185
roteiros
124
cidades

Meus 7 dias em Tromso + Aurora Boreal!

Nem acredito que realizei esse sonho: ver a Aurora Boreal <3! Foi tudo ainda mais mágico do que eu esperava. Quem acompanhou os posts e os stories no nosso Instagram durante essa minha viagem para Tromso em janeiro/2018...

Como chegar à Machu Picchu

Machu Picchu é um destino maravilhoso! Recomendamos muito que você reserve um espacinho na sua agenda para conhecer esse lugar especial. Machu Picchu representa...

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além da Flórida e NY: Explorando o Oeste

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Tudo que você precisa saber para tirar seu passaporte e visto para viajar 

7 de Fevereiro de 2018
1 comentários 7269 visualizações

Vamos pra onde? Essa é a primeira pergunta quando pensamos em viajar, né?! Mas para tomar essa decisão, temos que pensar e considerar alguns documentos. E se você quer ter o mundo todo como possibilidade, o seu passaporte é o documento mais importante.

O que é o passaporte? 

Passaporte é o documento que o governo do seu pais (no caso do Brasil a Policia Federal) emite, para que você possa transitar em outros países e continentes. Mas atenção, apenas o passaporte não garante a sua entrada, cada pais tem suas leis e acordos, sendo assim solicitação de visto pode ser necessária, mas falaremos disso mais para frente.

Temos a vantagem de estar entre os 20 passaportes mais aceitos no mundo, mas ainda existem lugares que só ele não vai adiantar.

Quem pode tirar?

Todo cidadão brasileiro pode requerer passaporte, porem deve apresentar toda documentação solicitada e principalmente estar em dia com as suas obrigações eleitorais. Para os homens apresentação de alistamento militar também é obrigatória.

Qual é a documentação necessária? (Requerentes brasileiros)

Observação importante: Não existe renovação de passaporte e nem prorrogação de data de validade. Se o seu passaporte está vencido ou vai vencer deve ser aberto um requerimento normalmente e apresentar toda documentações, será um novo passaporte com novo número. 

