185
roteiros
124
cidades

Meus 7 dias em Tromso + Aurora Boreal!

Nem acredito que realizei esse sonho: ver a Aurora Boreal <3! Foi tudo ainda mais mágico do que eu esperava. Quem acompanhou os posts e os stories no nosso Instagram durante essa minha viagem para Tromso em janeiro/2018...

Como chegar à Machu Picchu

Machu Picchu é um destino maravilhoso! Recomendamos muito que você reserve um espacinho na sua agenda para conhecer esse lugar especial. Machu Picchu representa...

Fíji para mochileiros ou viajantes econômicos

É até difícil imaginar, mas Fíji é um país que recebe MUITOS mochileiros e viajantes mais econômicos! Acho que o marketing dos grandes e...

Estados Unidos muito além da Flórida e NY: Explorando o Oeste

Se você nos acompanha pelo Instagram, já deve saber que estamos passando 38 dias no oeste dos Estados Unidos, explorando Parques Nacionais e outros cantinhos naturais muito bem preservados pelos americanos. Estamos agora no Arizona!

Polinésia Francesa (Tahiti, Bora Bora e muito mais)

Taí um destino que faz parte da listinha de desejos de grande maioria dos viajantes. Muitos, ainda, sonham com Bora Bora ou alguma outra...

Vancouver (Canadá)

23 de agosto de 2015
8 comentários 5026 visualizações
escrito por Raquel Furtado

O VamosPraOnde foi a Vancouver em setembro de 2013, e teve a cidade como base para iniciar a viagem às Montanhas Rochosas Canadenses. Vancouver, entretanto, é muito mais que apenas uma porta de entrada ao Canadá. A cidade é linda, completamente organizada, repleta de estrutura, parques, natureza e cercada por muita água – onde é possível praticar, no verão, diversos esportes aquáticos.

Vancouver Jet

É isso que post reserva pra você: nossa experiência de 4 dias em Vancouver.

Essa viagem é mais indicada nos meses de julho e agosto, quando a temperatura é um pouco mais elevada e as chuvas aparecem em menores quantidades. A chuva em Vancouver é praticamente constante e costuma atrapalhar o programa de muitos turistas. Pode-se viajar com crianças, família, em turma ou em um passeio de casal. Vancouver atende a todos os gostos. Não é, entretanto, uma cidade barata. 

Vancouver – uma incrível cidade do Canadá

vanc3

Vancouver é uma linda cidade do Canadá localizada no litoral, no estado de British Columbia. Sua população, de pouco mais de 600.000 habitantes, reserva uma gigantesca diversidade de etnias. Apenas 50% tem o inglês como língua materna. A cidade já foi considerada por muitos anos seguidos “a cidade mais habitável do mundo”.

Tudo ali foi pensado para agradar a seus visitantes e moradores. Possui praias bonitas, um parque maravilhoso, ruas e calçadas largas e muita ciclovia. Vancouver tem clima oceânico e conta com um dos invernos mais amenos do país. A temperatura praticamente não cai para baixo dos 0 graus. A chuva, entretanto, é muito comum por ali, o que seria o ponto fraco da cidade – mas talvez o único.

Chegamos em Vancouver no dia 5 de setembro em um excelente vôo da American Airlines. Embarcamos no novo Boing 777-300ER, bem diferente dos aviões da American que estávamos acostumados. A TV individual, com tela bem ampla e mais moderna, oferece inúmeras opções de filmes, seriados e joguinhos para as crianças. Tivemos wifi a bordo (US$19,00 pra o vôo todo), carregador USB, tomada de fácil acesso… Quando forem comprar a passagem, procurem aquela que seja com esse avião, para já começar a viagem com o pé direito! :)

Pousamos em Dallas antes de pegarmos a conexão para nosso destino final. O aeroporto Internacional de Dallas (Dallas Forth Worth) é excelente. Muito bonito e confortável. Quem precisar passar muito tempo por lá, deve considerar ir até o terminal D, onde está a maior concentração de lojas e restaurantes. O aeroporto disponibiliza wifi grátis, pela AT&T.

A chegada em Vancouver, no Aeroporto Internacional YVR, não foi diferente do esperado. A cidade nos aguardava com aquela chuvinha básica que dura o ano inteiro, e só dá um descanso no meses de julho e agosto.

