muito do passeio de lancha e jet ski.

    abraço

    • Raquel Furtado respondeu Oreste 06/02/2017

      Como os preços variam com o passar do tempo e com a época, te aconselho a olhar no site da empresa :-)

  3. Carol 15/11/2016

    Oi Raquel, tudo bom?
    Vocês tiveram algum problema em pegar o carro e um luar e deixar em outro ou pegaram e deixaram no aeroporto mesmo? Porque vou passar uns dias no centro e outros num resort descansando e estou encontrando dificuldades…

  4. Mariana 30/09/2016

    OI Raquel!!

    Adorei as fotos!!
    Onde fica o Nome de Curaçao??
    otimo lugar para registrar!!
    ;)

    estamos pensando em passar o reveilon…
    tu conhece ou indica algum lugar ??
    há festas na rua? queima de fogos??
    ou festas privadas??

    me ajuda!!
    beijos

  5. Cássia 30/08/2016

    Estou gostando muito do blog, a forma como escreve é facil e detalhada. Estou sentindo falta de valores, pois embora fiquem desatualizados pode colocar com base na época que esteve por lá. Gostaria da saber a média que gastou na viagem se possivel!

  6. Annie 29/07/2016

    Oi Raquel ! Adorei seu post !
    Estava pensando em ir para Curacao com minha mãe mas ela não quer dirigir nos exterior e eu ainda não tenho carteira de motorista. Tem como fazer esses passeios para as praias sem ser de carro? Tem algum tipo de transporte que não seja excessivamente caro na ilha ?
    Muito obrigada !

  7. Hugo Maia 29/03/2016

    Raquel Boa Tarde.

    Vocês precisaram de carteira internacional para andar com o carro em Curaçao?
    Liguei para AVIS. Eles me informaram que eu precisaria de uma carteira internacional para pode pegar o carro com eles.

  8. Nely 18/03/2016

    Raquel, muito bom relato! Vc lembra quanto foi o valor para locar o jet-ski? Obrigada desde já!

    • Raquel Furtado respondeu Nely 21/03/2016

      Oi Nely, puxa não me lembro.. Mas não costuma ser muito barato não.

  9. […] experiência com a Avis em Curaçao não podia ter sido melhor: carros excelentes, preço justo, assistência ótima. Por isso, ficamos […]

  10. Katja Busato 29/07/2015

    Olá! Muito bom o post! amei as dicas e amo o seu blog! Vou fazer um cruzeiro saindo de Cartagena com parada em Curação e Aruba, vamos ficar 01 dia em cada local e como sonho em conhecer o Caribe queria aproveitar ao máximo esse dia, mas estou perdida com tantas opções rsrsrs!!! O que você me indica? qual seria o melhor local para conhecer em Curação e Aruba?
    Desde já agradeço.
    Abraços

    • Raquel Furtado respondeu Katja Busato 29/07/2015

      Oi Katja, tudo bem?

      Só me confirma por gentileza as praias nas quais o seu cruzeiro para nessas ilhas? E o horário de chegada e saída!
      Aí te ajudo melhor!
      A empresa já deixa algum passeio pré-definido?

      Tudo bem pra você pegar taxi nas ilhas?

      • Katja Busato respondeu Raquel Furtado 03/08/2015

        Oi Raquel, tudo bom!! De 8:00 ás 18:00 em Willemstad, Curação e de 07:00 ás 17:00 em Oranjestad, Aruba. A empresa oferece alguns passeios fechados mas são bem mais caros do que ir por conta própria e na maioria das vezes acabamos tendo que ir em algum local que não queremos e deixamos de conhecer outros. Não temos problema nenhum em pegar taxi, Eu e meu marido vamos com mais dois casais. Depois que li seu post pensei em alugar em carro e seguir o seu roteiro para explorar a ilha de curação, tendo em vista que lá é o principal ponto de parada e o que eu mais quero aproveitar, mas tenho medo pois não conheço o lugar e não falamos espanhol e ainda não podemos atrasar se não perdemos o navio! rsrsrs. Em Aruba não me importo de fechar um passeio, caso não tenha outras opções. Resumindo, estou meio perdida rsrsrs!! Com toda sua experiencias em viagens, o que você me sugere?

        Já agradeço muito pela sua atenção e pelas suas dicas no blog!!

        Grande abraço!

  11. […] e aí entrou o snowmobile! A gente já se aventurou muito de jet ski por aí! Lembram do nosso post sobre um passeio de jet em Curaçao? Poisé.. mas experimentar algo parecido na neve era novidade – e a gente morria de vontade […]

  12. Daniel 01/03/2015

    Olá. Gostei muito do site. No caso de Auraçao e tb Aruba, como você fez com os pertences no momento de fazer snorkel? Onde deixou? E em relação ao carro, deixou bagagens no porta mala enquanto passeou em algum lugar?

