185
roteiros
41
países
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

3 dias pelo Norte da Argentina

21 de Março de 2017
1 comentários 1.672 visualizações

norte-argentina

“Ah, mas a Argentina eu já conheço”! Nem sei quantas vezes já ouví essa frase – mas é só eu incluir os nomes Cafayate, Purmamarca e Jujuy na conversa que a declaração já muda para “É.. eu tô falando de Buenos Aires e Bariloche, mesmo…”! Muitos, mas muitos brasileiros viajam à Argentina para vivenciar o agito e a gastronomia da capital ou ver a neve em Bariloche, mas infelizmente param por aí. Infelizmente, mesmo: o norte da Argentina é mágico de tão lindo, e quem não o explora perde paisagens como essa aqui:

montanhas coloridas no norte da argentina

E tem mais: além das montanhas coloridas – que me lembram bastante Vinicunca, no Peru (outro paraíso natural de tirar o fôlego), temos por lá ruínas incas, hotéis maravilhosos e um deserto de sal super impressionante.

A Nanda, nossa colaboradora aqui no blog, fez uma viagem explorando esses 3 destinos que mencionei lá em cima – e veio aqui hoje dividir com vocês um roteiro super especial de 3 dias por lá – dá pra aproveitar qualquer feriado!!

 

Um roteiro de 3 dias pelo Norte da Argentina

 

Antes de mais nada: posso registrar que amei explorar esse lado B da Argentina? Coincidentemente, a Gaia, que comanda comigo o insta MalaDeAventuras (onde tb compartilho viagens lindas!) fez essa viagem ano passado e me deixou cheia de vontades de conhecer o país além de Buenos Aires. Como a Quel disse, é mais comum para nós, brasileiros, explorarmos só Bariloche e a capital mesmo, ou incluirmos uma esticadinha a Mendoza, mas a gente não passa muito disso. Espero com esse post mostrá-los o quanto é lindo esse nosso país vizinho e o quanto temos a descobrir por lá.

Bom, então vamos ao que interessa!

Passei 3 dias inteiros fazendo uma roadtrip pelas principais cidades e atrações do norte da Argentina em um roteiro bem corrido e intenso – mas que dá pra fazer. Entretanto, se você conseguir uns diazinhos a mais, recomendamos que você reserve uma semana toda para fazer com calma os melhores passeios da região.

norte da argentina mapa

Abaixo um resumo da viagem para vocês terem uma visão geral:

Buenos Aires > Salta (avião)
Salta > Cafayate (carro)
Cafayate > Purmamarca (carro)
Purmamarca > Salinas Grandes e Tilcara (carro)
Jujuy > Buenos Aires (avião)

Nosso vôo para explorar o norte da Argentina foi Rio de Janeiro – Buenos Aires –  Salta, com retorno Jujuy – Buenos Aires – Rio de Janeiro. Chegar por uma cidade e sair por outra é uma ótima estratégia nessa situação.

Você pode pesquisar opções de vôo pelo site do Voopter – uma plataforma que procura mostrar todos os vôos e tarifas disponíveis na Internet em tempo real. Aproveita e se cadastra pra receber alertas quando seu vôo de interesse estiver mais barato.

_____

DIA 1

Almoço em Salta, Quebrada de Las Conchas e Cafayate

 

A principal e maior cidade do norte da argentina é Salta, ótimo ponto de partida para a sua roadtrip, já que há vôos diários de Buenos Aires e também alguns vôos direto, partindo de São Paulo, pela Aerolineas Argentina e LATAM.

Salta leva o apelido de “La Linda” por conta de sua natureza exuberante. Não tivemos tempo para conhecer a cidade, mas acho que vale a pena reservar ao menos um dia para explorar suas belezas.

Chegamos em Salta no final da manhã e aproveitamos para almoçar no House of Jasmine – uma casa colonial que pertencia a uma família francesa e foi transformada em hotel/restaurante. Veja sua avaliação no TripAdvisor.

almoço no norte da argentina

A casa fica há 15 minutinho do aeroporto, então vale a pena dar uma paradinha por lá, dependendo do horário de chegada do seu vôo. O lugar é lindo, com decoração rústica e um jardim enorme e bem verdinho. O restaurante oferece pratos típicos muito gostosos!

De lá, seguimos viagem em direção sul, rumo a Cafayate. São cerca de 200km de estrada, feitos em torno de 3 horas – mas prepare para gastar um pouquinho mais, pois o caminho é lindo!

caminho no mapa: de salta a Cayate, no norte da argentina

A estrada, chamada de Quebrada de Las Conchas, é uma reserva natural incrível! A cada curva a paisagem vai se transformando – vimos montanhas com diferentes formações rochosas e muitas cores. Um visual único!

