185
roteiros
124
cidades

Meus 7 dias em Tromso + Aurora Boreal!

Nem acredito que realizei esse sonho: ver a Aurora Boreal <3! Foi tudo ainda mais mágico do que eu esperava. Quem acompanhou os posts e os stories no nosso Instagram durante essa minha viagem para Tromso em janeiro/2018...

Como chegar à Machu Picchu

Machu Picchu é um destino maravilhoso! Recomendamos muito que você reserve um espacinho na sua agenda para conhecer esse lugar especial. Machu Picchu representa...

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além da Flórida e NY: Explorando o Oeste

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Um mochilão em San Andres

19 de Maio de 2014
5 comentários 6928 visualizações
escrito por Raquel Furtado

A Yolanda, do blog wanderluster, fez um post super interessante contando como conseguiu conhecer a incrível ilha San Andres, no Caribe colombiano, por apenas R$2.000 incluindo as passagens! Confira:

San Andres

Um roteiro econômico para mochileiros na Colômbia – San Andres

por Ícaro e Yolanda (Wanderluster)

No Caribe estão milhares de mega resorts, no esquema all inclusive, encarecendo muito a sua viagem; mas descobrimos que pode ser um destino onde se hospeda por uma semana e gasta-se apenas R$ 2 mil, incluindo hospedagem e passagem. Se interessou? Estamos falando de San Andres, uma pequena ilha que pertence à Colômbia (775 km do noroeste do país), localizada próximo à Nicarágua.

Uma das grandes belezas de San Andres é a barreira de corais, a terceira maior do mundo, perdendo apenas para a Austrália e Belize. A região é conhecida por ter o mar de sete cores. Para ir a San Andres não é necessário visto; mas por pertencer a Colômbia, é exigida a vacina contra febre amarela.

A passagem direta de São Paulo para San Andres era vendida nessa semana pelo Decolar.com por R$ 1.200 (US$ 380), já com os impostos e com a tarifa cobrada pelo site. Se tentar comprar diretamente das companhias aéreas que fazem a rota (Copa e Avianca), e com antecedência, pode sair ainda mais barato. Importante: É necessário pagar uma taxa de imigração de 47.800 pesos colombianos, algo como R$55,00.

A economia no local pode ser feita nas hospedagens: uma das mais em conta – e ainda assim muito boa – é o hostel El Viajero, que custa apenas 45 mil pesos colombianos (US$ 23) por noite, com café da manhã. Ficando seis noites, gasta-se apenas R$ 350. :) Confira a disponibilidade e faça sua reserva no booking.com.

O Hostel está bem próximo ao aeroporto, com ótima localização:

El Viajero San Andres

Há também outras opções de guest houses, como a Blue Mound e a Nativa Miss Trinie.

Agora que já sabemos como passar uma semana sem gastar muito, vamos aos passeios – e seus custos!

No primeiro dia, aproveite para dar uma volta na ilha. Detalhamos abaixo alguns lugares que devem ser incluídos nesse passeio. Aproveite para ver o mapa da ilha e entender melhor a localização de cada local:

mapa San Andres

 

– Porto onde ancoram os cruzeiros

Centro de San Andres: o local funciona como Zona livre de comércio, onde é possível fazer compras com isenção de impostos

– Balneário West View: Parede de pedra de 5 metros, onde é possível nadar com os peixes

Caverna/Gruta de Morgan: Museu que recria o mundo dos piratas

Hoyo Soplador (Buraco Soprador): fica no extremo sul da ilha. A água do mar é esguichada por um buraco no chão de pedras.

La Piscinita, uma espécie de enseada habitada por diversos tipos de moluscos.

Baía El Cove: Essa baía é a passagem para cruzeiros que percorrem o Caribe e ideal para a prática de mergulho. Há ainda uma vasta seleção de restaurantes na região.