  13. Daniel 28/02/2015

    Olá, ótimo post, gostaria de sugerir apenas mais informações sobre os valores como alimentação, jet sky, etc. Mas vamos as perguntas: Gostaria de saber como faziam com os pertences quando estavam fazendo snorkel tanto em curaçao quanto Aruba. Onde deixavam, como faziam? Em relação ao carro, vcs deixaram bagagens ou pertences no porta malas? É arriscado?

    • Raquel Furtado respondeu Daniel 05/03/2015

      Oi Daniel!

      A gente não costuma colocar valores pq tem que ficar atualizando sempre (senão fica o valor errado e a pessoa acaba fazendo um planejamento equivocado). Por isso colocamos os links das empresas, e assim você pode entrar lá e ver o valor ;)

      Lá é bem tranquilo, deixávamos tudo na areia mesmo e não tivemos problemas..

      Não chegamos a precisar deixar nada no carro pelo que eu me lembre, a não ser alguma bolsa ou mochila! Não tivemos problema nenhum com segurança!

  14. Fernanda 06/02/2015

    Oi Raquel,estou querendo ir pra curacao no feriado de junho 04 a 07, será que eu consigo curtir em 3 ou 4 diAs? Me falarAm que a comida lá e bem cara, então era melhor ficar em all inclusive,já que as praias são pertinhos e da pra ir no hotel fazer as refeições. Me da uma Ajuda,quero muito conhecer.

    • Raquel Furtado respondeu Fernanda 06/02/2015

      Oi Fernanda!

      Ai, eu discordo! As praias não são pertinho e a comida não é assim tão cara – ao contrário, comida de hotel que é cara.
      Curaçao é um destino que precisa de carro pois as melhores praias estão perto da ponta norte, e as hospedagens no centro.

      4 dias é ótimo em Curaçao! Eu mesma vi as melhores praias em um único dia e aproveitei os outros para fazer esportes ;-)

      Minha dica é olhar uma hospedagem econômica e aproveitar o dia nas praias. Se quiser gastar menos menos, passe em um supermercado e compre lanchinhos!!

      Mas não deixe de ir, vc vai amar a ilha!

  15. Thaís Towersey 09/01/2015

    Oi Raquel,

    estou amando os posts de Curaçao. Vão sair mais? :)
    Qual a média de preço desse restaurante que vocês foram no seu niver?
    Beijão

    • Raquel Furtado respondeu Thaís Towersey 11/01/2015

      Oi!!
      Obrigada :)
      Vão sim.. A gente tá meio enrolado com os posts..
      Putz.. não sei te dizer bem a média, mas se não me engano eles tem o menu com valores no site.
      Acho que talvez cerca de $50 o prato… É meio carinho pelo que me lembro mas vale muito a pena!

  16. Ana Beatriz Gemio 03/01/2015

    Olá, Raquel! Adoro o IG e o blog! As fotos são incríveis! Acabo de voltar de Curaçao e as dicas foram super valiosas! Segui o roteiro das praias e amei! Conheci apenas uma a mais: Kalki (bem ao Norte, depois da Kenepa ainda). A entrada não é paga, mas tem bar e cadeiras disponíveis. É possível usar as facilidades de um resort que há por lá também. É pequena e tem muito cascalho, mas é incrível para snorkel. Você se sente em um aquário! Foi onde vi mais peixes.
    Obrigada pelas dicas super bacanas! Valeram demais!

  17. Aline 01/01/2015

    Oi Raquel! Estava lendo sobre seu relato e amei como você descreveu tudo! Mas tenho uma dúvida importante: sei que atualmente a gopro é fundamental para todo o tipo de fotos e percebi que outras fotos suas parecem ser de câmera profissional. Vocês levaram outra máquina além da gopro? Se sim, qual a marca e o modelo? Estou pensando se compensa levar a minha máquina semiprofissional junto. Obrigada!

    • Raquel Furtado respondeu Aline 06/01/2015

      Oi Aline,

      Muito obrigada pelo elogio :) Nós usamos uma Canon T3i também, que achamos ótima! Acho que vale a pena levar uma máquina além da GoPro até porque com a GoPro você não consegue focar no que deseja, ou fazer um enquadramento exato da foto – acaba indo meio na sorte, né?! hehe

      Espero ter ajudado!

      beijo

      Raquel

  18. Chris Santos 14/12/2014

    Olá Raquel, acabo de retornar de Curaçao e as suas dicas foram fundamentais. Fizemos o roteiro das praias, na verdade acabamos parando em outras que vocês não estiveram, fizemos o mergulho em Jan Thiel, mas o Zapata Fly Board, que era a minha maior expectativa, não estava funcionando no dia (fomos no domingo).

    Imprimimos os posts e usamos como guia! rs

    Muito obrigada pelas dicas!

