185
roteiros
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

14 de Maio de 2017
21 comentários 3.425 visualizações

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Começamos a viagem explorando o Arizona, Utah e Nevada.

mapa dos Estados Unidos

Estamos no nono dia de viagem e já visitamos lugares incríveis como a Havasu Falls, o Monument Valley, o famosíssimo Horseshoe Bend, o Antelope Canyon, a icônica The Wave e o Bryce Canyon National Park.

A repercussão dessa aventura nas redes sociais tem sido incrível! Estamos adorando as mensagens, as torcidas (que foi sensacional e nos deu muita sorte) e a companhia de vocês!

Muitos têm nos escrito pedindo mais detalhes do roteiro e se mostrado super ansiosos pra saber todas as cidades e parques que exploraremos nessa viagem. Então, aqui está a resposta: abaixo, descrevemos o roteiro que faremos nesse pouco mais de um mês de viagem pela terra do Tio Sam.

Para facilitar, ele foi dividido em duas partes (e dois posts), uma englobando o deserto, e a outra, a Califórnia. Você está  no post número 1.

Obs: Nós normalmente planejamos nossas viagens através de guias como o Lonely Planet, fóruns do couchsurfing ou mochileiros, blogs e instas, TripAdvisor e dicas de amigos/conhecidos que já exploraram os destinos que temos interesse. Mas, mais importante ainda, a gente sempre se abre pra pegar dicas com locais, uma vez que chegamos nesses destinos. Sendo assim, nosso roteiro inicial quase nunca é o mesmo do executado. Então, podemos não seguir à risca o que está descrito aqui. Mas, fiquem tranquilos! À media que a viagem for acontecendo, vou atualizando o post pra vocês ;)! As atualizações estarão em vermelho.

Atualização: 3/06 -> O POST JÁ ESTÁ TODO PRONTINHO! =)

Ah, e nos avise através do e-mail contato @ vamospraonde.com ou mensagem no Instagram caso você esteja por uma dessas cidades na época em que estivermos. Vamos adorar fazer uma trilha contigo, acender a fogueira do camping e trocar histórias ou tomar um café ;-)! Também ficaremos super felizes em receber dicas pra complementar e enriquecer nossa experiência pelos EUA. Nos escrevam!

linha pontilhada

Como usar nossos roteiros?

Colocamos vários links nessa página para te dar mais detalhes sobre os temas abordados. Basta um click que um novo post se abrirá em uma nova aba – você continuará lendo essa página sem interrupção =).

Ao clicar em alguma das imagens, essa página aqui será substituída pela foto escolhida. Sugerimos que use o botão direito do mouse e selecione “abrir link em nova aba” para que sua leitura não seja interrompida. Após um click normal, entretanto, basta clicar no botão voltar do seu navegador para retornar à pagina de leitura.

linha pontilhada

Nossa roadtrip pelo oeste dos Estados Unidos

Parte 01 – Deserto

 

Imagem representando deserto

 

Primeira Parte da Viagem: Deserto! Leste de Nevada, Norte do Arizona e Sul do Utah. 1.860km divididos em 14 dias. Destaques: Havasu Falls, The Wave, Antelope Canyon, Horseshoe Bend, Zion NP e Monument Valley. Esse roteiro também pode ser considerado como a parte sul do Big Circle.

Mapa da primeira parte da nossa Roadtrip

Destino #1: Havasu Falls, Arizona

Dia 01: Pousar em Las Vegas e dirigir, por pouco mais de 2hs, até Peach Springs (cidade mais próxima ao início da trilha para a Havasu Falls).  Dormir no hotel Hualapai Lodge (cerca de R$500 a noite pro casal com café da manhã).

-> Aproveitamos para ir na REI comprar equipamentos de camping e no Wholefoods comprar lanches para a trilha do dia seguinte. As duas lojas são bem próximas.

Dia 02: Dirigir por cerca de 1h30mins até o Hualapai Hilltop Parking, onde deixamos o carro e começamos a trilha de 16km até o camping da Havasu Falls (localizada na vila indígena Supai). Dormir no camping.

