185
roteiros
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

Snowboard, Áustria e o Thurner’s Alpenhof!

14 de Maio de 2017
6 comentários 187 visualizações

Mais uma viagem de snowboard pra conta – e a descoberta de um hotel chamosíssimo em Zürs: Thurners Alpenhof

Em fevereiro e março de 2017, fomos para a França esquiar com um grupo de dez amigos. Depois que eles foram embora, resolvemos esticar mais uma semaninha pela Europa para descansar e andar um pouquinho mais de snowboard.

Em nossa programação tínhamos um espaço de três dias livres. Resolvemos conhecer umas montanhas austríacas, dais quais já tínhamos ouvido falar muito bem. Nossa escolha foi o complexo de estações de ski de Arlberg, que conta com mais de 300 km de pistas e um eficiente sistema de lifts que reúnem vilarejos como St Anton, St Cristoph, Lech e Zürs.

Foi exatamente neste último, cujo nome oficial é Zürs am Arlberg, que no hospedamos. O hotel escolhido foi o Thurner’s Alpenhof, um 5 estrelas com gestão familiar e selo da Leading Hotels of the World. Quem nos segue a mais tempo, sabe que a gente ama os hotéis desse selo, e inclusive fizemos um roteiro pela Europa no verão que foi organizado por eles (para saber mais, clique aqui). Veja a avaliação do hotel no TripAdvisor.

Nossa escolha não poderia ter sido melhor. O hotel fica ao lado de todos os lifts de Zürs (apesar de não ser ski in ski out, são menos de dois minutos caminhando até o teleférico) e proporciona tudo o que precisamos em uma viagem de ski: comida excelente (as diárias incluem café da manhã, chá da tarde e jantar com menu degustação – entre 5 e 6 pratos todas as noites, fantástico!), um guia de ski para os hóspedes (excelente para quem não conhece a montanha – existem várias rotas entre os diversos vilarejos), spa, uma equipe sempre disposta a ajudar (inclusive com os donos presentes todos os dias, vendo se está tudo do jeito que deveria estar) e um quarto super aconchegante.

Aconchego talvez seja a palavra que melhor defina o Thurner’s Alpenhof. Apesar de ser um hotel muito chique, em nenhum momento deixamos de nos sentir à vontade. A construção lembra a de uma casa, e quase todos os cômodos do hotel convidam a sentar e relaxar, seja tomando um chá, um vinho, os ótimos drinks do Mo, nosso bartender “oficial”, ou então tocando o piano de cauda do bar, como se estivéssemos realmente em casa (tudo bem que nossa casa não é tão legal assim).

bartender do Thurners Alpenhof

Sempre que voltamos do dia de snowboard, não tem nada melhor que relaxar. Enquanto na França, com o grupo de dez, logo nos reuníamos no bar, em Zürs nós íamos direto para o spa, que conta com uma piscina indoor mantida a 30 graus, academia, sauna seca, sauna à vapor e biosauna, além de um solarium. Vale lembrar que em muitos hotéis da Áustria os spas são áreas de nudez liberada, então não estranhe ao se deparar com pessoas nuas por lá (todas as saunas do Thurner’s Alpenhof são mistas, e apesar da nudez pública parecer estranha para nós brasileiros, para os austríacos é super normal e encarada com naturalidade). Além da sauna, há uma massagista de plantão no hotel (massagens de 50 minutos custam a partir de 95 euros) – depois de 13 dias de snowboard, nós fizemos uma e adoramos.

spa do Thurners Alpenhof

Os quartos e suítes do hotel são incríveis. O nosso era dividido em quarto e sala, e ficava ao lado do “Sun Terrace” do hotel, onde os hóspedes podem pegar um sol nas espreguiçadeiras (com uma manta para espantar o frio). Na sala tinha uma lareira, sofá com televisão e um lavabo, enquanto no quarto ficava a cama, armários (bem amplos), poltronas e um banheiro, com amenities. Achamos bem confortável.

nosso quarto no Thurners Alpenhof

A comida, como falamos antes, é excepcional. No café da manhã, há opções de pães, queijos, muitos presuntos diferentes, sucos, ovos de todos os tipos, crepe de Nutella (saudades 😢), cafés, chás (maravilhosos), sucos, frutas… o difícil é sair para esquiar depois, pois as opções são muitas.

cafe da manha no Thurners Alpenhof

No chá da tarde, em geral tem doces e pães, e num dos dias também tinha cachorro quente.

