185
roteiros
124
cidades

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além de Miami, Disney e NY – Parte 01

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Sardenha: o paraíso!

A Sardenha é uma ilha – mais precisamente um verdadeiro paraíso – localizada no Mediterrâneo a oeste da Itália, país a qual pertence. Ela não...

Montanhas Rochosas

O VamosPraOnde partiu rumo às Montanhas Rochosas Canadenses para explorar cenários que fogem do comum. Queríamos ir além das dicas de revistas, além do turismo padrão, além da multidão. E conseguimos!

Uma Buenos Aires diferente

02 de Outubro de 2014
8 comentários 1.889 visualizações

Buenos Aires é uma cidade que divide opiniões. Cada vez mais visitada por brasileiros, a capital é, muitas vezes, um primeiro contato com o exterior – e isso envolve milhões de expectativas, o que acaba surpreendendo o turista, positiva ou negativamente.

Não são poucos os casos de pessoas que voltam deslumbradas com o ar europeu da cidade. Também não são poucos os que voltam “indignados” por esperar encontrar esse tão falado ar europeu – e não ver nem sinal dele. Diante de tantos anos de crise econômica, nossos vizinhos e hermanos sofreram sim (e muito) e isso é extremamente notável na cidade, principalmente em seu centro. Entretanto, Buenos Aires não é uma cidade que se resume em centro e pontos turísticos. A cidade merece muito mais que um bate-e-volta do Brasil, e enche de alegria e conquista o coração dos muitos curiosos que vão além da Casa Rosada e se permitem passear sem pressa pelos parques, conhecer um belo restaurante do Palermo e circular de bicicleta pela margem do Rio da Prata – isso sim, fora do pega turista, e regado a toda a riqueza histórica do país, faz de Buenos Aires a cidade que todos precisam um dia conhecer, e voltar, e voltar.

Uma viagem à capital argentina

A viagem de muitos a Buenos Aires acaba sendo voltada aos pontos turísticos: uma foto na Casa Rosada, um passeio em Puerto Madero, a descoberta da maior avenida do mundo – a 1o de Mayo -, e uma hospedagem que a gente acaba achando um erro: no centro.

Seja em uma viagem de descoberta da cidade ou de redescoberta, aproveitando a gastronomia, a noite e os parques que Buenos Aires oferece muito bem, a gente recomenda fortemente uma hospedagem na Recoleta. O bairro é central, lindo, seguro e cercado por pontos importantes.

Vai por mim – uma hospedagem por lá te permite conhecer uma Buenos Aires diferente. Infelizmente, hoje o centro tem partes bem judiadas, sujas (claro, como conhecemos bem em toda cidade grande) que acabam tirando um pouco o charme da viagem.

Buenos Aires pode ser explorada de diversas formas, seja ela mais econômica ou com bastante classe, com hospedagens mais requintadas, elegantes e que valem a viagem.

Ja havíamos ido 3 vezes à capital argentina, sempre no esquema mochilão, econômico ou a trabalho. Dessa última vez em agosto de 2014, antes de seguir para Ushuaia, resolvemos experimentar algo novo, uma hospedagem diferenciada, e seguimos para o Four Seasons. E é esse o assunto do post de hoje – a diferença que faz uma boa hospedagem, mudando drasticamente o olhar que despendemos à cidade.

O incrível Four Seasons de Buenos Aires

Nos hospedamos no Four Seasons e ficamos completamente deslumbrados. Localizado na Recoleta, no começo da Avenida 1o de Mayo, o hotel está em uma das localizações mais estratégicas da cidade: na fronteira entre o Centro antigo e a parte mais moderna, incluindo a própria Recoleta e o Palermo – além de estar a cerca de 20 minutos a pé do Puerto Madero (uma caminhada bem gostosa, por sinal).

Four Seasons

Recentemente reformado, o hotel foi comprado por um empresário árabe em 2012, o qual investiu 30 milhões de dólares para deixá-lo impecável. O resultado não poderia ser melhor. O Four Seasons tem a proposta de ser uma extensão da cidade aos próprios argentinos e cumpre esse papel com maestria, oferecendo dois restaurantes (Elena e Nuestro Secreto) e um bar (Pony Line) que chega a formar uma grande fila na porta nas noites de quarta e quinta-feira (os hóspedes entram por uma porta separada).

Mesmo para aqueles que não se hospedam no hotel, as opções de gastronomia são fantásticas, e a gente recomenda fortemente que experimentem os restaurantes de lá. Os preços são super justos.


Four Seasons é dividido em duas partes: a Mansión e a Torre.