-> Começamos a trilha às 8h da manhã. Foram 13km até a vila Supai, onde há uma lanchonete (comemos um cheeseburguer super gostoso por US7) e uma lojinha de conveniência. De lá até o camping são 3km. Atenção: não faça essa trilha sem ter reservado seu acesso à reserva natural e a pernoite no camping ou no lodge previamente pela internet. No meio da trilha há um checkpoint, se você não tem reserva, você é obrigado a voltar!!! Nós pagamos US$187 para os dois pela entrada + 1 noite no camping. Explicamos em detalhes essa reserva nesse post.

Dia 03: Conhecer as 4 principais cachoeiras de Supai e fazer a trilha de volta. Tentar o helicóptero na vila (a 3km do camping) para voltar ao estacionamento. Dirigir até Sedona para dormir (cerca de 3h30min).

-> Tivemos sorte e conseguimos o helicóptero de volta. Ele sai da vila, bem ao lado do visitor center e custa US$85 p.p. O vôo é lindo, sobre o cânion, e dura cerca de 5 minutos. A dica é chegar na vila antes das 7 da manhã para colocar o nome na lista e tentar uma vaga no helicóptero. Eles priorizam os locais, que não enfrentam fila e voam na hora em que aparecem. Voam 6 pessoas por vez. A procura é imensa =)! Não tem vôo todo dia – se oriente no visitor center, em Supai, na ida. Explicamos em detalhes nosso dia por lá e a volta de helicóptero nesse post.

SUGESTÃO: Ficamos apenas uma noite no camping, mas recomendamos que fiquem pelo menos 2 (mas 3 seria o ideal). As 4 principais cachoeiras de Supai são incríveis: confie em mim, você vai querer mais tempo para aproveitá-las.

Destino #2: Sedona

Dia 04: Explorar Sedona de carro, com destaque para a Chapel of the Holy Cross e Red Rock Crossing e dirigir até o camping The View do Monument Valley.

SUGESTÃO: Ficamos bem impressionados com o charme de Sedona e adoraríamos ter passado uns 2 ou 3 dias inteiros por lá. A cidade é super mística, com casas super charmosas, natureza linda e um lugarzinho de sucos e comidas naturais deliciosos: Local Juicery!

-> Adoramos a cidade! Explicamos em detalhes nesse post.

 

Destino #3: Monument Valley

Dia 05: Ver o nascer do sol do camping e fazer a Valley Loop Drive de carro pelo Monument Valley. No fim do dia, dirigir até Page para dormir no camping do Lake Powell (Wahweap RV & Campground) – comprar o passe anual América The Beautiful aqui.

-> O nascer do sol foi incrível! Adoramos a região e ficamos super impressionados com as formações rochosas. O lugar é mágico! Como não tem muita coisa pra fazer, a não ser alguns passeios à cavalo (o namorado fez, disse que foi legal mas nada demaaaais) e a rota de carro, achamos 1 dia suficiente. Falamos mais sobre Monument Valley nesse post

 

Destino #4: Page

Dia 06: Fazer os tours de ambos o Lower e Upper Canyon do Antelope Canyon, ir até o Horseshoe Bend (destaque para o pôr-do-sol) e fazer alguma atividade no Lake Powell. Retornar para o camping Wahweap RV & Campground.

-> Page é uma cidade sem charme algum. Por lá só vimos hotéis de rede, restaurantes fast food e postos de gasolina. entretanto, a beleza natural dos canyons é incrível, e por isso vale a visita. Reserve com antecedência o tour do Upper Canyon para o horário das 12h (é quando a luz está melhor) – não conseguimos e fomos às 7 da manhã (não recomendo!). O Lower Canyon não é indicado para pessoas com dificuldade de locomoção devido as passagens estreitas e diversas escadas, mas é mais impressionante na nossa opinião. Melhor horário: por volta das 9hs. Explicamos em detalhes nesse post. Alugamos uma lanchinha para aproveitar o Lake Powell e visitamos o Horseshoe Bend (que fica lotado, diga-se de passagem, devido à facilidade de acesso – e cheeeeio de mosquitos no entardecer! ehehe loucura! eram muitos!!!). Leia mais sobre Page aqui!

