185
roteiros
41
países
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

Política de Monetização

carta aos leitores

Queridos amigos,

Resolvi escrever essa carta com o intuito de ser o mais transparente possível em relação ao meu trabalho e consequentemente a esse blog.

Vocês que me acompanham nessa jornada desde 2013 devem saber que o VamosPraOnde surgiu como uma conta no instagram despretensiosa… Meu intuito era criar um álbum/diário online das minhas viagens e aproveitar para compartilhar, com vocês, as dicas e os lugares incríveis que eu tinha a sorte de descobrir pelo mundo.

Graças a vocês – e é graças a vocês mesmo, pois sem “seguidores” no perfil do Instagram o Vamos não cresceria e não me daria o empurrão que faltava – eu criei coragem de seguir o meu sonho e cair de cabeça no mundo da blogosfera e empreendedorismo digital. O que isso quer dizer? Abri mão do trabalho convencional, do mundo corporativo e me desdobrei para fazer do VamosPraOnde um trabalho. E, como esse seria meu único trabalho, eu precisava transformá-lo, também, em uma fonte de renda.

Hoje o Vamos é realmente um trabalho real: exige esforço, tempo, dinheiro, envolve estratégias, reuniões, noites em claro e até mesmo frustrações. Por outro lado, me proporciona uma de minhas maiores alegrias. Ele é um trabalho como outro qualquer.

E aí eu entro no ponto chave dessa carta:

Como eu ganho dinheiro e o que vocês têm a ver com isso?

A verdade é que minha renda depende em boa parte de vocês :) Quanto mais público eu tenho, quanto maior o número de pessoas que acompanham e gostam do meu trabalho, mais as marcas se sentem atraídas em se relacionar comigo. Para eles, eu sou uma influenciadora digital.

Isso quer dizer que marcas me pagam para que eu faça propagandas em minhas mídias onlines, e essas propagandas são exibidas para vocês.

“Então o Vamos virou um portal de anúncios e eu não posso mais acreditar no que você fala, Raquel?”

Não! É muito importante pra mim que vocês saibam que vocês são o ponto chave desse trabalho. Eu jamais faria uma propaganda enganosa a vocês. Por favor, saibam disso! A maioria das propagandas que vocês vêem aqui são ou de marcas e serviços que eu já conhecia/usava ou de empresas que eu já ouvi excelentes referências.

São essas propagandas que me ajudam a ter uma renda com o blog.

Além dos chamados publiposts, também tenho outras fontes de monetização:

  • Programas de Afiliados (booking, real seguros)
  • Banners de Propaganda (Adsense)
  • Venda de e-books

Ah, e como funcionam as viagens do Vamos? Vocês não ganham dinheiro com elas também? Têm patrocínio?

Nós adoraríamos fazer viagens 100% grátis e ter patrocínio (inclusive, se você tiver interesse em nos patrocinar, por favor envie-nos um email!) mas não é sempre assim. O que normalmente acontece é: nós escolhemos um destino e enviamos um email à sua assessoria para pedir apoio, ou seja: para conseguirmos parcerias em troca de divulgação. Muitas vezes, também, entramos em contato direto com o hotel. Algumas vezes eles nos dão todas as diárias que precisamos, outras 2 ou 3 e o restante cobram um media rate (uma tarifa mais atraente para jornalistas). Por esse motivo, em muitas de nossas viagens nós ficamos em mais de um hotel – dessa forma, além de termos mais conteúdo para dividir com vocês, economizamos :)

Também somos convidados a participar de viagens – são as chamas Press Trips. Elas são viagens organizadas por uma secretaria de turismo, por exemplo, com o intuito de divulgar determinado destino.

É importante que vocês saibam, também, que nós nunca falaremos bem de um serviço que não mereça nem indicaremos um serviço ou hotel que não indicássemos à nossa própria família ou amigos próximos. Todas as empresas e agências que se relacionam conosco sabem disso. Nosso pré-requisito para uma viagem é não ter a obrigação de fazer a divulgação positiva caso o serviço não seja satisfatório: preferimos pagar a conta a fazer uma propaganda enganosa. Isso não é porque somos “bonzinhos”; é porque, indo direto ao ponto, uma propaganda enganosa nos faz perder vocês – e sem vocês, sinceramente, não somos nada (e porque somos um pouco bonzinhos também! eheh amamos vocês – jamais iríamos enganá-los!).

No mais, toda publicidade, parceria, anúncio, afiliado, venda, etc, é transparente para vocês. Procuramos indicar tudo! Se alguma coisa passar despercebido, nos avise!

Peço também – e encarecidamente – que vocês nos dêem um feedback em relação às publicidades que verem por aqui e no instagram. Caso elas não sejam coerente com a linha do Vamos, caso elas sejam ofensivas à vocês por qualquer motivo ou caso achem que nosso relacionamento com tal marca não é benéfico, nos avisem.

Juntos, conseguiremos deixar o VamosPraOnde redondinho, e ajudar cada vez mais brasileiros a viajar mais e melhor.

Agradeço a vocês por me permitirem viver meu sonho, de coração.

Um beijo,

Quel

linha pontilhada