  • Passaporte comum para brasileiros maiores de 18 anos
    • Documento de identidade (Obrigatório para maiores de 12 anos). Documentos que serão aceitos como identidade: cédula de identidade expedida por Secretaria de Segurança Pública, carteira funcional expedida por órgão público, reconhecida por lei federal como documento de identidade válido em todo território nacional, carteira de identidade expedida por comando militar, ex ministério militar, pelo Corpo de Bombeiros ou Polícia Militar, passaporte brasileiro anterior (mesmo se estiver vencido), carteira nacional de habilitação expedida pelo DETRAN (acompanhada de documento que comprove nacionalidade brasileira) carteira de identidade expedida por órgão fiscalizador do exercício de profissão regulamentada por lei ou carteira de trabalho e previdência social-CTP
    • Certidão original de Casamento ou Divórcio (Obrigatório para quem teve nome alterado)
      • Não serão aceitas copias, mesmo que autenticadas. No caso de quem casou ou se divorciou e mudou o nome, um novo passaporte deve ser solicitado, mesmo que ainda no prazo de validade, apresentando toda documentação de um requerente normal, incluindo a certidão de casamento com a averbação de mudança de nome.  IMPORTANTE: Caso a alteração de nome tenha sido por decisão judicial, por processo de mudança de sexo, reconhecimento de paternidade ou adoção, não será necessário apresentar certidão com averbação de alteração, pois pode demandar autorização judicia, e assim causar constrangimento ao requerente. Apenas um documento que comprove a mudança de nome será necessário e excepcionalmente para esses casos, cópia autenticada da decisão de alteração do nome será aceita.
    • Título de eleitor ou comprovante de quitação eleitoral
        • A sua situação eleitoral será verificada no momento da apresentação dos documentos (atendimento). Se por acaso, sua situação estiver irregular ou dados cadastrais divergentes, apresentação de título de eleitor, comprovantes de votação, justificativa ou pagamento de multa da última eleição será necessário. Para quem não possui os comprovantes de votação (canhotinhos que o mesário te entrega), mas está com a situação eleitoral regular, é apenas acessar o site do TSE (http://www.tse.jus.br/eleitor-e-eleicoes ) e com o seu número do título de eleitor, imprimir o comprovante de quitação eleitoral. Para os que estão com a situação irregular, ou seja, não votaram e não justificaram, o processo é um pouco mais complicado. Também no site do TSE, você precisara preencher o Requerimento de Justificativa eleitoral pós-eleição, junto com boleto de pagamento de multa (a multa varia entre R$1,05 a R$3,51, por turno não votado e não justificado), efetuar o pagamento e ir até o seu cartório eleitoral com o comprovante de pagamento, requerimento, documento com foto, e comprovante de justificativa de não voto (ex: passagem aérea com datas de ida e volta, atestado médico, etc) e se aprovado, ai então retirar o comprovante de quitação eleitoral.
    • Carteira de alistamento militar (Homens)
      • A situação militar será verificada na hora do atendimento. 
    • Passaporte anterior, valido ou não. 
      • Apenas para quem já tenha um passaporte anterior. Em caso de roubo ou perda, com apresentação de B.O. será isenta apresentação e taxa por não apresentação. E para passaportes validos não apresentados, deverá ser preenchido formulário de “comunicado de ocorrência com documento de viagem” e pagamento de taxa por não apresentação. Se o passaporte estiver vencido, e não for apresentado por qualquer motivo, não será necessário preencher o formulário e nem pagar de taxa.
    • CPF (Obrigatório para maiores de 18 anos). 
      • Para menores de 18 deverá ser apresentado CPF do responsável legal. Documentos que serão aceitos como CPF: Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), carteira de identidade profissional, carteiras funcionais emitidas por órgãos públicos, cartão magnético de movimentação de conta-corrente bancária, talão de cheque e outros documentos de acesso a serviços de saúde pública de assistência social ou a serviços previdenciários, desde que conste neles, o número do CPF, Documentos  de associação à qualquer instituição com informações na Receita Federal (Banco do Brasil, Correios e Caixa Econômica Federal), CPF impresso a partir do site da Receita Federal, outros modelos de cartão CPF emitidos de acordo com a legislação vigente.
  • Passaporte comum para brasileiros menores de 18 anos
    • Documento de identidade (Obrigatório para maiores de 12 anos) e se menor de 12, documento de identidade dos pais ou responsável legal. Documentos que serão aceitos como identidade: cédula de identidade expedida por Secretaria de Segurança Pública, carteira funcional expedida por órgão público, reconhecida por lei federal como documento de identidade válido em todo território nacional, carteira de identidade expedida por comando militar, ex ministério militar, pelo Corpo de Bombeiros ou Polícia Militar, passaporte brasileiro anterior (mesmo se estiver vencido), carteira nacional de habilitação expedida pelo DETRAN (acompanhada de documento que comprove nacionalidade brasileira) carteira de identidade expedida por órgão fiscalizador do exercício de profissão regulamentada por lei ou carteira de trabalho e previdência social-CTP
    • Formulário de passaporte para menor. 
      • O formulário deve ser preenchido e apresentado junto com as outras documentações. São 3 modelos diferentes. http://www.pf.gov.br/servicos-pf/passaporte/documentacao-necessaria/documentacao-para-passaporte-comum/documentacao-para-menores-de-18-anos 
        • Emissão de passaporte para menor, com autorização de viagem internacional, acompanhado dos pais ou apenas um. Nesse caso não precisa de apresentação de autorização de viagem no aeroporto. 
        • Emissão de passaporte para menor, com autorização de viagem internacional, acompanhado dos pais, apenas um ou desacompanhado. Também não precisa apresentação de autorização de viagem no aeroporto. 
        • Concessão de emissão de passaporte para menor, sem autorização de viagem internacional. E neste caso, sendo necessário apresentação de autorização de viagem no aeroporto, quando a viagem for com apenas um dos pais ou sozinho. 
  • Passaporte de Emergência
    • Passaporte de emergência não pode ser emitido para fins de turismo ou por descuido de prazos. Passaportes de emergência serão autorizados para situações onde não se tem como prever data. 
      • Situações como: catástrofes naturais, conflitos armados, problemas de saúde do requerente, do seu cônjuge ou parente até segundo grau, para a proteção do seu patrimônio, necessidade do trabalho, ajuda humanitária, interesse da Administração Pública, ou qualquer outro motivo urgente que possa causar grande transtorno.