SUGESTÃO: Hospede-se fora de Page, na região de Wahweap para aproveitar uma localização mais charmosa. Por lá há o Lake Powell Resort and Marina, que pode ser uma boa opção. Nosso camping era ali do lado e adoramos!

Destino #5: The Wave (?) e Bryce Canyon

Dia 07: Dirigir até Kanab para tentar a loteria do The Wave. Conseguindo, a permissão é para o dia 08. Dirigir até Bryce Canyon, garantir vaga no Sunset Campground dentro do parque e fazer as trilhas Queens Garden + Navajo Loop. Voltar para o camping.

-> Conseguimos a permissão!!! Chegamos às 8:30h no Visitor Center para tentar a sorte. Junto de outras 165 pessoas nos inscrevemos (1 inscrição por grupo – máx. 6 pessoas) e às 9hs, pra nossa surpresa, o número 31 (que era o nosso) foi sorteado numa espécie de bingo! Seguimos então para Bryce Canyon onde montamos nossa barraca e fizemos uma trilha leve – mas lindíssima – para conhecer a região.

DICA: Você pode tentar a loteria do The Wave pela internet com 4 meses de antecedência. Explico em detalhes no post Como concorrer à loteria do The Wave. Nós não tivemos sorte nesse momento.

Dia 08: Dirigir até Kanab para o The Wave ou explorar Bryce Canyon NP. Dormir no campground.

-> Dia da nossa trilha tão esperada! A trilha tem 10km ao todo e conta com poucas subidas. Demoramos cerca de 1h40 para chegar no The Wave. Chegando no estacionamento do Wire Pass Trail Head (a cerca de 1h de Kanab), colocamos nossa permissão no pára-brisas do carro e começamos a trilha, colocando a outra etiqueta de permissão na mochila. Demoramos aproximadamente 6h para fazer o trajeto completo e curtir a The wave. Leia sobre essa experiência no post: The Wave.

SUGESTÃO: Hospede-se em Kanab ou no Bryce Zion campground para acordar mais perto do início da trilha. É recomendado levar 4L de água por pessoa, boné, corta-vento e começar a trilha entre 7 e 8 da manhã.

Dia 09: Fazer a Faryland Loop Trail (13.2km) e a Bryce Canyon Scenic Drive (55km) de carro. Dormir no Camping.

-> Eu abortei a trilha desse dia e fiquei aqui subindo os posts e fotos pra vocês =)! O namorado fez a trilha em pouco menos de 4 horas e gostou muito, mas achou a Queens Garden + Navajo Loop mais impressionante. O diferente dessa é que é mais vazia e você caminha entre os Hoodoos (essas formações rochosas que parecem cones e torres e são famosas por aqui). Fizemos juntos a Scenic Drive – que não nos impressionou muito, com excessão da vista do Rim Trail, que garante uma vista de quase 180 graus dos inúmeros Hoodoos que temos aqui.

|Post atualizado em Bryce Canyon no dia 14/05 – usando o free wifi do Bryce Canyon Lodge ;-)|

 

Destino #6: Zion National Park

Dia 10: Dirigir até o Zion NP (1h20min). Fazer a trilha da Angel’s Landing (9.4km) e dormir no Zion Lodge ou em um dos campings Watchman ou South. O Watchman na verdade precisa de reserva prévia, mas tentaremos a sorte.

-> Com previsão de chuva para Zion durante o dia, optamos por prolongar um pouquinho nossa estadia em Bryce. Pegamos a estrada por volta das 18hs. Estamos agora no Desert Pearl Inn – um hotelzinho super charmoso em Springdale (uma cidade de 5km de extensão, bem pertinho da entrada do Zion NP). A gente merecia uma noite quentinha em uma cama bem confortável pré 10km de trilha amanhã, né?

|Post atualizado em Zion no dia 15/05 – usando o free wifi do nosso hotelzinho ;-)|

Dia 11: Trilha para a Emerald Pools (1.9km) + tubing em Springdale + pôr do sol ou em La Verkin Overlook também em Springdale ou através da Watchman Trail (4.3km) no parque. Dormir no camping.

