185
roteiros
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

O incrível Mont Saint Michel

28 de Maio de 2014
15 comentários 19.736 visualizações

Mont Saint Michel é uma vila francesa da Normandia (a 360km de Paris), localizada em um pequeno morro, onde foi construída uma abadia dedicada a São Miguel Arcanjo. (Diz a lenda que o próprio São Miguel Arcanjo solicitou ao Bispo de Avranches a construção de uma pequena igreja neste local, no ano 708. No topo da abadia, há uma estátua do São Miguel Arcanjo matando o dragão, que simboliza o Mal. Saint Michel é São Miguel em francês. Curiosamente, durante a Revolução Francesa, o Mont Saint-Michel perdeu o seu contexto religioso e se tornou uma prisão até 1863. Em 1979, foi declarado como Patrimônio da Humanidade pela Unesco). 

A beleza do local é inquestionável. Vemos por ali um encantador vilarejo medieval, todo murado, com a abadia bem no topo, completando o lindo visual.

Mont Saint Michel

Mas o que torna o Mont Saint Michel tão interessante e tão procurado pelos turistas vai além de sua história e arquitetura: é, na verdade, uma grande força da natureza. Por lá, a subida da maré é tão rápida e intensa que o monte fica ilhado em questão de pouco mais de uma hora. A subida da maré é como uma atração local, e muitos viajantes param para ver as águas chegando até as muralhas da vila.

Nós estivemos por lá em 2011, em janeiro, em pleno inverno francês. Fizemos um bate-e-volta de dois dias desde Paris, com um carro alugado. O local continuou lindo e impressionante, mas pegamos chuva, nuvens e um dia tão nublado que atrapalhou bastante o passeio. Nossa primeira dica é que evite ir até lá com o tempo instável, para aproveitar melhor o que Mont Saint Michel tem a oferecer.

Hoje quem conta pra gente sobre o Mont é a Fabi, do @loucosporviagem, completando seu delicioso relato sobre uma viagem de carro pela Normandia (veja o post principal da Normandia aqui!). As fotos – pra variar – são simplesmente encantadoras! Então, se prepare, que lá vem a matéria.

Um passeio pela Normandia – parte 2: O incrível Mont Saint Michel

por Fabiane Gama

Saindo de Giverny seguimos por mais 3 horas até o fascinante Mont Saint MichelQuando pensamos na Normandia é essa a primeira imagem que nos vem à mente! Um dos cartões postais mais visitados de toda a França é tudo que podemos imaginar e muito mais.

Estivemos por lá também em 2007, num passeio de bate-e-volta a partir de Paris (fomos com a empresa France Tourisme). Valeu a pena, mas só serviu para me fazer ter mais vontade de curtir a região com calma. Por isso, dessa vez, em 2014, nós alugamos um carro e dormimos por lá! Nada de correria! Super recomendo!

O mais legal de estar de carro é justamente poder parar onde quiser e apreciar  a paisagem com toda tranquilidade do mundo! E quando todas as excursões de turismo de um dia vão embora, o Monte é todo seu!!!

As estradas francesas são excelentes e extremamente convidativas para a viagem, mas têm muitos pedágios, então, prepare o bolso!

Mont Saint Michel de carro

Ao longo do caminho nos deparamos com muitos campos de canola!! Encantadores! 

Ao nos aproximarmos do Mont-Saint-Michel vimos também muitos pastos com ovelhas! Lindo! E pessoas fazendo pic-nic com esse incrível visual!

Optamos por dormir em um hotel em frente ao Mont Saint Michel e não dentro dele. Escolhemos o Le Relais du Roy  e da varanda do nosso quarto tínhamos uma bela vista para o Monte.

O hotel tinha jantar incluído e valeu a pena! Eram 4 etapas, todas deliciosas!!! Você pode utilizar o booking para fazer sua reserva com o menor preço.