Quanto custa?

  • Passaporte Comum: R$ 257,25
  • Passaporte de Emergência: R$ 334,42

Prazos de validade?

  • Passaporte comum para maiores de 18 anos: 10 anos 
  • Passaporte comum para menores de 18 anos: 
Idade 0 a 1 1 a 2 2 a 3 3 a 4 4 a 18
Validade 1 ano 2 anos 3 anos 4 anos 5 anos
  • Passaporte de emergência: 1 ano 

Atenção: Alguns países exigem que o seu passaporte seja valido até no mínimo 6 meses depois da sua data entrada e outros até 3 meses. Preste atenção e certifique-se de que seu passaporte não precisa ser renovado para sua viagem, para os países sem essas exigências o seu passaporte deve estar valido até o dia do seu retorno. E o passaporte de emergência com o prazo de ano pode não ser aceito em alguns paises.

Como fazer o requerimento?

Depois se certificar que todos os documentos necessários estão em dia, é hora de dar entrada no processo de requerimento. Mesmo com tanta documentação o processo é bastante simples e rápido. Vamos ao passo a passo.

  1. Preencher requerimento on-line

1.1.Acessar o site da Policia Federal: http://www.pf.gov.br/servicos-pf/passaporte

1.2.Entrar em: Requerer passaporte (para brasileiros)

1.3.Ler com muita atenção e mais uma vez toda documentação necessária para o seu caso.

1.4.Acessar o formulário de solicitação para emissão de passaporte. E fazer o preenchimento com todos os dados necessários. https://servicos.dpf.gov.br/sinpa/inicializacaoSolicitacao.do?dispatch=inicializarSolicitacaoPassaporte&UF=DF&CD_MUNICIPIO=9701&CD_LOTACAO=274

1.5.Ao final do preenchimento, será gerado um boleto para pagamento. Essa é a Guia de Recolhimento da União – GRU.

  1. Imprimir o formulário finalizado: você vai precisar apresentar junto com os outros documentos
  2. Fazer o pagamento do boleto da GRU, dentro do prazo de validade. O pagamento pode demorar de 2 a 3 dias uteis para ser compensado. 

3.1.Depois da compensação de pagamento, o acesso para agendar o atendimento presencial será liberado. Dica de ouro: Muitas vezes as grandes capitais estão com datas muito distantes, você não precisa

  1. Fazer agendamento de atendimento presencial.

4.1.O agendamento pode ser feito para mais uma pessoa. No entanto, que tenha preenchido o formulário e pago a GRU.

Dica: Muitas vezes as grandes capitais estão com datas disponíveis muito distantes. Você não precisa fazer a solicitação pessoalmente na cidade onde você mora, postos de emissão de passaporte em cidades menores tem menos gente e as datas para agendamento são geralmente são mais rápidas. Mas presta atenção para não ser muito longe, porque você terá que voltar no mesmo posto para retirar o passaporte pronto.

  1. Atendimento presencial. 

5.1.Levar toda documentação solicitada. Aproveite para separar os documentos com antecedência, pelo menos um dia antes, revise tudo mais uma vez e tente chegar uns 15 minutos antes do horário marcado. Não esqueça do comprovante de pagamento da GRU (é o que mais se esquece).

5.2.No posto de emissão de passaporte você também vai tirar a biometria e tirar foto.

Atenção: Para passaporte de emergência não precisa ser feito agendamento, apenas levar toda documentação, comprovante de pagamento da GRU e documentos que comprovem a urgência. O atendente ficara a cargo de dar a urgência ou não e procure chegar bem cedo, pois como não tem horário agendado o final do dia muito cheio pode ser mais complicado e você tenha retornar no dia seguinte.