-> Dia de sol!! Fizemos o Angel’s Landing e foi incrível – acreditem: que ela não é tão assustadora quanto dizem! Andamos cerca de 9km com 500m de aclive – mas existem algumas descidinhas no caminho. Saímos do hotel as 9 da manhã, paramos o carro no Visitor Center, pegamos o shuttle do parque e começamos a trilha às 9:50. Retornamos ao ponto inicial por volta das 15hs. Seguimos também de shuttle para o Lodge do parque, onde aproveitamos o entardecer fazendo um lanchinho no gramado. Bom demais =). Fizemos um relato bem detalhado na trilha no post: Tudo o que você precisa saber sobre a Angel’s Landing. Vale a pena ler. Não tivemos sorte com os campings – todos os 3 da região estavam lotados. Pelo booking, vimos que os hotéis também. Já quase sem esperanças, encontramos um B&B charmosíssimo com um quarto vago devido a uma desistência. Foi o paraíso! Pagamos 100$ pra noite dos nossos sonhos. O booking não mostra o verdadeiro charme do lugar – mas acredite, foi o melhor achado da vida! 5 quartos ocupados por viajantes de todas as partes do mundo, um conforto sem igual, uma família simpática e super receptiva e um café da manhã que alimentaria minha família inteira! A sorte realmente nos acompanha, sempre! Recomendo o Zion Canyon B&B pra todo mundo! Faça a sua reserva pelo Booking.com (usando esse link, a gente ganha uma comissãozinha – que não sai do seu bolso! – e ajuda o blog a se manter firme e forte! Obrigado pelo seu apoio!)

Dia 12: Fazer a trilha The Narrows: Bottom Up (16km). Dormir no camping.

-> Não tem jeito – a gente depende da natureza para fazer alguns passeios do nosso planejamento e infelizmente a Narrows está fechada. Isso acontece quando o volume do rio está alto demais. Parece que ela só reabrirá em junho. Com a chuvinha de hoje, optamos por descansar mais um pouquinho no Zion Canyon Bed and Breakfast, atualizar o blog novamente e seguir viagem para Valley of Fire – no caminho para Vegas. 

|Post atualizado em Zion no dia 17/05 – usando o free wifi do Zion Canyon B&B ;-)|

 

Destino #7: Las Vegas e Grand Canyon

Dia 13: Dirigir até Las Vegas (3hs), passear pela Strip e ir ao parque de diversão do Stratosphere e/ou Cirque du Soleil.

-> Acordamos no Valley of Fire – um dos maiores achados surpresa dessa viagem! Que lugar incrível! Queremos voltar com certeza para explorá-lo com calma. O camping é super organizado, a paisagem parece de marte e ainda demos a sorte de pegar uma noite super estrelada e ver animais selvagens pela manhã. Depois, dirigimos por cerca de 1 hora até Las Vegas. Resolvemos dormir no Bellagio – a localização é ótima, o quarto super espaçoso. Diárias em torno de U$250. Faça a sua reserva pelo Booking.com (como falei ali em cima, usando esse link, a gente ganha uma comissãozinha – ela NÃO sai do seu bolso! – que ajuda o blog a se manter firme e forte! Obrigado pelo seu apoio!). Como chegamos cedo, exploramos um pouquinho a Strip, jantamos no restaurante Eiffel Tower (achamos caro pro que oferece) e fomos assistir o espetáculo LOVE do Cirque du Soleil! Maravilhoso!!! Fechamos o dia com chave de ouro!

Dia 14: Vôo de helicóptero pelo Grand Canyon + rafting no Rio Colorado.

-> Olhando melhor no site da Maverick Helicopters, descobrimos que o passeio não incluía um rafting, mas um passeio de barco motorizado pelo rio. Desistimos dessa opção e escolhemos o passeio de 4 horas com pouso no Grand Canyon para um lanchinho – o WIND DANCER TOUR, por U$544,00. O vôo foi maravilhoso, inexplicável, seguro (não deu medo – garanto! hehe) e incrível. Escolhemos essa empresa por recomendação de amigos e avaliações na internet. Existem outras duas empresas oferecendo vôos semelhantes em Vegas, mas essa está a 21 anos no mercado e foi eleita a melhor de 2016.