Para ver outras opções de hotel no Mont Saint Michel, use a caixa de pesquisa abaixo.

Quando estivemos lá pela primeira vez era possível parar carro e ônibus bem pertinho do Monte, mas agora isso não é mais permitido. Um imenso estacionamento foi criado para receber centenas de carros e ônibus de turismo. A partir dele, existem duas opções para chegar até o Monte: pegar um ônibus gratuito (“shuttle”) ou, como nós preferimos fazer, caminhar! É uma caminhada deliciosa que leva cerca de 20 minutos (uns 3km), com muitas paradas para fotos! Vale a pena! Mais informações sobre o estacionamento e o shuttle podem ser vistas aqui.

Dentro do Mont Saint Michel existem várias lojinhas, restaurantes (sendo o mais famoso o La Mère Poulard e seus omeletes – os biscoitos também são deliciosos!), uma muralha com belas vistas e, no topo, a tão falada Abadia (única parte que é paga).

O curioso do Mont Saint Michel é realmente a questão das marés. São duas paisagens super diferentes – com a maré completamente vazia e com a maré cheia. As duas são incríveis! Na maré baixa é possível atravessar a baía caminhando com guias da região (não a façam sozinhos pois pode ser perigoso!). A travessia pode durar apenas algumas horas ou o dia inteiro. Como pegamos bastante frio, não nos animamos com esse passeio, mas deve valer muito a pena! Veja mais informações no site oficial.

Tente combinar a data de sua visita com um período de mudança da maré. A viagem ficará ainda mais interessante. Veja mais no site oficial.

A seguir fotos da maré baixa:

E agora com a maré cheia:

No caminho de volta paramos na Place du Barrage de onde se tem belas vistas do Monte. 

O mais legal de dormir por lá é poder ver o pôr do sol e o anoitecer a partir da Place du Barrage. Nossa! Inesquecível!!!!

Por do Sol Mont Saint Michel
O Mont Saint Michel está na divisa entre a Normandia e a Bretanha, por isso, vale a pena esticar até algumas cidades da Bretanha como Saint-Malo, Cancale e Dinan.

Nossa outra base na Normandia foi Honfleur, a duas horas de carro de Mont Saint Michel. A partir de Honfleur, exploramos a bela Étretat. Vou contar tudo no próximo post! Aguardem!

Informações Práticas:

Como Chegar

Chegamos ao Mont Saint Michel de carro, a partir de Giverny. (O mapa abaixo é aproximado e tem como destino final Saint-Malo)

Mont saint Michel Chegada

Mas você pode ir de outras maneiras:

De trem + ônibus: A melhor opção é pegar um trem na estação Paris Mont Parnasse para Dol de Breatgane (2h40m) e depois pegar um ônibus direto para Saint Michel. Veja as opções de trem no site oficial da SNCF. Veja sobre ônibus aqui.

Excursão: France Tourisme

Para quem gosta de bike, existem passeios de Alençon até o Mont Saint Michel: Ciclo Turismo na França

Quando ir

Aqui planejamento é fundamental. Como a maré varia com a lua, é necessário observar a tábua das marés para visitar o Mont Saint Michel na época adequada (não é sempre que se vê o fenômeno com intensidade). No site fornecido vemos informações de praticamente o ano todo, então é fácil se programar.

O fenômeno da maré alta é mais intenso na primavera, quando ela pode alcançar a velocidade de até 10km/h. Mas o local pode ser visitado o ano todo.

Boa viagem e aproveite!

Mont Saint Michel noite

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!
  1. Maria 20/05/2017

    Meu sonho conhecer esta linha reta dos sete santuarios de São Miguel arcanjo, sendo este uns dos Santuários São Miguel … viver intensa na Espiritualidade da força da natureza . Muita Benção para quem se aproximam deste paraíso e maravilhosa e bela NATUREZA.
    Parabéns a todos que tiverem este privilégio na vida . E peço num simples pedido se possível é claro;… aqueles, para que gravem meu nome neste lugar numa pedra … ou até num pequeno papel e deixe-o, em algum lugar que é permitido deixar.
    “Onde está o meu nome está o meu coração”. Agradeço de coração.
    Grata. Maria D.L.
    Paz e Luz.