  1. Retirada de passaporte. 

6.1.Após o atendimento, você vai receber um número de protocolo e com ele e seu CPF você consegue monitorar quando  o passaporte estará pronto para retirada, neste link: https://servicos.dpf.gov.br/sinpa/consultarSituacaoSolicitacao.do?dispatcher=exibirConsultaSituacaoSolicitacao

6.2.A retirada do passaporte deve ser presencial, no posto agendado anteriormente e com apresentação de documento de identidade original. Menores de 12 devem estar presentes e os alfabetizados devem assinar. Mesmo com procuração, terceiros não podem retirar o passaporte.

6.3.Para retirada não precisa de agendamento, será por ordem de chegada.

Atenção: Prazo para retirada é de até 90 dias, após esse prazo ele é cancelado.

Prazo de entrega 

Passaporte comum: até 6 dias uteis. 

Passaporte de emergência: 24h 

Passaporte Eletrônico

Todo passaporte emitido desde dezembro de 2010 é um passaporte eletrônico. Ele vem com um chip na capa, que possui os dados do seu passaporte e seus dados cadastrais, atrelado ao banco de dados da polícia federal, esse chip permite com a leitura de dados automática, dar baixa na sua entrada e saída do Brasil. A leitura é feita por maquinas especificas, que leem essas informações e liberam o viajante, sem precisar por agente da polícia federal. 

Passaporte para brasileiros que moram no exterior

Os brasileiros que moram no exterior, podem requer um novo passaporte em qualquer unidade consular do pais de residência. O processo sofre algumas alterações por estar fora do Brasil, mas a documentação exigida é a mesma e as condições de prazo de validade também permanecem as mesmas. Consulte o site o Itamaraty para o seu pais de residência, pois todas as informações estarão descritas em detalhes.

  • Mas o que muda?
    • O formulário passa a ser um formulário internacional, o Itamaraty tem um site para cada pais, é só entrar no endereço do seu pais de residência, procurar por passaporte e o link para o formulário estará disponível.
    • A taxa de emissão de passaporte será cobrada na moeda local, e não será gerada a GRU – Guia de Recolhimento da União ao finalizar o formulário. O pagamento deve ser efetuado no consulado no dia do atendimento, em cartão de debito e alguns países podem aceitar dinheiro.
    • O agendamento pode ser efetuado imediatamente após o preenchimento do formulário.
    • Para residentes no exterior é obrigado a imprimir o formulário, assinar e levar uma foto de tamanho 5×7.
    • O prazo de entrega pode variar, em alguns países a entrega do passaporte pode ser em até 3 dias uteis.
    • No exterior a retirada do passaporte pode ser feita por terceiros, portando autorização por escrito e assinada pelo titular do passaporte.

Ok, tenho passaporte e agora?

O primeiro passo para uma viagem internacional já foi dado. Agora tem uma outra documentação, que pode ser fundamental para que a sua viagem se torne possível, o VISTO.

O que é visto e para que serve, sendo que já tenho passaporte?

O passaporte é o seu documento de identificação pessoal no exterior, que permite a sua entrada e saída do Brasil. No entanto, para que você possa entrar em outros países, muitas vezes é necessário que o governo de onde você deseja entrar, libere uma permissão. Essa permissão de entrada é o chamado VISTO. O visto é o controle migratório do pais, ser um imigrante em situação legal e regular é fundamental.

O visto pode servir para diferentes propósitos, seja ele somente turismo, trabalho, estudo ou mudança. Na hora de fazer a solicitação, você deve ser bastante especifico em qual é exatamente o seu proposito para liberação da sua entrada no pais em questão e para cada modalidade citada, a documentação necessária para liberação de visto pode ser das mais variadas possíveis e os preços também variam de acordo com proposito e pais. Além disso, fica a cargo da autoridade local definir o prazo de validade para o seu visto.

Quando concedido o seu passaporte será solicitado e entregue com selo do visto colado em uma das páginas do seu passaporte. Contendo seu nome, dados do passaporte, tipo de visto, validade e foto.

Neste post vamos focar nos vistos de turismo e poder assim te ajudar a viajar o mundo sem preocupação.

Já tenho visto, mas está no passaporte vencido, o que eu faço?

