Como chegar e o que fazer em St Gallen, Suíça

Em janeiro de 2019 fiz uma viagem deliciosa de quase um mês pela Suíça. Dentre as cidades que visitei está St Gallen. Não entendo porque ela ainda não ficou famosa entre os brasileiros.

Meus 7 dias em Tromso + Aurora Boreal!

Nem acredito que realizei esse sonho: ver a Aurora Boreal <3! Foi tudo ainda mais mágico do que eu esperava. Quem acompanhou os posts e os stories no nosso Instagram durante essa minha viagem para Tromso em janeiro/2018...

Como chegar à Machu Picchu

Machu Picchu é um destino maravilhoso! Recomendamos muito que você reserve um espacinho na sua agenda para conhecer esse lugar especial. Machu Picchu representa...

Guia Fíji (dicas, índice de posts e perguntas frequentes)

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além da Flórida e NY: Explorando o Oeste

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Guia Israel (dicas, índice de posts, perguntas frequentes)

6 de dezembro de 2016
3 comentários 3181 visualizações
escrito por Raquel Furtado

Israel tem um lugarzinho especial no meu coração <3. Me encantei com pessoas, com a beleza natural, com avanços tecnológicos, com a agricultura (mesmo tendo uma geografia e clima extremamente hostis à prática de atividades agrícolas) e principalmente com a comida (!!!!!). Não pretendo, aqui, entrar no mérito político nem religioso do país. Sei da relevância dos temas, mas não os domino para expor opiniões. Por hora, só gostaria de encorajá-los a verem Israel com seus próprios olhos (principalmente a incrível Tel Aviv – que tanto me lembra nosso querido Rio de Janeiro). Israel vai muuuuito além do que escutamos sobre (assim como vários outros destinos no mundo) – e acredito que basta alguns por lá para vermos que alguma das nossas ideias não condizem tanto com a realidade. Me surpreendi DEMAIS!

ISRAEL, ORIENTE MÉDIO

Israel esteve na lista dos destinos mais desejados por brasileiros para se visitar em 2017 e 2018 e não é difícil de entender o porquê. Seus atrativos são inúmeros. O país reúne paisagens incríveis e únicas (como o Mar Morto), lugares sagrados e históricos e noites badaladas, praias e excelentes restaurantes (principalmente em Tel Aviv). Visitar Israel não é apenas uma viagem religiosa – mas também gastronomia, cultural e histórica.

Vale a notinha: Esse guia tem foco nos destinos turísticos de Israel, independente de questões religiosas.  

(você pode ler esse artigo na íntegra ou acessar a seção abaixo de seu interesse)


visão geral imigração QUANDO IR
quanto custa roteiros POSTS E GUIAS

contrate o seu seguro viagem compre um chip com internet para seu celular alugue um carro para a sua viagem

 

Visão Geral – Israel

Israel está localizado no Oriente Médio e faz fronteira com o Líbano, a Síria, a Cisjordânia e a Jordânia e o Egito. O país possui uma população estimada em 7,8 milhões de habitantes (estima-se que cerca de 5-6 milhões são judeus). Dentre os vários países do Oriente Médio, Israel é considerado o mais liberal, uma vez que sua população desfruta de direitos políticos e civis, além da liberdade de imprensa, liberdade econômica e apresenta indicadores sociais mais elevados que os de seus vizinhos. Israel tem ainda o mais alto padrão de vida do Oriente Médio.

A gente sabe que o Oriente Médio se destaca pela variedade de etnias, com culturas e religiões muitos diversas. A gente sabe também que a região é económica, política, cultural e religiosamente sensível. Muitos se assustam ao cogitar conhecer o Oriente Médio devido aos conflitos e complicações – mas, como falaremos abaixo, Israel é um país seguro para o turista.

Israel tem uma das mais altas expectativas de vida do mundo e é considerado um país desenvolvido. Em 2011, seu PIB foi o 40º maior do mundo. O centro financeiro de Israel é Tel Aviv, mas Jerusalém é a cidade mais populosa do país e sua capital.