O aeroporto YVR

Após desembarcarmos, nos deparamos com um aeroporto que mais parece museu. Havia obras por todos os lados, de aves, barcos, totens. Todos os turistas estavam encantados. Após caminharmos um pouco – o aeroporto é bem grande – chegamos à imigração, que foi bem tranquila. Tudo que precisamos fazer foi preencher um formulário como esse aqui e entregá-lo junto ao passaporte para liberação. Ao sairmos, já estávamos em frente às esteiras para pegar as bagagens.

aeroporti

Sempre aconselhamos que, ao chegar em seu destino, vá até o centro de informações no aeroporto e solicite um mapa da cidade. Solicite ao atendente que marque no mapa o seu hotel, que te dê informações sobre transporte público e preços da cidade, zonas de perigo, – se existirem – e região central. (Essas informações básicas podem salvar a sua viagem).

Para ir do aeroporto à cidade existem duas boas opções, a primeira é pegando um Taxi ($35,00), o que, por causa da chuva, foi o que fizemos. A segunda é pegando o Canada Line, a recém adição da rede Skytain de Vancouver ($9,00). Os dois trajetos até Downtown levam em média 30 minutos. Os táxis ficam na saída do “International Arrivals Greeting Area”. É só sair pela porta e atravessar a rua que você os verá. Para o Canada Line, siga o mesmo caminho mas atravesse uma pista a mais (ainda dentro do estacionamento do aeroporto) e suba as escadas. Existem ali máquinas (que aceitam moedas ou notas) para comprar a passagem. O tickets são vendidos por zonas, então preste atenção se você precisará passar por mais de uma zona para chegar a seu hotel.

Hospedagem

hyatt1Nos hospedamos no Hyatt Regency Hotel, localizado em Downtown, bem próximo ao Stanley Park – o principal parque da cidade e ótimo ponto de referência para saber se sua hospedagem está bem localizada.

O hotel é excelente. Oferece quartos confortáveis com duas camas de casal, banheiro espaçoso, sala de ginástica, piscina, Starbucks no 1o piso, estacionamento e restaurante. O café da manhã não está incluído. Veja a avaliação do hotel no Trip Advisor e o preço da estadia e disponibilidade no Booking.com.

Clima em Vancouver

Após fazermos o check-in, o plano era ir até Kitsilano Beach e fazer uma aula de SUP Yoga (Yoga nas pranchas de Standup Paddle). O pessoal da Vancouver Water Adventures oferece esse serviço. Estávamos animados e já havíamos trocado alguns emails com a Cyd, uma funcionária de lá, para a confirmação da aula. Mas, como normalmente ocorre em Vancouver, a chuva chegou e a aula precisou ser cancelada. De todo jeito, fica a nossa dica para quem quiser experimentar uma atividade diferente :)

tabela-clima-Vancouver

tabela-chuva-vanc

Nossa opção foi voltar para o quarto e dormir! O que acabou sendo uma boa ideia – estávamos cansados da viagem e precisávamos nos ajustar ao fuso-horário

Nosso primeiro dia turistando em Vancouver

O dia seguinte era dia de Stanley Park e demos a sorte de acordamos com um solzão nos esperamos lá fora.

stanley

Descemos para o térreo do hotel e compramos um lanche no Starbucks. Em seguida fomos caminhando até o parque, passando pelo local onde pousam os Float Planes e pelo porto. Foi uma caminhada tranquila e bem agradável. Vancouver é uma cidade muito plana e fácil de caminhar, ainda mais pra você, que seguirá nosso conselho e pegará um mapinha no aeroporto! :)

Marcamos no mapa ao lado, em azul, o trajeto que fizemos. Clique para ampliá-lo.  Neste link, você pode baixar, de uma vez, o mapa oficial de Vancouver Downtown.

Chegamos no parque já com muita fome e fomos direto ao Fish House para almoçarmos. O lugar é uma gracinha e a comida é excelente. Pegamos uma mesa na varanda para ficarmos admirando o parque. Quem comer por ali não pode deixar de pedir o risoto de fungi com salmão. Estava divino. Eles têm prato de fish and chips para crianças, e disponibilizam um cardápio especial com um desenho e giz de cera para colorir. Pequenos detalhes que fazem a diferença! Veja a avaliação no Trip Advisor.

