185
roteiros
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

Vamos para… Corfu!

14 de Fevereiro de 2014
5 comentários 14.022 visualizações
escrito por Raquel Furtado

Onde você gostaria de estar nesse Valentine’s Day?

A gente queria ir para Corfu, uma ilha grega do mar Jônico, entre a Grécia e a Itália, situada na costa da Albânia.
[A ilha figura entre as locações de uma das obras literárias mais conhecidas da Humanidade, Odisseia, de Homero, escrita há quase 3 mil anos].
Corfu

Corfu. Grécia – a Ilha Esmeralda

Muita gente não conhece essa ilhazinha (que de pequena não tem nada – é a segunda maior cidade grega das Ilhas Jônicas) que quebra muitos dos estereótipos da Grécia: por aqui nada de casinhas brancas e azuis, e sim tons amarelos das residências em meio ao verde da ilha. Ela é até conhecida como Ilha Amarela (devido a cor as casas), assim como Santorini é chamada de Ilha Branca.
Ilha Amarela
A Grécia possui uma infinidade de ilhas, cerca de 3.000, mas somente 227 são habitadas. A maioria delas está localizada no Mar Egeu. Cada ilha tem seu encanto próprio: suas características geográficas são bem diferentes, o que acaba tornando o passeio e a visita bem mais interessantes.
É muito comum conhecer as Ilhas Gregas a partir de um Cruzeiro – muitos deles combinam Grécia e Itália. É uma ótima opção para conhecer as ilhas rapidamente e tirar fotos, mas acaba te deixando com um gostinho de quero mais, como sempre ocorre com a Ilha de Corfu.
Em um cruzeiro normalmente temos cerca de 3 a 8 horas para conhecermos uma ilha do roteiro. Para conhecer Corfu, é necessário bem mais que isso (sem contar os vários passeios de barco que partem de lá). A ilha é cheia de história, museus, praias, esportes aquáticos, ruínas, trilhas.. Tem atividades para todos os gostos. Nossa sugestão é que, caso tenham a oportunidade, optem por passar pelo menos duas noites por lá (temos amigos que passariam duas noites e acabaram passando duas semanas, mas não precisa de tanto ;) ).
O apelido do local é “Ilha de Esmeralda” e não é pra menos. Olha quanta vegetação existe por lá! Em toda a ilha o verde é exuberante, repleto de oliveiras e cipreste. O azeite produzido na ilha, inclusive, é de excelente qualidade, considerado um dos melhores da Grécia.
Corfu Vegetação
Corfu (ou Kerkyra, para os gregos), com 641 km² de área e pouco mais de 100.000 habitantes, não é das ilhas mais famosas em termos de roteiro turístico, mas é sem dúvida alguma uma das mais belas. Cheia de histórias, sua fama universal se deu quando, na antiguidade, foi eleita como lugar de veraneio das famílias reais da Europa. A rainha Isabel da Áustria construiu ali, no século XIX, um belíssimo palácio (chamado Achillion) em homenagem a Aquiles, que pra nossa sorte pode ser visitado ainda hoje. E como na Grécia todo cantinho carrega suas mil lendas, lá não é diferente: Ulisses teria naufragado na região, durante o seu regresso da guerra de Tróia, e, uma das montanhas que surgem no mar em torno da ilha, seria o seu navio, petrificado após o naufrágio. ;)
O que fazer em Corfu?
corfu-map-lg
Para uma vista linda da ilha, não deixe de ir à vila Kanoni, onde tiramos a primeira foto aqui do post. A vista inclui o Mosteiro Vlaherna que está acima de uma pequena faixa elevada de terra e a lendária pedra verde, o Pondikonisi – onde o barco de Ulisses estaria petrificado.
Se você tem apenas um dia, e está procurando uma linda praia para se refrescar, vá a Paleokastritsa, a 25km do centro. A ilha possui inúmeras praias belíssimas, mas sua distância do centro impede o turista de conhecê-las nesse bate-e-volta. Paleokastritsa, entretanto, não deixa nada a desejar!
Ande pelas ruelas da Capital de Corfu e visite a Praça Esplanada.
Se sobrar um tempinho vá à Cidade Velha (inscrita pela UNESCO na Lista do Patrimônio Mundial da humanidade, em 2007), ao Monastério Bizantino de Theotokos (construído em homenagem a Virgem Maria), que oferece uma vista deslumbrante, e ao Palácio Achillion (que, além das estátuas lindas, ainda conta com um jardim incrível). Para esse último, é necessário cerca de 1 hora, 1 hora e meia para conseguir ver tudo.
Caso você tenha mais dias na ilha, visite o Centro Histórico de Corfu, que é delimitado por duas Fortalezas, a Velha (o monumento mais imponente de toda a ilha) e a Nova (um enorme complexo de fortificações que dominam a parte nordeste da cidade).
E não deixe de conhecer o Canal do Amor, que fica na vila de Sidari. Reza a lenda que quem nada em suas águas terá sorte no amor. Se o mergulho for acompanhado, melhor ainda; a promessa é que o casal ficará junto para o resto da vida. :) Nós infelizmente não conhecemos o local, mas as fotos que vimos são maravilhosas.
Canal do Amor
Corfu conta com várias praias e lugares para serem explorados, além de vários passeios de barco para ilhotas próximas.
Paleokastritsa (fotos do blog Uma Brasileira na Grécia)
As praias de Paleokastritsa são verde esmeralda e tem inúmeras grutas marinhas. Uma bela surpresa é o fato da praia não encher muito – parece que os tours dos cruzeiros não passam por ali. A água é levemente fria, na temperatura certa! É importante destacar que o chão é cheio de pedrinhas (que machucam um pouco o pé – especialmente se o sol estiver rachando). O ideal é correr pra a água, que é mais do que convidativa.
Dá também para fazer batismo e cursos de mergulho por lá (site www.diving-corfu.com) e até mesmo alugar caiaques e seguir remando, explorando os muitos paredões de rocha que revelam grutas e cavernas escondidas.
Como chegar?
Para turistas, principalmente brasileiros, o acesso mais comum a Corfu é de barco, saindo do enorme navio que os leva por um cruzeiro nas Ilhas Gregas.
O ponto A no mapa mostra a Ilha de Corfu.
[googlemaps https://maps.google.com.br/maps?f=d&source=s_d&saddr=Corfu,+Gr%C3%A9cia&daddr=&hl=pt-BR&geocode=&aq=&sll=38.177751,22.565918&sspn=6.976495,11.359863&mra=ls&ie=UTF8&t=m&ll=40.430224,18.28125&spn=5.853226,15.380859&z=6&output=embed&w=700&h=350]
Entretanto, a ilha conta com um aeroporto, e existem vôos diários saindo de Atenas (55 minutos) e Tessalônica (55 minutos). A companhia low cost EasyJet também voa desde Londres (1h15).
O Aeroporto Internacional de Kapodistrias fica a 3,2 km da cidade de Corfu.
Para quem estiver na Grécia Central, é possível fazer a travessia de ferryboat a partir da cidade de Iogumenitsa: o percurso dura uma hora e quinze. De Patra, no Peloponeso, a viagem leva 5 horas, também de ferry.
O ponto B no mapa mostra Iogumenitsa.
[googlemaps https://maps.google.com.br/maps?f=d&source=s_d&saddr=Corfu,+Gr%C3%A9cia&daddr=Igoumenitsa,+Tespr%C3%B3cia,+Gr%C3%A9cia&hl=pt-BR&geocode=Fb9tXAIdTZcuASnRctjfOUJbEzGgbzfkLb0ADw%3BFebQWgIdPjo1ASlj85xVW35bEzETX097u34aYg&aq=0&oq=logumenitsa&sll=39.281168,20.343933&sspn=1.717776,2.839966&mra=ls&ie=UTF8&t=m&ll=39.558059,20.048676&spn=0.370573,0.961304&z=10&output=embed&w=700&h=350]
Quando ir?
O verão é alta temporada, com muita badalação; a primavera, de março a junho, tem temperaturas mais amenas e ainda dá para aproveitar bem as praias!
Infelizmente não temos muitas fotos da Ilha, mas encontramos uma ótima galeria no blog Uma Brasileira na Grécia. Não deixe de visitar!
Dica Valiosa: para deixar a viagem ainda mais especial, vá para o porto de Corfu e pegue o barco “Hydrofoil”, para a minúscula e extraordinária ilha de Paxos. Os horários de saída estão nesse link http://www.ionian-cruises.com/lines.php, apenas uma saída diária e 55 minutos de trajeto.
Aproveite!
Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!
  1. Daniela 18/08/2016