ISRAEL NO MAPA

Segurança

Como, sem dúvidas, segurança é o ponto que mais preocupa os turistas que viajam para Israel, vou começar por ele. Apesar do Oriente Médio ser uma zona em constante conflito, não é comum incidentes de segurança em Israel. Furtos são mesmo muito incomuns. Caminhar pelas cidades, mesmo à noite, é seguro.

Israel foi reconhecido como país independente apenas em 1948. Tradicionalmente, entretanto, é bem mais antigo: o país conta com mais de 2 mil anos de confrontos, conquistas e disputas territoriais. E ainda hoje, apesar de ser um país estabelecido, suas fronteiras ainda são mutáveis. Não quero entrar no mérito político nem religioso de Israel, mas não posso deixar de mencionar que a questão da segurança (por causa de conflitos territoriais) ainda preocupa quem pretende visitar o país. Na minha experiência posso afirmar, entretanto, que Israel é extremamente seguro para os viajantes. Tel Aviv, inclusive, é bem mais segura que nosso querido Rio de Janeiro, São Paulo ou mesmo as cidades de Minas Gerais. Por lá – e na verdade em todas as cidades que visitei – caminhei pelas ruas com o celular na mão e a câmera no pescoço sem preocupação alguma. Por isso, deixe seus preconceitos de lado :-)! Israel vai além do que a gente imagina.

Território

Israel é um país bem pequeno: em apenas 5 horas você consegue atravessar todo seu território, de norte a sul. Já de leste a oeste basta apenas 1 horinha de carro.

mapa de israel com distancias

Muitos turistas aproveitam as curtas distâncias e exploram o país todo de carro. Ótima opção: não há porque se limitar a Jerusalém (ou mesmo só ao combo Jerusalém + Tel Aviv). Israel também conta com atrativos super interessantes na Galileia, em Haifa, Nazaré, Eilat, no Deserto da Judeia, e nos arredores do Mar Morto.

Idioma e Moeda

A língua oficial em Israel é o hebraico e o árabe. A moeda é o Novo Shekel (NIS), ou apenas shekel.


imigração

Como é a Imigração em Israel

Bom, não existe resposta certa. Normalmente a imigração é extremamente rigorosa e às vezes – acreditem – bem tranquila. Eu vivenciei as duas situações. O ideal é ir preparado para responder muitas perguntas, algumas até bem pessoais. Se você viaja com mais pessoas, pode ter certeza que eles vão conferir se suas respostas coincidem.

Uma dica é que você tenha em mãos a reserva do seu hotel e sua passagem de volta. Nunca me pediram, me já vi pedirem para vários viajantes.

Outra dica é não se sentir ofendido ou incomodado com o excesso de segurança e perguntas. Eles fazem isso até com israelense, judeus ou não.

Quem viaja com a companhia israelense El Al deve se preparar para passar por um detalhado processo de segurança já na hora do embarque, no país de origem. Eu fiz a rota Zurich – Tel Aviv de El Al e me surpreendi com o quão rigoroso foi o processo ainda na Suíça. Não estranhe se eles quiserem fazer uma segunda verificação na sua mala de mão. Comigo, disseram que minha mala disparou um alarme de segurança e eu tive que concordar que a despachassem.


quando ir

Quando Ir – Melhor época para visitar Israel

Israel está localizado em uma área desértica, então espera verões bem quentes e secos. Em julho de 2019 peguei mais de 35 graus Celsius em vários dias. O calor era intenso!!

Eu diria que a melhor época para visitar Israel é durante a primavera (abril, maio, início de junho) ou o outono (setembro e outubro, talvez até início de novembro).


Quando custa

Quanto custa viajar para Israel

Israel não é um país barato. Na verdade, eu o considero bem caro para brasileiros. Um café da manhã em Tel Aviv para o casal, por exemplo, sai em torno de 150 shekel, o que é em torno de R$200.