Os preços variam de CAD 20,00 a CAD 30,00 (em 2013).

Uma outra opção de restaurante é o Tea House in Stanley Park, que fica na English Bay e conta com uma vista linda pro mar. Veja sua avaliação no Trip Advisor.

Não deixem de fazer reserva em nenhum dos casos! Uma boa dica é utilizar o site http://www.opentable.com.

Tiramos algumas fotos por ali e seguimos caminhando até a English Bay, região onde está a Second Beach – muito famosa pelo pôr do sol.

Acesse Stanley-Park-Map-Guide-2012 para ver o mapa oficial do parque.

O Stanley Park é enorme. São 404.9 hectares de área arborizada repleta de ciclovias e cercada pelo mar. Inúmeras pessoas passam por ali todos os dias seja para uma caminhada, para andar de patins ou bicicleta, ou simplesmente para ler um livro ao lado de seu cachorrinho. O parque ainda conta com praias e um aquário enorme – o Vancouver Aquarium, que é parada obrigatória. Veja a avaliação no Trip Advisor.

Resolvemos passar o dia todo no parque: dar uma volta completa e finalizar vendo o por do sol na Second Beach. Para isso, decidimos alugar bicicletas. Caminhamos até a rua Denman Street, onde há uma grande concentração de lojas de aluguel de bicicletas e patins. Fomos na Spokes, bem próxima ao parque (mas depois vimos que o preço lá é um pouquinho mais alto que nas outras lojas).

Uma informação importante é que criança com mais de 18kg não pode ir na cadeirinha da bicicleta. É necessário alugar uma bicicleta infantil ou um carrinho – estilo carruagem – que vai sendo rebocado por outra bicicleta.

Continue lendo…

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!

  1. Cristina Trica Rocha 22/02/2018

    Parabéns! Estou gostando muito de ler seus relatos. Vão nos ajudar muito no Canadá em agosto. Gostaria de continuar lendo o texto de Vancouver mas não achei onde clicar? Será que está fora ou eu não soube achar?

  2. Marianna Rocha 20/02/2018

    Oi Quel! adoro o seu trabalho, suas dicas nos stories e o blog também.
    Este “continue lendo” após as fotos do passeio de bicicleta no parque deveria ser um link para continuarmos a ler sobre Vancouver?
    Não consigo clicar em nada, parece que o post está incompleto.

    bjinhos!!

  3. Mari 20/02/2018

    Oi Quel! adoro o seu trabalho, suas dicas nos stories e o blog também.
    Este “continue lendo” após as fotos do passeio de bicicleta no parque deveria ser um link para continuarmos a ler sobre Vancouver?
    Não consigo clicar em nada, parece que o post está incompleto.

    bjinhos!

  4. Cristina Trica Rocha 19/02/2018

    Parabéns pelo site! Estou gostando bastante. Gostaria de poder continuar lendo Vancouver, mas no continue lendo não tem a opção de clicar nele. Como faço para continuar lendo? Estamos nos organizando para irmos em agosto, quero ler tudo sobre o Canadá que vcs tiverem para tentar traçar nosso roteiro. Grata. Abraços

  5. André 14/09/2015

    Quel girl! Voltamos da nossa viagem pra Vancouver e rockies! Foi D+… Obrigado pelas dicas, em especial o Horseshoe lake, Aconteceram alguns acidentes por lá e por isso foi meio difícil de achar placas de acesso. Mas conseguimos achar e, lógico, pulei. Não vemos a hora de voltar. Queria te mostrar algumas fotos. Pra qual email posso mandar? Bjo, André e Alexandra

  6. Marcela 28/08/2015

    Já faz 2 anos que vocês foram?? Como passa rápido né? Foi com os seus posts das Rochosas que eu decidi que eu tinha mesmo que conhecer aquele lugar… E TO INDO DAQUI 10 DIAS!!!! :) :) :)
    Vamos ficar uns dias em Vancouver também, vou anotar toda as dicas!

    Muito obrigada pelos posts sempre tão completos…

  7. Francisco 24/08/2015

    Ótimas informações sobre Vancouver. Os links são muito úteis.