Oi! Essa mensagem é pra você que tem blog ou tem curiosidade em entender melhor o nosso trabalho:

Em viagens, conseguimos reduzir alguns custos fazendo parcerias com empresas, recebendo patrocínio de parceiros ou vendendo serviços do VamosPraOnde. Esse vôo, por exemplo, foi uma parceria (voei  em troca de divulgação) e um valor com desconto – chamado Media Rate – para o Leo. Você pode saber mais sobre essa vida de blog nesse link. E pode aprender sobre como transformar o seu blog em negócio, nesse aqui. No final de todo post, também deixamos um link com nossa política de monetização.

 

Para ver a segunda parte do nosso roteiro, que engloba a Califórnia, acesse: Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 2.

Gostou? Tem dicas? Sugestões? Críticas e elogios? Escreve aqui pra gente, vai ;-), deixe um comentário! Adoramos interagir com vocês!

Quer trabalhar com a gente, contratar um serviço ou contribuir com o blog de alguma forma? Nos escreva para contato @ vamospraonde.com.

linha pontilhada

E.. já que você leu até aqui, que tal dar uma forcinha e seguir a gente nas redes sociais? =)

Nossa página no face tem fotos, dicas e links dos principais posts aqui do blog.

instagram tem atualizações diárias das nossas andanças pelo mundo e é nosso principal canal de interação com vocês!

Já o YouTube tá aí pra que vocês nos conheçam melhor e acompanhem a emoção que é viver de blog, explorando o mundo mês a mês!

Beijo,

Quel

linha pontilhada

Esse post contém links afiliados do booking.com. Quando vocês fazem uma reserva através desses links, a Booking nos paga uma pequena comissão – o que ajuda, e muito, o blog a seguir firme e forte! Podem ficar tranquilos, vocês não pagam nada a mais por isso e acabam ajudando a gente! Já deixo aqui o meu muito obrigada! Saia mais sobre nossa Política de Monetização.

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!
  1. Fernanda Lima 28/08/2017

    Oi Raquel, vou aos EUA em dez/jan com minha família e meu noivo quer visitar seus pais de quando fez intercâmbio, estaremos em Massachussets e estamos querendo ir de carro para Kentucky, queremos dividir a viagem em dois dias para não ficar tão cansativo para nosso filho de 3 anos, você já fez alguma vez esse percurso, me indica alguma cidadezinha em Ohio que possamos ficar ´para descansar e seguir viagem no outro dia, ou me recomenda motel de beira de estrada mesmo, você consegue me dar uma luz??? Muito obrigada desde já pela atenção!

  2. Cecilia 14/06/2017

    Oi Rachel! Uma dúvida: é possível fazer esse roteiro de motohome/trailer? Tanto essa parte quanto o roteiro inteiro dos 38 dias. Sou apaixonada por ecoturismo mas não necessariamente em acampar. Não descarto essa possibilidade mas se for possível fazer as mesmas coisas de trailer com certeza ganharia ainda mais pontos.
    Obrigada!
    Obs: amo seu site, o melhor site de dicas que conheço!

    • Raquel Furtado respondeu Cecilia 16/06/2017

      Oi Cecilia!
      Super dá! Inclusive por várias vezes queríamos ter um MH pra gente! hehe
      Ah, e obrigada pelo elogio =)

  3. Clarissa 03/06/2017

    Oi Raquel, tudo bem? Não sei se lembra de mim..fizemos curso de mergulho juntas em Arraial em 2014 (eu acho!).. Bem, acompanho seu trabalho desde então e adoro suas viagens. Eu amei esse roteiro da roadtrip nos EUA, pois meu estilo de viagem é esse: trilha, camping e natureza. Tenho uma vontade/sonho de largar tudo e só viajar e fazer as trilhas desse mundo… mas estou criando coragem. Te desejo muito sucesso! bjs

    • Raquel Furtado respondeu Clarissa 03/06/2017

      Ei Clarissa!!! Não só me lembro como acompanho todas as suas trilhas!!! Você é incrível =)
      Muito obrigada pela mensagem e vamos marcar um encontrinho!!
      Beijos e muito sucesso pra você também!