Hospedagens também não são baratas. As opções mais em conta são bem piorzinhas, sabe? O conforto no país tem mesmo um custo alto. Mas tudo bem, eu acho que vale a pena ;-)!


ROTEIROS

O que visitar em Israel

Apesar de pequeno, Israel tem muito a oferecer ao turista. Jerusalém, Tel Aviv, Haifa, Eilat e o Mar Morto são alguns destaques.

Jerusalém

Jerusalém é sem dúvidas uma das cidades mais impressionantes que já conheci. Não é a minha favorita em Israel – por muitos motivos -, esse posto quem leva é Tel Aviv. Mas não tem como negar que Jerusalém não se compara a nada e carrega muita história e muitas questões religiosas que vão além da nossa compreensão e julgamento (mesmo!).

Bom, Jerusalém é conhecida por ter enorme importância religiosa tanto para o cristianismo quanto para o islamismo e judaísmo. Ela está localizada no meio da Cisjordania/Palestina – e é dividida entre Israel e Cisjôrdania. É uma “confusão” mesmo: para os Judeus, Jerusalem é “capital eterna e indivisível” e os muçulmanos provavelmente dizem o mesmo. Os católicos já não se envolvem tanto e querem só poder aproveitar um pouquinho da Terra Santa.

Jerusalém tem uma importante região chamada Old City que reune a maioria dos atrativos turísticos. Como o nome diz, essa é a parte mais antiga da cidade. Murada, ela reúne uma área de pouco mais de 1km² que é dividida em 4 regiões/bairros distintos: o judeu, o árabe, o cristão e o armênio. A parte árabe é mais movimentada, com bastante comércio e pessoas nas ruas. A parte judaica, entretanto, é mais conservadora, menos movimentada. Me disseram que poucos judeus efetivamente moram ali – diferente do que acontece na parte árabe – e os edifícios são em sua maioria escolas ou instituições religiosas. O Monte das Oliveiras te garante uma vista linda da cidade velha.

Já fora dos muros, Jerusalém é moderna e conta com cafés, restaurantes e mercados bem charmosos. O shopping a céu aberto “Mamilla” é um exemplo. Ele está localizado entre Jaffa St. e a Old City. Ali pertinho está o Jaffa Gate (o portão Jaffa) por onde a maioria dos turistas entra na cidade antiga.

Se prepare para ver muitos mercadinhos, uma arquitetura bem diferente da que estamos acostumados no Brasil e muita comida gostosa!

Como falei acima, Israel não é um país barato. Eu acho um pouco difícil encontrar bons hotéis com bons preços em Jerusalém. Quando fui, acabei optando por alugar um apartamento no Airbnb (se cadastra na plataforma através desse link pra ganhar um crédito de R$100!). Algumas opções são super charmosas e funcionam muito bem. Se você é daqueles que prefere a mordomia de um hotel – principalmente nas férias – dá uma olhadinha nesse link do Booking que você pode encontrar alguma opção interessante para o seu bolso e gosto ;-). De qualquer forma, sempre tem um Ibis Styles ou um Ibis como opção. Eu não recomendaria a hospedagem na parte árabe (amigos que já se hospedaram por lá acharam meio “confuso” e não tão limpo).

Tel Aviv

Tel Aviv é incrível e poderia facilmente não estar no Oriente Médio. Ela é a cidade mais cosmopolita de Israel e surpreende pela variedade de opções gastronômicas e de lazer. Nos últimos tempos, diversas regiões antes deterioradas estão se reinventando como polos culturais, reunindo a juventude e artistas israelenses.

tel Aviv em Israel

Com praia, muita gente na rua, bicicletas e patinetes para todos os lados, frutas e aquela vibe de vida saudável (principalmente no verão), Tel Aviv me remete muito ao Rio de Janeiro. Eu diria que conhecer Tel Aviv apenas realmente não é conhecer Israel – porque a cidade é bem diferente do restante do país na minha opinião. Mas ir a Israel e deixar de lado Tel Aviv é definitivamente não conhecer Israel, pois a cidade quebra diversos paradigmas e preconceitos que temos com o país e nos um outro lado do povo e da cultura.

