185
roteiros
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

7 dicas para aproveitar o melhor de Tel Aviv

25 de Janeiro de 2017
4 comentários 1.415 visualizações

Está planejando a sua viagem para Israel? Então aqui vai a dica número 1: não deixe de visitar Tel Aviv, a cidade mais moderna e descolada do país. Reserve ao menos três dias inteiros para explorar tudo o que a cidade tem a oferecer – praia, ótimos restaurantes, night life agitada, ruas charmosas, história, arte e muito mais!

Nós estivemos em Tel Aviv em Maio/2015 – e o namorado também já tinha ido em 2007 – mas dessa vez quem explorou a cidade de ponta a ponta e traz as dicas pra gente é a Nanda, que também comanda o blog Mala de Aventuras e o insta de mesmo nome. Em Novembro/2016, a Nanda nos representou em uma viagem pelo país à convite da secretaria de turismo. Ou seja: claro que ela viu o melhor da cidade! Ninguém melhor do que ela, então, pra dividir essas dicas com vocês!

Aproveitem!

7 dicas para você aproveitar o melhor

que Tel Aviv tem a oferecer

Por Nanda Hudson

Vista de um rooftop em Tel Aviv

Um resuminho de Tel Aviv pra começar…

Tel Aviv é a segunda maior cidade de Israel e conta com cerca de 600 mil habitantes. Fundada há apenas 100 anos, é ela que leva o título de cidade mais moderna do país. Tudo por lá foi pensado, planejado e estruturado, e por isso ela conseguiu crescer tão rápido! A cidade ainda leva o título de centro econômico e cultural do país e é um polo de inovação e criatividade referência em todo o mundo!

Tel Aviv também é muito “outdoor”: são 14km de praia, 120km de ciclovias e um verão quase eterno – vai de março a outubro – o que claro, contribui muito para que moradores e turistas passem mais tempo ao ar livre. Um passeio de bike por lá é super convidativo. Além disso, a cidade ainda está sempre em movimento. Tel Aviv não para MESMO! Não à toa, seu apelido é “The non stop city”.

Você pode pesquisar os vôos para Tel Aviv pelo site do Voopter – uma plataforma que procura mostrar todos os vôos e tarifas disponíveis na Internet em tempo real. Aproveita e se cadastra pra receber alertas quando seu vôo de interesse estiver mais barato.

Agora pega papel e caneta ou abre o “notas” do celular para anotar minhas dicas para aproveitar Tel Aviv da melhor forma possível:

Leia também: Tudo o que você precisa saber para planejar a sua viagem para Israel

  1. Beachlife – estilo descolado

Seguindo o modelo Rio de Janeiro e Barcelona, Tel Aviv possui além de grandes centros urbanos, belas praias para serem aproveitadas em um dia de sol (que são muuuuitos).

O clima praiano influencia bastante o estilo das pessoas por lá: tudo é muito despretensioso, descolado e sem dresscode. Você pode ir em um restaurante mais chique usando rasteirinha, jeans, ou o que preferir, que vai estar super de acordo!

Orla da Praia em Tel Aviv

São 318 dias de sol em Tel Aviv para você curtir muito os 14km de praia. Aproveite para fazer stand up padlle, kitesurfe, experimentar um dos restaurantes da orla, andar de bike, dar uma corridinha no calçadão ou sentar na areia para pegar um sol.

Ah, curiosidade 1: Existe um trecho especial na praia para os religiosos: alguns dias de semana são para uso dos homens, e outros para as mulheres.

Mar em Tel Aviv

          2. Gastronomia

Pode ter certeza que você vai comer muito bem por aqui, do café da manhã ao jantar. Aliás, o café da manhã de Israel é um dos mais famosos do mundo, com muita fartura e opções para todos os paladares!

Se você gosta de estar perto do mar, ao ar livre, pode apostar nos restaurantes que ficam na orla da praia. Eles são mais turísticos e talvez um pouco mais caros, mas poder almoçar vendo o mar e a vida agitada de Tel Aviv vale a pena!

praia em tel Aviv

Seguindo para o centro da cidade, na avenida Rothschild, você vai encontrar ótimos restaurantes, de renomados chefs e de todos os estilos. Fomos no The Social Club, inspirado nos bistrôs modernos de Nova York e adoramos. É uma mistura da culinária local de Israel, com um toque contemporâneo.