    • Raquel Furtado respondeu Chris Santos 20/12/2014

      Oi Chris,

      Que bom que as dicas te ajudaram! Fico super feliz! :)
      Conta pra gente as outras praias que vocês foram! Gostaram?

      Poxa, que pena que o Flyboard não estava funcionando..

      Um beijo!!

  19. Mochileiro 12/12/2014

    Vou dia 21 para lá, aproveitarei muito suas dicas … Brigaduuuu.

  20. Rafael Carvalho 17/11/2014

    Ótimas dicas, estou indo pra lá em 2 dias. Valeu

  21. Larissa Rebelo 29/10/2014

    Oi Raquel, tudo bem? Comentei também no instagram! Estaremos no próximo fim de semana em Curaçao. Sábado é meu aniversário e reservei ONTEM justamente um jantar no Baoase, antes de ler seu post! Bom saber que é tão fantástico assim!!! :) Poxa, mas fiquei chateada com isso de não poder tirar foto!! Simplesmente amo fotografar tudo. Ainda mais o jantar do meu aniversário no caribe! rs. Nem SEM FLASH pode? Adorei as dicas. Tudo anotado! Empolgadíssima! Obrigada :)

    • Raquel Furtado respondeu Larissa Rebelo 03/11/2014

      Oi Larissa!

      A gente tirou com o celular.. Mas às vezes eles liberam! É que logo na entrada tem uma plaquinha falando que fotos não são permitidas para não desrespeitar a privacidade dos hóspedes.
      Você vai AMAR lá!! Avise que é seu aniversário! Pra gente, eles fizeram uma mesa super especial, com parabéns na areia.. eheh foi lindo!!!

      Beijão

      • Juliana respondeu Raquel Furtado 09/12/2016

        Raquel, tudo bem? Você se lembra se no restaurante aceitam crianças? Não site não falam nada sobre isso, mas não queria reservar à toa (viajo com minha filhota de um ano).
        Beijos e parabéns pelos posts! Super completos!

  22. Thais R, 29/10/2014

    amei o roteiro! estou doida pra ir!!!
    qual época do ano vc foi? qual é a melhor para ir?
    obrigada
    beijos

    • Raquel Furtado respondeu Thais R, 03/11/2014

      Fomos em junho! Lá é bom o ano todo! Final do ano corre risco de uma chuvinha, mas nada que atrapalhe!

  23. Ariadny Soares 23/10/2014

    Já planejei tudo sobre a viagem para Curaçao em 2015, apesar que os hotéis que estavam disponíveis na operadora, o mais vantajoso ($$) era o Sunscape. Agora fiquei na dúvida, se opto por um hotel all inclusive ou não :/

    • Raquel Furtado respondeu Ariadny Soares 03/11/2014

      Oi Ariadny,

      A gente não acha necessário ficar em um All Inclusive por lá.. Mas isso vai de cada um! temos leitores que ficaram no sunscape e adoraram!!

  24. Diana 21/10/2014

    Olá! Sou fã do blog e do IG de vcs! meu marido e eu estamos pensando em passar reveillon em Curaçao. Como nesse periodo fica tudo muito caro, estamos pensando em alugar um apartamento através do airbnb, o que acham?

    Outra pergunta seria sobre os valore para mergulho e gasto médio com as refeições.

    Muito obrigada,
    bj
    Diana

    • Raquel Furtado respondeu Diana 03/11/2014

      Oi Diana,

      Acho que pode ser uma ótima opção!
      Gasto médio com refeições: cerca de 50 dolares/pessoa por dia
      Os mergulhos variam de 70 a 100 dolares.

      Bjo!!

  25. Yasmim Nagat 04/10/2014

    Hey, estou planejando viajar para comemorar minha formatura do Ensino Médio com 9 amigos, então queria saber de vocês se o Caribe é uma boa e quanto vocês gastaram só em Curaçao

    • Raquel Furtado respondeu Yasmim Nagat 11/10/2014

      O Caribe é uma ótima! Talvez vocês achem mais interessante Cancun, pelo volume de pessoas e por serem mais jovens! Cancun tem mais festas e mais opções de hospedagem All Inclusive. Quanto aos gastos, é muito relativo! Dê uma pesquisada em valores e passagens e hospedagens no booking.

  26. Monica 10/09/2014

    Cada foto de chorar!!!!! rsrs Muito bom esse post Raquel, dá muita vontade de estar lá! Bjoss

  27. Rosemarie 02/09/2014

    Esse roteiro tá incrível! Passei um dia só em Curaçao( viagem a navio) e quero voltar e conhecer tudo que não conheci.

  28. Boia Paulista 01/09/2014

    Oi, Raquel. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Boia – Natalie

  29. Gisela Carvalho 22/08/2014

    Quel,
    Adorei o roteiro, já li 2 vezes! rs.
    Vou imprimir e levar comigo pra me guiar!
    E as fotos só me fizeram babar ainda mais! Tô sonhando com esse azul!! =)
    Beijão