Fique tranquilo, o seu mundo não acabou, é simples, mas você deve prestar atenção. Se você tem um visto VALIDO em um passaporte vencido você não perde a valida do visto e não tem que tirar outro. Mas você terá que andar com o seu passaporte novo VALIDO e o vencido com o visto, na imigração você deverá apresentar o passaporte que permite a sua viagem e o seu visto que permite a sua entrada no pais. O maior inconveniente dessa situação, é ter que andar com dois passaportes e sempre prestar atenção para onde está indo. Para os países que você não precisara do visto, não é necessário carregar o passaporte vencido, é apenas mais um documento para você se preocupar, mas se você está indo para algum pais que não precisa de visto, mas a sua escala precisa, você deve levar os dois.

Para quais países preciso ou não de visto?

Os vistos e permissão de entrada de turismo, permitem a estadia do viajante por um período de tempo previamente definido, que pode ser de 30 a 180 dias, após esses períodos o turista passa a ficar ilegal. Para facilitar vou dividir as categorias de vistos e permissões em quatro grupos:

  1. Países que não é necessário visto e nem passaporte: Países que fazem parte do Mercosul, são países com o acordo de não exigência de visto e apenas documento de identidade como RG é permitido para entrada no pais. Atenção, nesse caso é necessário RG original e carteira de motorista e outros documentos não serão aceitos.
  1. Países que não é necessária solicitação previa de visto, mas que concedem permissão de entrada ou visto no desembarque, pela polícia de imigração local: Neste grupo não é exigido visto prévio a sua viagem, mas devem ser solicitados no desembarque.
      • Países que concedem visto ou permissão de entrada no desembarque: Camboja, Egito, Jordânia, Laos, Mali, Moçambique, Nepal, Quênia, Tanzânia, Indonésia
  1. Países que dispensam visto para brasileiros, mas a polícia de imigração faz uma triagem na hora do desembarque: Essa é a situação mais comum para nos brasileiros, países que não exigem visto nenhum, porem após o desembarque, a polícia de imigração faz uma triagem. Que nada mais é, do que uma série de perguntas, uma mini “entrevista” e dependendo das suas respostas e documentos, ela libera sua entrada. Sua liberação é feita com um carimbo no seu passaporte contendo a data de validade permitida para sua estadia no pais.

Parece simples, mas a polícia pode liberar ou não a sua entrada. E receber um não acontece com muita gente. A maioria das vezes que acontecem, sem grandes motivos, é despreparo na hora da chegada. Pela falta de exigência de visto, muita gente acha que é fácil entrar no pais e não é bem assim. Existem algumas coisas que você pode fazer, que vão facilitar sua vida em qualquer lugar. As perguntas que a imigração faz são geralmente as mesmas e se você estiver preparado dá tudo certo.