A primeira é uma mansão do início do século passado. A casa é praticamente um ponto turístico e conta com uma arquitetura deslumbrante completamente conservada. É um privilégio poder passear por ali e ainda tê-la como vista de nosso quarto.

Já a segunda, que abriga quase a totalidade do hotel, foi completamente restaurada na reforma. Ao todo são 116 quartos e 49 suítes de luxo.

As duas partes são separadas por um terraço onde há um belo jardim (é nele que encontramos o restaurante Nuestro Secreto, lindo, todo de vidro) e uma piscina – que no verão deve rivalizar intensamente com as atrações turísticas da cidade, hehe! Como fomos no inverno, acabamos não mergulhando (apesar dela ser aquecida).


Além da piscina, o hotel conta com uma academia novinha, com equipamentos de última geração e o Cielo SPA, inspirado nos quatro elementos da terra. Um convite a um relaxamento perfeito.

Nós ficamos hospedados na Suíte Junior com Vista para a Mansão e não dava vontade de sair do quarto! Com 60 metros quadrados, ele conta com cama King Size, sala, um closet com ótimo tamanho, nespresso e duas televisões com tv a cabo (uma virada pra cama e outra pro sofá).

Mas o que mais nos impressionou no quarto foi o banheiro, onde havia uma banheira maravilhosa em porcelana e uma tv integrada ao espelho. Incrível, né?

Outro ponto forte do quarto são as janelas anti-ruído. Mesmo estando ao lado da avenida mais movimentada de Buenos Aires, o silêncio é total. Nós abrimos as janelas pra ver a diferença e realmente é impressionante como ela corta completamente os sons vindos da rua.

Aprovado!

O café da manhã do hotel é outro ponto à parte. Uma variedade incrível de cereais, queijos, pães, ovos, frutas. Tudo o que você poder imaginar. E eles ainda mantém uma preocupação enorme com os viajantes que possuem restrições alimentares, oferecendo opções sem glúten e sem lactose. O café é servido no restaurante Elena, onde também almoçamos no primeiro dia.

Jantamos também no Nuestro Secreto, um restaurante super charmoso cuja característica principal é o fato de prepararem os alimentos no forno à lenha. A comida é deliciosa.

Four Seasons entretanto não é um hotel que cabe em todos os bolsos, mas para quem puder investir, o hotel vale o quanto pesa. Além das excelentes opções gastronômicas a um elevador de distância, a equipe do hotel é completamente solícita 100% do tempo, e a gente sabe a diferença que faz um bom atendimento. Em viagens mais sofisticadas, tudo que a gente quer é se sentir bem, não ter dor de cabeça, chateações e poder relaxar tranquilamente se sentindo no paraíso – e o Four Seasons faz até o impossível para garantir que isso aconteça, e o faz muito, muito bem!

Four Seasons

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!
  1. […] foi nos representar na Argentina. O Hotéis.com nos convidou para conhecer um pouquinho além de Buenos Aires e dos principais pontos turísticos do país. A Argentina é incrível e tem muuuito lugar lindo […]

  2. […] Purmamarca e Jujuy na conversa que a declaração já muda para “É.. eu tô falando de Buenos Aires e Bariloche, mesmo…”! Muitos, mas muitos brasileiros viajam à Argentina para vivenciar […]

  3. Uriel 03/04/2016

    Na experiência de vcs, qts dias são suficientes pra explorar o melhor de Buenos Aires?

    • Hellen Queiroz respondeu Uriel 25/01/2017

      Também gostaria de saber Raquel, rs.

  4. Aline 06/07/2015

    Muito bom o relato de viagem. Gostaria de saber quais os locais em Buenos Aires que não pode deixar de ser visitados?

    • Raquel Furtado respondeu Aline 06/07/2015

      Oi Aline,

      O Puerto Madero é muito legal e ótimo para um fim de tarde ou jantar!
      O Camiñito é bem turistão mas vale super a pena!
      O Parque do Palermo e o Jardim Japonês são muito bonitos e interessantes!
      E a livraria El Atheneo – que é um antigo teatro e tem uma cafeteira no palco!

      Las cañitas nas noites de sexta e sábado também é ótimo para comer e tomar um vinho!

      E ainda tem a Casa Rosada, o Obelisco na avenida 9 de julho e o teatro Colón.

  5. Anthonielle 12/12/2014

    Qual o preço, em média, do Four Seasons?

    • Raquel Furtado respondeu Anthonielle 20/12/2014

      Você pode ver no site http://www.fouseasons.com!
      No caso da Argentina, a nossa dica é que pague em pesos argentinos ao invés de dólares americanos, pois você encontra taxas de cambio muuuuito melhores do que a oficial.