Há duas paradas principais no caminho: A Garganta Del Diablo e o Anfiteatro. Formações naturais super imponentes e curiosas. Você não pode deixar de gritar no anfiteatro para ouvir o eco que faz lá dentro!

Vimos outros mirantes pelo caminho e também algumas esculturas naturais batizadas pelos locais. Uma delas era o El Sapo, uma pedra enorme na beira da estrada que tinha o formato exato de um sapo. Bem interessante!

Chegamos em Cafayate já de noite. Passamos de carro pelo centrinho da cidade, que é pequenininho e charmoso. Haviam algumas opções de restaurantes, lojinhas de artesanato e hotéis. Atravessando a cidade (cerca de 10 minutos!) chegamos no nosso hotel: o fabuloso Grace Cafayate. Veja sua avaliação no TripAdvisor.

Grace of caratê - hotel incrível no norte da argentina

A viagem foi bem corrida, então não tivemos tempo de andar pelo centro de Cafayate. Se você puder, fique pelo menos um dia inteiro por lá, para aproveitar o clima charmoso de interior da cidade.

 

DIA 2

Vinícola El Estaco (Cafayate) e transfer para Purmamarca

 

A atividade da manhã foi visitar a Bodega El Estaco, uma vinícola super charmosa, localizada ali mesmo em Cafayate. Fizemos o tour e uma degustação de vinhos. A região é famosa pelo cultivo das uvas Torrontés, e vem ganhando cada vez mais destaque por sua produção de vinhos.

Almoçamos na vinícola mesmo, que, além de oferece o tour e degustação conta ainda com restaurante e hospedagem. É um charme só! A comida estava deliciosa, tudo bem servido e feito com muito amor. Não dava vontade de ir embora!

De lá, partimos para uma longa viagem de carro – foram 6h até Purmamarca, uma pequena vila na província de Jujuy, onde está o famoso Cerro de los Siete Colores.

O impressionante dessa montanha, além das 7 cores, claro, é o contraste com as de trás. Parece que pintaram uma parte da montanha, sabe? Com uma cor bem viva e forte – é super diferente!

cerro de los siete colores no norte da argentina

Vale a pena ficar pelo menos um dia inteiro por lá, já que o colorido das montanhas fica ainda mais vivo no nascer e no pôr do sol. Anotem essa dica, hein! Valiosa =)

Chegamos por volta das 22h no Manantial Del Silencio, um dos melhores hotéis da pequena vila, onde nos hospedamos por duas noites. Veja sua avaliação no TripAdvisor.

A viagem foi realmente longa, percorremos aproximadamente 400km de carro, seguindo dessa vez para o norte, e subindo mais que Salta.

caminho no mapa: de Cafayate para Pumamarca, no norte da argentina

 

DIA 3

Salinas Grandes e Tilcara

 

O terceiro dia foi cheio de surpresas e paisagens lindas – o que me fez me apaixonar ainda mais pelo norte da Argentina. Pegamos a estrada novamente para conhecer o deserto de sal, chamado de Salinas Grandes, um deserto de sal menor do que o clássico Uyuni, na Bolívia, mas bem interessante e pertinho da gente.

O deserto, assim como Purmamarca, fazem parte da província de Jujuy.

O trajeto de Purmamarca até a Salinas foi incrível. Conforme íamos subindo as montanhas, víamos uma enorme transformação na vegetação.

estrada no norte da argentina

Alcançamos 4.176m de altitude e, ao descermos do carro para fotografar, vimos neve caindo! A temperatura estava por volta dos 2 graus, e tivemos essa experiência incrível e surpreendente, que não estava no roteiro.

Foi realmente mágico!

Obs: Não tivemos problemas com a altitude, mas recomendo que bebam muita água e não façam muito esforço físico para evitarem qualquer possível mal estar.

purmamarca

Foram ao todo 2h30 de viagem até chegar na Salinas Grandes – a duração média comum é de aproximadamente 1:30 – 2hs, mas fizemos algumas paradas e portanto demoramos mais.

O percurso tem em torno de 65km.

caminho no mapa: de Pumamarca para Salinas, no norte da argentina

A imensidão de sal do deserto garante boas fotos então aproveite bastante! Uma boa dica é andar pelo deserto e sair dessa região pertinho da estrada. A paisagem vai ficando cada vez mais bonita!

Não deixe também de conferir o artesanato local.

Depois do deserto, fomos em direção a Tilcara, um vilarejo também na cidade de Jujuy, a cerca de 90km de distância. A estrada por onde passamos fica no vale Quebrada de Humahuaca, também conhecido como estreito Vale do Rio Grande.