  • Como estar preparado para não ser barrado na imigração de um pais: 
  1. Estar com todos os documentos e de fácil acesso com você, documentos como: Passaporte, passagem de volta, contatos de onde vai ficar hospedado, endereço e telefone de hotel, amigos ou família. Leve uma pastinha com tudo junto.
  2. Tente não ficar nervoso, o policial não vai ser grosso com você se você não for com ele.
  3. Imediatamente mostre apenas o seu passaporte, já aberto na página da foto, facilite o trabalho dele. Procure não falar muito, deixe que ele faça as perguntas e seja objetivo na resposta, respostas curtas sem enrolação.
  4. Não minta, eles são devidamente treinados para detectar mentiras, na voz, jeito de se portar e nível de nervosismo que a pessoa está, já vi inúmeras vezes isso acontecer e o resultado nunca é legal.
  5. Geralmente eles pedem para ver a mostre sua passagem de volta, para justificar sua saída do pais. Preste atenção, na data de volta, ela não pode ser maior que o prazo de validade que o pais libera para sua estadia.
  6. É comum perguntarem se você tem trabalho no brasil, isso caracteriza uma base para você retornar ao seu pais. Dica: peça para o RH da sua empresa escrever uma carta breve, em inglês, apenas falando que você trabalha na empresa, estará de férias no período “X” e deve voltar a sua função na “X” data e assinatura do seu chefe
  7. Se você vai ficar na casa de alguém leve uma carta ou e-mail dessa pessoa falando que você vai ficar com ela, contendo os dados dela, endereço e o período da estadia. Apresente se questionarem a sua estadia. (Me pediram isso junto com a carta da empresa para entrar em Londres, essas coisas acontecem de verdade e é bom estar preparado)
  8. Se você está indo para um lugar que você não fala o idioma, o inglês será sempre a língua principal no aeroporto. E se o inglês também não é o seu forte, a sugestão é: separe os documentos bem arrumadinhos e leve um bilhete já escrito por alguém em inglês dizendo “desculpa, não falo inglês. Aqui estão meus documentos”. Apresente o seu passaporte sem falar nada e se ele te questionar de alguma coisa e você não entender entregue o bilhete. O policial irá validar seus documentos, carimbar seu passaporte e te liberar sem fazer perguntas; na maioria das vezes.
  9. Se o policial achar que a sua situação é suspeita, por qualquer motivo, ele pode te encaminhar para uma sala privada e fazer mais uma série de perguntas, pedir mais documentos e até pedir para entrar em contato com alguém para validar as informações que você deu. Se você não fala inglês, eles podem solicitar um tradutor para que te auxiliem e você responda todas as perguntas dele. Seja honesto, não é porque você foi para a “salinha” que tudo está perdido, mas se você realmente estiver mentindo, aí vai ser hora de voltar para casa. Muito cuidado se você quer entrar como turista e ter fins de trabalho e moradia, isso é considerado crime, que podem ter consequências como deportação e até prisão.
  10. Muitos países exigem vacinas para entrar, você precisa tomar e apresentar o certificado de vacinação internacional da ANVISA. Se esse for o seu caso, sem ele você pode ser barrado também. (linkar post febre amarela)
  • Posso realmente ser barrado sem grandes motivos? O que acontece? Infelizmente ser barrado sem graves motivos pode acontecer, mas 99% é porque tem alguma coisa errada. Se isso realmente acontecer eles iram te colocar no primeiro voo de volta, para o seu pais de origem. Cuidado com a mentira, dependendo do que for pode levar a prisão e deportação.

O maior prejuízo neste caso, é que entrada negada não é justificativa para reembolso de hotéis, passagens ou nenhum outro gasto prévio na viagem.

Dica: sempre que forem fazer qualquer reserva, pensem reservem com isenção de taxa de cancelamento e uma passagem que permite cancelamento sem custo ou reembolso.

    • Países que não solicitam visto: Separados por tempo máximo de permanência sem visto, incluído Mercosul.
Até 30 dias Até 60 dias Até 90 dias Até 180 dias
Bolívia Samoa Ocidental África do Sul Antígua e Barbuda
Cazaquistão Venezuela Albânia Barbados
Cingapura Alemanha Colômbia
Honduras Andorra Reino Unido
Ilhas Maldivas Argentina
Micronésia Armênia
Nauru Áustria
República do Palau Bahamas
Tonga Belarus
Bélgica
Belize
Bósnia e Herzegovina
Botsuana
Bulgária
Chile
Chipre
Coreia do Sul
Costa Rica
Croácia
Dinamarca
Dominica
El Salvador
Emirados Árabes
Eslováquia
Eslovênia
Espanha
Estônia
Finlândia
França
Geórgia
Granada
Grécia
Guatemala
Guiana
Haiti
Holanda
Hong Kong
Hungria
Ilhas Fiji
Ilhas Seychelles
Ilhas Tuvalu
Irlanda
Israel
Islândia
Itália
Jamaica
Letônia
Liechtenstein
Lituânia
Luxemburgo
Macau
Macedônia
Malásia
Malta
Marrocos
México
Mônaco
Mongólia
Montenegro
Namíbia
Nicarágua
Noruega
Nova Zelândia
Palestina
Panamá
Paraguai
Peru
Polônia
Portugal
 República Árabe Saaraui Democrática
República Dominicana
República Tcheca
Romênia
Rússia
Santa Lucia
São Cristóvão e Nevis
São Martino
São Vicente e Granadinas
Servia
Suécia
Suíça
Suriname
Tailândia
Trinidad e Tobago
Tunísia
Turquia
Ucrânia
Uruguai
  1. Países que exigem visto antecipadamente: Nesse grupo vamos ver os países que mais dão trabalho e que contribuem com uma despesa maior no planejamento da sua viagem. Vamos entender melhor no tópico como solicitar visto.

