Vamos Pra Onde?

/

O mar em Itacaré

Itacaré é um destino de praia – e claro, durante a viagem pra esses destinos, o que mais queremos é ver um marzão lindo, sem algas, sem faixa marrom e sem estar mexido demais. O mar em Itacaré, como em todos os lugares, sofre algumas influências que podem interferir nesses fatores. Preparei esse post pra dividir com vocês algumas dicas pra fugir das épocas em que esses “probleminhas” podem aparecer.

Entendendo as variações do mar em Itacaré

  1. A lua

Como muita gente sabe, o mar é bastante influenciado pela lua. Em Itacaré isso não é diferente. Em épocas de lua nova e cheia, a maré enche bastante, bastante mesmo!

Estive na cidade em março, na lua nova, e vi o mar subir em Itacarezinho como não tinha visto em nenhuma das minhas outras 4 idas a Itacaré. A maré encheu tanto que a água chegou até o restaurante, não deixando praticamente nenhuma faixa de areia à vista.

A Prainha também encheu bastante. Na parte da tarde a gente não via as pedras da direita, e a praia parecia ter uma faixa de areia bem estreita.

Entretanto, pela manhã, a maré desce bastante (outra característica da época dessas luas) e, acordando cedinho, você consegue ver uma praia super extensa).

O mar é mais tranquilo e sofre poucas variações nas épocas de lua minguante e crescente. Pode ser um período mais interessante para quem quiser aproveitar o mar por muito tempo.

2. Água cristalina

No final de outubro, novembro, dezembro e janeiro, o mar costuma ficar bem clarinho, cristalino mesmo! Algumas pessoas falam que chegam a ver até o peixe Dourado nadando atrás de outros menores. Deve ser lindo!

3. Algas não, por favor!

Quem não gosta de alga não precisa se preocupar pois elas não aparecem muito em Itacaré. Eu já as vi uma vez em março, quando peguei uma semana de chuvas (um dia foi até incômodo, tinham muitas no mar); mas mesmo assim é raro. Em Itacaré você não verá aquela pilha de algas na areia, por exemplo. Pode ficar tranquilo!

4. Baronesas

Em períodos de chuva, o mar em Itacaré sofre com as Baronesas, umas plantas que aparecem e ficam “boiando” pelas águas nas praias. Saiba mais sobre a época de chuvas em Itacaré para entender esse problema.

  • Juliana
    29 de julho de 2016

    E a temperatura da água?

Deixe o seu comentário

Post Anterior
Quando ir a Itacaré
Próximo Post
Assalto nas trilhas em Itacaré – acontece mesmo?