Chá da tarde no Thurners Alpenhof

O carro chefe, porém, é o jantar! Nas três noites que ficamos por lá, ele foi dividido entre salada (di-vi-na! Os molhos são sensacionais), entrada, sopa, peixe, carne, queijos e sobremesa. Apesar de serem muitos pratos, a comida nos deixava satisfeitos no ponto certo (apesar da sobremesa ser buffet, ou seja, da pra meter o pé na jaca com vontade hehehe). Além da comida sensacional, nas três noites pedimos indicações de vinhos austríacos para o somellier e não nos arrependemos nenhuma vez: harmonizaram perfeitamente com os pratos (a carta de vinhos, porém, merece uma ressalva: há garrafas de 40-50 euros disponíveis, mas os preços sobem rapidamente).

Em relação ao ski, a montanha não deixa nada a desejar às da Suíça ou da França: são muitas opções de pistas com níveis diferentes, alguns parks e muitas opções de fora de pista quando há neve powder. A temporada por lá é uma das mais longas do mundo: nós fomos no meio de março e a previsão para a semana seguinte era de neve intensa! Algumas pistas, porém, são planas ou contam com alguma subidas: como nós andamos de snowboard, tivemos que tirar a prancha do pé algumas vezes, mas os esquiadores tiram isso de letra.

Como chegar no Thurner’s Alpenhof

Para chegar ao Thurner’s Alpenhof, é possível voar até Munique ou Zurique e de lá alugar um carro. Nós indicamos chegar por Zurique pelo fato de ter vôo direto do Brasil (de lá são cerca de duas horas de estrada – lindíssima, por sinal – até o hotel).

Nossos dias em Zürs foram inesquecíveis. Se forem pro hotel, mandem um abraço para a família Thurner por nós. Se eles estiverem por lá, podem ter certeza que o hotel estará em boas mãos – que o diga uma família de brasileiros que conhecemos lá que vai para o hotel todos os anos, por 17 anos seguidos!

Para fazer uma reserva, nossa sugestão é que liguem para o escritório da Leading Hotels aqui no Brasil. Quem sabe eles não descolam um upgrade pra vocês? =) Telefone: (11) 3171-4000! 

linha pontilhada

O VamosPraOnde se hospedou no Thurner’s ALpenhof a convite da LHW. Não dividimos com nossos leitores nada que não tenhamos experimentado, gostado e aprovado. Todas as opiniões expressadas aqui são pessoais.

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!
  1. Roberto Braga 15/05/2017

    O hotel parece perfeito mesmo, tudo que precisamos para um pré e pós ski! Mas em relação às pistas, vocês acharam do mesmo nível das suíças ou francesas?

  2. Jean Lucas Britto 14/05/2017

    Que lugar mara! Nunca pensei em ir à Áustria esquiar, mas fiquei com vontade!

  3. Lúcia Pereira de Barros A 14/05/2017

    Quel, você sabe informar o valor da diária?

    • Raquel Furtado respondeu Lúcia Pereira de Barros A 14/05/2017

      Puxa prefiro que você olhe no site do hotel (https://www.thurnhers.com) ou pergunte na Leading. O hotel oferece vários pacotes que fazem os preços variar muito! Depende se você quer o passe de ski incluído, o número de noites que fica por lá.. enfim! Massss, seria algo em torno de 500-700 euros por noite num pacote completo!

  4. Maria Angélica 14/05/2017

    Acompanhei essa viagem de vocês pelo instagram e pelos vídeos do storiegram e adorei! Não vejo a hora de copiá-la rsrsrs
    Inclusive estou apaixonada pelos lugares por onde passam agora nos Estados Unidos. Mais um roteiro inspiração.