Nesse caminho tivemos mais uma surpresa: Paramos em um mirante com um visual inesquecível de montanhas muito coloridas, com um tipo de formação conhecido como Paleta Del Pintor.

O legal desse lugar é que você tem acesso ao visual já do ladinho da estrada mesmo, basta andar por uma pequena trilha – que não dura nem 5 minutos – por essa primeira montanha aí da foto. Só tenha um pouquinho de atenção porque, nesse dia, pelo menos, o caminho estava bem escorregadio.

norte da argentina

Em Tilcara visitamos as ruínas de uma cidade inca, um local cheio de história! Foi muito interessante entrar nas pequenas casinhas feitas de pedra e observar o tanto de cactos que tem por ali.

Reservamos o fim de tarde para andar pelo vilarejo, que é bem rústico, cheio de lojinhas de artesanato e restaurantes charmosos. Comemos empanadas e experimentamos cervejas locais. Nosso dia e nosso roteiro acabou com um delicioso jantar no Hotel El Nuevo Progreso, também em Tilcara. Veja sua avaliação no TripAdvisor – ele é considerado o número 1 da região!

Pegamos o vôo em Jujuy (cerca de 80km ao sul) e voltamos para casa, apaixonados pelo norte da Argentina!

Se você quiser saber mais sobre os destinos incríveis que o país tem a oferecer, sugiro o Lonely Planet – usamos muito esse guia, pra diversos destinos e em várias viagens. A Folha de São Paulo também tem um guia visual legal, se você quiser ir ainda mais além ;-)

linha pontilhada

Informações Complementares:

Transfer

A Mercedes, nossa guia pelo norte da Argentina, e o Coco, nosso motorista, foram demais! Super pacientes e prestativos! Se você prefere não se preocupar em ter que dirigir, pode fazer todos os passeios com eles, sem dúvida alguma!

Contato da Mercedes: +54 9113874088329

Mas, se você gosta de pegar estrada e prefere ter liberdade para parar onde quiser, recomendamos alugar carro. Você pode comparar valores e fazer sua reserva online pela Rentcars.

Hotéis

Todos os hotéis dessa viagem ao norte da Argentina foram escolhidos e reservados pela Hotéis.Com, e foram super aprovados! Não pense que, por se tratar de destinos ainda pouco explorados pelos turistas, não dá pra encontrar boas opções de acomodação. Tem muita opção legal por lá!

E uma boa dica para dar uma economizada e conseguir descontos, é baixar o app do hotéis.com e fazer a sua reserva por lá. Geralmente os preços estão mais baixos do que no site!

E… falando em economias:

> Tá rolando uma promoção para quem quiser conhecer a Argentina – é só usar o cupom ARGENTINALABOB ao fazer a sua reserva pelo Hotéis.com para ganhar 10% de desconto em qualquer hotel da Argentina. *Válido até 31 de Março de 2017. <<<

Beijos e ate o próximo post!

assinarura-Nanda

Você pode ver os outros posts da Nanda aqui no blog através nesse link.

linha pontilhada

DICA EXTRA

Seguro de Viagem é aquele item que a gente adoraria não precisar mas não tem como: não dá pra viajar sem. Ficar doente ou sofrer um acidente fora do Brasil pode ser caríssimo – e infelizmente todos nós estamos sujeitos a esses contratempos. O ideal é encontrar aquele seguro que te atenda melhor. Para viagens comuns (quer não envolvem esportes radicais, por exemplo), a gente normalmente procura o seguro com melhor preço – as coberturas tradicionais são bem semelhantes entre os seguros. Você pode fazer a sua cotação pela Real Seguros, que possui várias seguradoras conveniadas. Através dela, você compara o custo-benefício de mais de 10 seguradoras. A contratação é online e você recebe a apólice por email. É possível parcelar em 6x sem juros no cartão de crédito ou ter 5% de desconto para pagamento à vista. Clique para fazer a sua cotação.

Obs: A Real Seguros é nossa parceira e, quando você faz uma compra com eles através do nosso link, nós recebemos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog sempre ativo e atualizado. Você não paga nada a mais por isso e nos deixa muito felizes!

linha pontilhada

O VamosPraOnde fez essa viagem à convite do Hotéis.com para conhecer a Argentina além do “comum”. No grupo, estavam jornalistas do Catraca Livre, Hypeness e Chicken or Pasta. Veja detalhes da viagem no Instagram de todos os envolvidos, com a #ArgentinaLadoB.

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!
  1. Sergio 28/03/2017

    Olá, queria dicas sobre viagem para Punta Cana, Resort com um custo benefício legal, temos um Bebê de 1 aninho…