    Ola, tudo bem? Adorei suas dicas. Pretendo passar duas noites com minha filha de 14 anos. Alguma sugestao de bairro para nos hospedarmos? Abs

  2. […] saber mais e esteja procurando o que fazer em Corfú, recomendo os artigos publicados nos blogs Vamos Pra Onde? e Dondeando por […]

  3. Maria João 22/08/2014

    Boa tarde
    Vou fazer um cruzeiro em Setembro 2014 e uma das ilhas a visitar será Corfu. Só estamos la das 9h ate as 15h. Existem excursões do navio, mas para 2pax faz logo 100€. Ir ao palacio e centro de cidade, durante 4h. Que me aconselha fazer e ver, numa manhã apenas.
    Também tem dicas para Santorini (14-22h), Mykonos quase um dia e Katalokon tambem quase 1 dia.
    Muito obrigado.
    Maria João

  4. Marcelo 21/02/2014

    Corfu merece uma visita de pelo menos dois dias. Vale a pena atravessar sem GPS as belas estradas de Corfu e descobrir as montanhas entre Paleokastritsa e Roda, os despenhadeiros dramáticos de Grifada e as´pequenas vilas como Pelekas e retornar para a cidade de Corfu pela costa. Partindo de Corfu, há uma hora de Igoumenitsa fica a Zagorohoria, região quase na fronteira com a Albânia, com base em Ioannina, que também merece uns cliques fotográficos.

    • quelfurtado respondeu Marcelo 21/02/2014

      Excelentes dicas, Marcelo!
      Obrigada por compartilhá-las aqui!
      Quel