  4. Ayala 27/05/2017

    Oi Raquel, amei o roteiro! Tenho muito interesse em fazer… não tenho experiência com camping, então seria legal se vc fizesse um pôster falando sobre isso, o que comprar, o que levar… pelo que entendi vcs compraram tudo aí né… e depois vão voltar com todas essas coisas de camping para o Brasil?
    Queria saber se o estacionamento é seguro e se é pago. será se é arriscado fazer a trilha, sem saber falar bem inglês? Desde já agradeço!!
    Parabéns pelas fotos!! Ficaram perfeitas!

    • Raquel Furtado respondeu Ayala 27/05/2017

      Oi Ayala,
      Deixa comigo que vou fazer o post sobre camping, sim! Nós vamos levar tudo de volta para o Brasil (menos algumas coisinhas que foram 1$, por aí, e não serão úteis pra gente la, como abridor de lata e talheres de plástico, por exemplo!
      O estacionamento é grátis e seguro e não é arriscado fazer a trilha sem saber falar inglês =)

      • Ayala respondeu Raquel Furtado 27/05/2017

        Sabe se é possível alugar os materiais de camping por lá, tipo a barraca por exemplo?

      • Raquel Furtado respondeu Ayala 28/05/2017

        Hmmm eu acredito que existam lojas que aluguem sim, mas não sei uma específica pra recomendar

  5. […] fizemos essa trilha em maio de 2017, durante uma roadtrip de 38 dias pelos EUA. Nesse post, explicamos todos os detalhes sobre a Angel’s Landing, para ajudá-los quando […]

  6. […] começamos a planejar nosso roteiro pelo oeste dos Estados Unidos, incluímos logo o destino, mas foi apenas através de mais pesquisas que descobrimos que o […]

  7. Francisco A F Ribeiro 15/05/2017

    Sensacionais essa agenda, esse lugar, essas fotos. Eu não sabia que existia um lugar tão pitoresco. Agora conheço, graças a vocês.

  8. Hermirio 15/05/2017

    Que legal! Fiz o Grand Circle sozinho ano passado. Digo para todos que conheço, que é uma das coisas que vale MUITO a pena fazer nos EUA. Muito além da Disney, Miami, NYC… Parabéns pelas fotos(belas)!!!

  9. Roberta 15/05/2017

    Queria saber se é possível sair de Vegas dirigir as 3 horas chegar até o Hualapai Hilltop Parking e de la comprar ida e volta de helicóptero até o camping pra tentar conhecer Havasu Falls em um dia e voltar para vegas no mesmo dia..

  10. Luciana Macedo 15/05/2017

    Que roteiro! Quebrou muitos paradigmas que eu tinha com os EUA. Por preconceito com o país, sempre programava viagens pelo Brasil, America do Sul e Europa. Acabei de mudar de opinião! Parabéns pelo trabalho, sigo acompanhando aqui, no insta e nos stories! Muito sucesso!

    P.S. Minhas filhas, de 17 e 20 anos que me mostraram seu canal. Virei fã!

  11. […] de 2017, quando começamos a pensar na viagem que faríamos, entre maio e junho, para conhecer as belezas naturais do Oeste dos EUA, que colocamos ela no topo de nossa lista de prioridades e realmente iniciamos as pesquisas para […]

  12. Helder Ribeiro 15/05/2017

    Que maravilha, esta região do oeste dos Estados Unidos é impar. Faz tempo que leio sobre a loteria do The Wave e um dia ainda quero tentar. Que bom que vocês conseguiram. Para chegar até o lugar onde começa a trilha vocês tiveram que dirigir por alguma estrada de terra?
    Abraços e parabéns pela viagem!
    Helder

    • Raquel Furtado respondeu Helder Ribeiro 15/05/2017

      Oi Helder!! Que legal ver você por aqui =)
      Isso mesmo, pegamos uma estrada de terra por alguns minutos até chegar no estacionamento.
      Beijão pra vcs!

  13. […] Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01 […]