Há diversos hotéis incríveis em Tel Aviv como Montefiori, o The Norman e o The Jaffa Hotel. No Airbnb você também encontra diversas opções de apartamentos super charmosos e com ótima localização na cidade.

Não deixe de ler nossas dicas detalhadas sobre a cidade: 7 dicas para aproveitar o melhor de Tel Aviv.

Eilat

Eilat é a cidade mais ao sul de Israel. Localizada bem na fronteira com Aqaba (Jordânia) e Taba (Egito), Eilat ganha fama pelo Mar Vermelho. Diferente do que sugere o nome, a água do mar é super cristalina, azulzinha e perfeita pra mergulho.

Eilat em israel

A cidade também é estratégica para um bate-e-volta até Petra, na Jordânia.

Não deixe de ler nosso relato sobre Eilat, com dicas de hospedagem e gastronomia.

Mar Morto em Israel

Um lago com a maior salinização do mundo localizado abaixo do nível do mar (a mais de 400m pra ser mais precisa). Preciso dizer mais? O Mar Morto atrai diversos turistas por suas características peculiares. Talvez por ser tão única, essa é uma das mais atrações interessantes de Israel.

A região do Mar Morto está a 117 km de Jerusalém e a 170 km de Tel Aviv. O ideal é ir de carro (foi o que fiz). Normalmente faço as reservas do aluguel do carro desde o Brasil pela RentalCars (pago já em real, fugindo do IOF).

Leia todas as nossas dicas sobre a região no post: Mar Morto: vale a pena conhecer?


GUIAS E POSTS

Índice de posts sobre Israel


O VamosPraOnde viajou 4x para Israel. A primeira foi em 2007, durante um intercâmbio, vivenciando uma experiência incrível em um kibutz. A segunda durou 2 semanas e aconteceu em maio de 2015: exploramos as belezas naturais e as praias do país e estendemos a viagem até à Jordânia. A terceira foi aquela que nos ajudou a finalmente criar esses posts: viajamos para Israel em novembro de 2016 com o apoio do Turismo de Israel e exploramos os cantinhos mais especiais do país. A 5x (e com certeza não última – ainda volto mais) foi em 2019 para visitar amigos.

 

fim do conteúdo do post

Para ver mais dicas e poder acompanhar em tempo real minhas viagens…

Que tal seguir o Vamos nas redes sociais? =)
instagram tem atualizações diárias das minhas andanças pelo mundo e é meu principal canal de interação com vocês! A página no face tem fotos, dicas e links dos principais posts aqui do blog.
Já o YouTube tá aí pra que vocês me conheçam melhor e acompanhem a emoção que é viver de blog, explorando o mundo mês a mês!
Ah, e não se esqueça de adicionar nosso FACILITADOR DE VIAGENS nos seus favoritos. Nele você encontra links para diversos sites que uso no planejamento de nossas viagens (tem site de aluguel de carro, de apartamento, de identificar o melhor assento do avião, de conversão de moedas, etc.). Tudo de confiança, que funciona e que eu uso MESMO! Adicione também a nossa seção de DESCONTOS. Um dia você pode precisar – e um descontinho nunca é demais :)
beijos e voa viagem, raquel Furtado, VamosPraOnde

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!

  1. […] estará por aqui. Por enquanto, vale a pena ver o que já foi postado no blog da Raquel, clicando aqui e também navegar pelo nosso instagram – tem várias fotos lindas por […]

  2. Laíra 14/12/2016

    Olá, quando serão postados os demais posts? com as dicas de roteiro, quando ir e etc? obrigaad

    • Raquel Furtado respondeu Laíra 26/01/2017

      Oi Láira, tudo bem?
      Já subimos o de Tel Aviv hoje! Acredito que até semana que vem, todos estarão no ar :-)