 

Como posso solicitar um visto

Cada pais tem um passo a passo diferente e podem exigir diferentes documentos, o ideal é pesquisar direitinho no site do consulado do pais que você pretende viajar. Mas como por aqui já passamos por vários processos, tomamos a liberdade de descrever o que será praticamente certo de acontecer numa solicitação de visto.

  • Entrar no site do órgão responsável por emissão de visto e preencher um requerimento ou formulário. O preenchimento consistira em dados pessoas, documentos de viagem (dados do seu passaporte, informações de vistos anteriores, vencidos ou de outros países e etc), endereço fixo, emprego, razão da solicitação do visto, tempo de viagem, dados da sua viagem, como hospedagem e as vezes um questionário com perguntas especificas para o pais em questão. Muita atenção na hora de solicitar o tipo de visto, nem sempre vai aparecer a opção “turismo”, mas sim letras e números, pesquise bem para fazer a solicitação correta.
  • Um agendamento de entrevista presencial. Na entrevista presencial as mesmas perguntas do questionário podem ser feitas novamente, por isso, prestem bem atenção e respondam com certeza. O responsável pela sua entrevista possivelmente pedira que você mostre documentos comprovando certas informações e isso nem sempre está na lista de documentos a apresentar. Sendo assim, leve sempre com você: Passaporte original, documentos de identidade originais, passagem de ida e volta, carteira de trabalho ou carta da empresa, se tiver passaportes antigos e vistos antigos também levar, comprovante de endereço no seu nome e todos os dados da sua hospedagem.
  • Para toda solicitação de visto deve ser pago uma taxa, cada pais tem a sua taxa e forma de pagamento. Os valores a serem pagos podem ser cobrados na moeda do pais que emitira o seu visto. No caso dos EUA, a taxa é de 160 dólares, o que vai varear em real de acordo com a cotação do dia. OBS: o pagamento da taxa na maioria das vezes é feito antes do agendamento de entrevista, o que significa que se o seu visto não for aprovado esse dinheiro não é reembolsado e para você entrar novamente com uma solicitação terá que passar por todo processo de novo e pagar novamente
    • Minha solicitação de visto pode ser negada, se sim o que eu faço:

Pode ser negado sim. A decisão de dar ou não o visto fica totalmente a critério do entrevistador, na maioria dos casos você já sai da entrevista com a resposta se foi aprovado ou não. Dependendo da pessoa, ela pode te informar o porquê da decisão de não ter te conceder o visto, mas não é uma obrigação, eles podem simplesmente negar e pronto, sem argumento de numa parte. Se for falta de algum documento muito importante, normalmente eles falam para que você possa voltar e ter a chance de conseguir, mas se é porque o seu santo não bateu com o da pessoa, aí você vai sair sem resposta.

Mas se o seu visto for negado, você pode tentar novamente, para alguns países você terá um tempo de espera para poder fazer um novo requerimento, em outros casos é só tentar de novo. Lembrando que os custos e processos são os mesmos.

    • Meu visto vai vencer o que eu faço:

Alguns países permitem a renovação do visto, se ele ainda não expirou a data de validade, o requerimento de renovação exige menos documentos e a chance de ser negado é mínima. A taxa é a mesma para novo ou renovação. Se o visto já está vencido e em alguns outros países você terá que entrar com a solicitação de um novo como qualquer processo.

Lembra aquela pergunta do início desse post, Vamos pra onde? Agora sim você está pronto para fazer sua escolha, com passaporte e toda informação que você precisava para poder entrar nos países, é só juntar as economias e decidir para que lugar do mundo será sua próxima viagem.

linha para dividir posts

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!

  1. Rogens 27/08/2018

    Eu tenho passaporte mas no dia que tirei não pedi para colocar como missão , e agora eu preciso tirar outro