Big Pond (lago, nada demais)

Barco de Onassis (naufrágio)

 

 

O passeio mais famoso é para a ilhota Johnny Cay (veja no mapa, a noroeste da ilha). Apenas 5 a 10 minutos de barco de San Andres e você chega neste lindo local: uma ilhota com praias de areia branca, um aquário natural deslumbrante e o esplendor das muitas espécies marinhas. Na praia estão os amáveis nativos que tornam o passeio mais agradável com uma boa música reggae e calypso, e com o delicioso sabor da gastronomia típica. Geralmente o plano começa às 10:00 e termina ao cair da tarde.

San Andres

O trajeto custa 15 mil pesos (US$ 8) sem negociar. A dica é comprar o passeio na hora, no próprio porto de onde saem os barcos. Ali a disputa entre os vendedores é grande de maneira que é possível pagar 8 mil pesos (US$ 4 ou R$ 10) no passeio que dura o dia todo.

O barco passa primeiramente na ilha de Rose Cay (foto abaixo), onde fica o Acuário – um aquário ao ar livre formado por uma barreira de corais e muitos peixes. Não se paga nada para entrar.

Rose Cay San Andres

Pela tarde, o barco parte para Johnny Cay, cuja entrada custa 4 mil pesos colombianos (R$ 5).

Outro passeio de sucesso é a Rocky Cay, mais uma praia de San Andres em que não é necessário pagar entrada. O interessante dela é que é possível avistar o navio naufragado Onassis. Ele está tão pertinho da praia que é possível visitá-lo a pé. É possível avistar vários outros navios naufragados também.

A maneira mais comum de chegar do centro de San Andres à praia é via carrinho de golfe. O aluguel sai por R$ 100 por dia – e cabem cinco pessoas em cada carrinho. De Rocky Cay, caminha-se cerca de 500 metros pelo mar até uma ilhota, a 50 metros do navio. Dependendo do dia e da maré, a água chega quase até o pescoço, mas não é necessário nadar até lá. Para não correr o risco de estragar máquinas fotográficas, basta colocá-las em sacolas e carregar os objetos sobre a cabeça. Os demais pertences, como chinelo e roupas, podem ser deixados em lockers na praia de Rocky Cay, por cerca de R$ 6. Se for chegar perto do navio o único cuidado é com as peças enferrujadas!

Outro passeio é a visita ao West View, outro aquário natural com milhares de peixes e bom para fazer snorkel, mas é cobrado 3 mil pesos para entrar.

San Andres

Para circular pela ilha usa-se táxi (preço a combinar), ônibus (1.700 pesos a passagem), carrinho de golfe (100 mil pesos por dia) – que compensa se o grupo tiver 4 ou 5 pessoas – e a própria sola do chinelo. Pode-se ainda alugar uma bicicleta (5 mil pesos a hora), uma moto (70 mil pesos por dia) ou pegar a chiva, uma espécie de ônibus turístico que dá a volta na ilha (25 mil pesos)

Quanto à alimentação, ela custa em média 15 mil pesos (R$ 18) por refeição comendo-se em restaurantes e 5 mil pesos (R$ 6) se for cozinhar no hostel ou na guest house.

E aí? Já preparou a sua mochila?

YolandaIcaro Tsuchida Miranda e Yolanda Fordelone são os responsáveis pelo relato acima. Os amigos viajaram para a Colômbia em janeiro de 2014 e sonham com o dia em que irão morar no mundo e passear em casa, fazer dos destinos de férias sua morada permanente. Escrevem diariamente para o site Wanderluster.

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!

  1. miguel 14/09/2016

    alguma dica do melhor periodo pra visitar a ilha? que nao chova por exemplo. :)

  2. Amanda 15/01/2016

    Oi Raquel! Você sabe me informar se eles alugam a bicicleta por dia também ou somente a hora?

  3. Silvana 14/12/2015

    Olá Raquel, sabe me dizer se neste Hostel aceitam crianças? Acha viável?

  4. Luana Michele 18/03/2015

    Pra Lua de Mel vcs tem alguma indicação bacana? Estou pensando em ir pra lá em Setembro! :)

  5. @carol_trevelin 31/08/2014

    Poxa, pessoal, adorei!!! Vou pra San Andres também nesse modo econômico e estavam faltando essas dicas maravilhosas pra dar um up nos meus planos! Many thanks!