Outra coisa que me chamou atenção, foram os quiosques super bonitinhos vendendo frutas! Você pode optar por sucos, vitaminas, salada de frutas..! Uma delícia! Aliás, 10% da população de Tel Aviv é vegetariana! Por lá você vai encontrar muitos restaurantes vegetarianos e sempre uma opção sem carne nos demais restaurantes.

quiosque de frutas em tel aviv

Não deixe de visitar os famosos “mercadões” da cidade! Fomos no Sarona Market para ver de perto a variedade de temperos, pães, frutas, queijos, doces e muitos quitutes árabes! No mercado tem também alguns restaurantes que são boas opções para almoço! Pedimos o Kebab (que lá se equivalem ao nosso kafta) no restaurante Arepa’s e estava uma delícia!

         3. Night Life

Tel Aviv é o sonho de consumo de todos os jovens do país, e não é por menos: a vida noturna da cidade é super agitada, com inúmeros bares, restaurantes, pubs, shows, festivais… é programação que não acaba!

Uma informação importante: lá não existe “last call”, existe “last costumer”, que traduzindo seria “último cliente” – os bares não fecham, só quando o último cliente sair!

Fizemos um tour pela vida noturna de Tel Aviv que foi ótimo para conhecermos alguns bares e pubs que são frequentados pelos locais. Todos com um estilo underground, bem descolados, com pessoas legais e música boa.

O Ido Weil, guia da empresa TLV NIGHT (Veja sua avaliação no TripAdvisor) nos recebeu super bem e mostrou os melhores spots da cidade pra gente. Fizemos um tour que custou 27 dólares, com direito a 4 bares/pubs/boates diferentes. Passamos cerca de  1h em cada lugar. Todas as entradas estão incluídas, e também alguns shots pelo caminho. Lá é muito comum tomar shot de uma bebida chamada Arak – bem forte e com sabor de anis! A vantagem do tour é curtir a vida noturna de Tel Aviv “like a local”, já que eles te levarão nos lugares “do momento”, aqueles mais badalados e bem frequentados.

vida noturna em tel aviv

Aliás, fica a dica: quinta-feira é o dia que as baladas e barzinhos mais bombam. A avenida que reúne os melhores se chama Rothschild!

Anota aí dois barzinhos que eu adorei: Sputnik e BuXa TLV.

          4. The Old City of Jaffa

Deixando um pouco de lado a modernidade, vamos para a antiga cidade de Jaffa, com seus 4.000 anos e o porto mais antigo do mundo ainda em funcionamento.

Jaffa foi anexada à Tel Aviv, mas já foi uma cidade isolada. Suas ruelas e paredes de calcário nos fazem voltar no tempo! É uma delícia se perder por lá e encontrar galerias de arte, restaurantes charmosos e claro, muita história.

jaffa tel aviv

Faça uma parada na Ponte dos Desejos: durante toda extensão da ponte você vai ver algumas placas de metal com os signos desenhados. A tradição diz para você encostar a mão no seu signo e fazer um desejo olhando para o horizonte.

Vale a pena reservar 3 horinhas do seu dia para se perder por Jaffa. Ela está há apenas 20 minutos do centro de Tel Aviv e dá para ir de bike pela orla – um passeio bem rapidinho e super agradável!

jaffa tel aviv ponte dos desejos

       5. Vá de bike

Como falei, são 120km de ciclovias! Tel Aviv é plana, o que facilita na hora de cruzar toda a cidade de bicicleta. Passear pela orla e pelo centro da cidade super arborizado é uma experiência única.

Para quem vai no modo “low cost” ou prefere explorar a cidade ao ar livre (enquanto faz um exercício), a melhor opção é a bike. Você vai encontrar estações para alugá-las espalhadas por toda a cidade.

tel aviv de bicicleta

O processo é bem mais simples do que em outras cidades: basta você ir até uma estação da Tel-O-Fun, colocar o seu cartão de crédito (internacional) e retirar a sua bike. A única regra é devolvê-la a cada 30 minutos, mas você não precisa esperar e já pode retirar a próxima.

O aluguel custa aproximadamente 5 dólares o dia! Bem tranquilo, né?

        6. Você gosta de arquitetura? Tel Aviv é um prato cheio

Tel Aviv foi declara Patrimônio Mundial pela UNESCO por ter a maior concentração de construções no estilo Bauhaus do mundo!!

A região onde boa parte das construções se encontra, é chamada de “Cidade Branca”. É quase um museu a céu aberto para os amantes da vanguarda alemã dos anos 1920.

Saiba mais sobre exposições e tours: http://bauhaus-center.com/

         7. Onde se hospedar

A região da praia é ótima para quem procura uma boa localização – e ainda de frente para o mar! Nos hospedamos no Herod’s Hotel, que tem também outras unidades espalhadas por Israel – Mar Morto, Elliat e Herzlya.