  2. suzana 18/02/2017

    SOCORRO!!!!! alguém poderia me ajudar?
    vou ao Monte San Michel em maio 2017, Li que era para consultar a tabela das mares, no entanto não entendi muito bem…na primavera quase todos os dias são bons para ver o fenomeno da mare viva ?
    Dia 10 começa a lua cheia, dia 25 a lua nova, no entanto consta que as mares mais altas ocorrem 36 e 48 horas após a lua cheia ou nova.
    Então qual os melhores dias para se observar o fenomeno? Por favor me ajudem….

  3. rogeres 01/02/2017

    Olá
    Adorei o post. Esta me ajudando muito
    Posso perguntar onde fica Place du Barrage? E os pedágios? São muitos? e caros?
    To querendo alugar um carro em Paris e passar uns 3 dias pela Normandia, mas me avisaram que vou morrer nos pedágios….

  4. Cynara Vianna 24/01/2017

    Raquel, fomos em 2006.fizemos um bate-volta de Paris, paramos o carro ao lado do monte. Vamos voltar em agosto, vamos de carro novamente mas dessa vez passaremos a noite para vermos a maré subir no começo da manhã do outro dia. Vi que não é mais possível estacionar ao lado do monte, nesse caso, o estacionamento é pago? E a Place du Barrage que você comenta fica fora do monte? Obrigada :)

    • ROGER respondeu Cynara Vianna 01/02/2017

      Queria saber isso tbem. estou indo em abril desse ano. E outra, que queria saber sobre os pedágios e a estrada. è fácil? Você lembra se encareceu muito os pedágios?
      obrigado

  5. João Leite 22/01/2017

    Rqaquel, quero conhecer o Mont Saint Michel este ano.

  6. Fernanda Bragatto 22/05/2016

    Gente!! Esse lugar é realmente incrível.
    Esse post serviu de inspiração pra minha viagem em setembro do ano passado.
    Viajei imaginando minha foto no meio dessas florzinhas amarelas…
    Mas daí fiquei arrasada que na época não encontrei os campos de canola gente!!
    Que maldade né?! Elas podiam ficar assim o ano inteiro..

  7. pompeia 26/06/2015

    Lindo post… E foi super útil…estamos no Mont e nos ajudou a planejar o dia!!! É tudo mesmo especial por aqui… Fizemos a opção de comprar um vinho e queijos em um Carrefour aqui perto e a noite ficamos em um jardim dentro do Mont. Também muito especial!!!

  8. […] texto foi gentilmente cedido por mim ao blog VamosPraOnde, onde também encontra-se […]

  9. Monica 05/06/2014

    Eu quero entrar dentro dessa foto do campo de canolas!!!!! Ótimo post Fabi, lugar que vale a pena mesmo passar mais do que algumas horas!

    Bjoss

    • Fabi @loucosporviagem respondeu Monica 05/06/2014

      Acredita q agora no fim de maio todos os campos de canola estavam vazios? Eh so abril e inicio de maio q tem! Fiquei chocada!

  10. Vanessa 05/06/2014

    Lindo,Fabi!!!!Essa mudança das marés é incrível!!Realmente vale a pena dormir lá pra aproveitar mais!!

    • Fabi @loucosporviagem respondeu Vanessa 05/06/2014

      Obrigada amiga

  11. Fabi @loucosporviagem 28/05/2014

    Ficou liiiiiiiindo! Amando os meus posts aqui!

    • quelfurtado respondeu Fabi @loucosporviagem 28/05/2014

      eeeeee A gente ama eles também! hahah :)