A localização é realmente privilegiada, de frente para a praia, onde encontramos restaurantes e lojinhas. Acordei um dia bem cedinho para ver o nascer do sol da varanda, que tem vista pra os prédio e também para o mar.

nascer do sol em tel aviv

Os quartos são amplos, bem completos (TV, ar, secador, ferro para passar roupa, cofre, amennities e etc), só achei um pouco antigo, precisando de uma reformazinha, hehe.

O café da manhã era super caprichado, em um lugar bem amplo, cheio de mesas. Dava até para tomar café do lado de fora, com vista pro mar.

A diária do Herods fica em torno de $200 – $300. Endereço: 155 Hayarkon Street

Se você procura uma hospedagem mais descolada e bem no burburinho da cidade, precisa conhecer o The Poli House Hotel. Ele acabou de abrir na cidade (deve ter só uns 3 meses!) e tem uma decoração super cool e descolada, com móveis coloridos e modernos. Sem contar a piscina com borda infinita que fica no terraço! Amei.

poli hotel em tel aviv

Crédito: http://fathomaway.com/

A diária fica em torno de $200 – $400, mas vale o investimento, o hotel é super novinho e com ótima localização.

Endereço The Poli House Hotel: 1 Nahalat Binyamin st.

Uma curiosidade que eu achei bem interessante, é que Tel Aviv é a cidade que mais tem AirBnb! O número de quartos de hotéis da cidade se equivalem ao número de AirBnb disponíveis. Legal, né? Então outra boa opção é você procurar um apê para ficar.

Informações Importantes:

– Não esqueça que os judeus fazem o Shabat, um dia de descanso na semana, onde eles não podem fazer nenhum tipo de trabalho (cozinhar, mexer no computador, usar o celular, etc). O Shabat começa no pôr do sol de sexta e vai até o pôr do sol de sábado, então, muitas lojas e restaurantes ficam fechadas nesse período!

Por isso, a semana dos israelenses é um pouco diferente da nossa semana aqui no Brasil. O sábado é como se fosse o nosso Domingo, e o Domingo deles, a nossa segunda! É bom ficar ligado nisso quando for montar o seu roteiro!

– Não existe UBER em Israel. Quer dizer, existe, você pode usar o seu aplicativo, mas ele é usado também por taxistas, e o “uber” de lá cobra o mesmo preço que os outros. Ou seja, não é vantajoso.

– Se você quer explorar Israel da melhor maneira possível, contrate um guia! Fizemos todos os passeios com a Aline, que mora há 9 anos em Jerusalém, fala hebraico fluentemente e claro, português. Ela poderá te mostrar os melhores spots da cidade e contar um pouco da história e curiosidade dos lugares.
E-mail para contato: alinetourism @ gmail.com

Tel Aviv me encantou! Espero que vocês tenham uma experiência tão incrível quanto a minha!

assinarura-Nanda

linha pontilhada

DICA EXTRA

Seguro de Viagem é aquele item que a gente adoraria não precisar mas não tem como: não dá pra viajar sem. Ficar doente ou sofrer um acidente fora do Brasil pode ser caríssimo – e infelizmente todos nós estamos sujeitos a esses contratempos. O ideal é encontrar aquele seguro que te atenda melhor. Para viagens comuns (quer não envolvem esportes radicais, por exemplo), a gente normalmente procura o seguro com melhor preço – as coberturas tradicionais são bem semelhantes entre os seguros. Você pode fazer a sua cotação pela Real Seguros, que possui várias seguradoras conveniadas. Através dela, você compara o custo-benefício de mais de 10 seguradoras. A contratação é online e você recebe a apólice por email. É possível parcelar em 6x sem juros no cartão de crédito ou ter 5% de desconto para pagamento à vista. Clique para fazer a sua cotação.

Obs: A Real Seguros é nossa parceira e, quando você faz uma compra com eles através do nosso link, nós recebemos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog sempre ativo e atualizado. Você não paga nada a mais por isso e nos deixa muito felizes!

linha pontilhada

O VamosPraOnde fez essa viagem à convite da Secretaria de Turismo de Israel. Obrigada parceiros por abrirem as portas para que pudéssemos mostrar o que há de melhor nesse destino tão incrível. Todas as opiniões expressadas aqui são pessoais.

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!
  1. Gabriel Barrucho 04/08/2017

    Olá!

    Você acha que ir em fevereiro não será tão proveitoso quanto a março em relação ao clima?

  2. Jóni Oliveira 29/01/2017

    Será um dos meus próximos destinos! Curti muito as dicas, otimo post.

  3. […] 7 dicas para aproveitar o melhor de Tel Aviv […]