4 viagens incríveis que você deveria fazer um dia

Ver o sol nascendo no Utah, nadar nas águas de Fiji, se emocionar com a Aurora Boreal e viajar de Motor Home pela costa da Austrália. Alem da beleza, essas viagens têm ainda um quê de especial.

Roteiro de Inverno na Suíça: a rota ideal para uma viagem perfeita

Se você está pensando em fazer uma viagem para aproveitar o inverno na Suíça, você encontrou o artigo certo.

Como chegar e o que fazer em St Gallen, Suíça

Em janeiro de 2019 fiz uma viagem deliciosa de quase um mês pela Suíça. Dentre as cidades que visitei está St Gallen. Não entendo porque ela ainda não ficou famosa entre os brasileiros.

Rota Romântica na Alemanha: Tudo o que você precisa saber

Guia Completo: Rota Romântica na Alemanha Fundada em 1950 como um projeto turístico, a Roma Romântica é um percurso de 460km que passa por charmosos vilarejos alemães. Ela vai...

Meus 7 dias em Tromso + Aurora Boreal!

Nem acredito que realizei esse sonho: ver a Aurora Boreal <3! Foi tudo ainda mais mágico do que eu esperava. Quem acompanhou os posts e os stories no nosso Instagram durante essa minha viagem para Tromso em janeiro/2018...

Viajando sozinha para as Rochosas Canadenses

23 de novembro de 2019
0 comentários 159 visualizações
escrito por Raquel Furtado

Montanhas Rochosas Canadenses

Carol Menescal, 29 anos
Viajou sozinha, em 2014, para as Rochosas canadenses

Conheci o VamosPraOnde quando estava procurando informações sobre as Montanhas Rochosas, no Canadá. Ia ser a minha primeira viagem de “aventura” sozinha, e não estava sendo fácil encontrar informações sobre o destino. Ler o post do Vamos super mastigado foi o que me deu a confiança para ir!

Acho que ao contrário da maioria das pessoas que viaja sozinha, eu não fui na expectativa de fazer amigos ou me juntar a grupos. Queria realmente curtir um momento mais introspectivo, e o destino não podia ser melhor para isso.

Assim parti, fugida da Copa, em junho de 2014, para 5 dias nas montanhas rochosas. Segui praticamente o mesmo roteiro do VamosPraOnde: Fui de Vancouver a Jasper de trem, aluguei um carro em Jasper e dirigi até o aeroporto de Calgary, de onde meu voo partia, por uma das estradas mais bonitas do mundo, a Icefields Parkway.

Dica: Leia aqui no blog a matéria sobre a viagem de trem de Vancouver a Jasper com a ViaRail

Alugar um carro foi realmente a melhor decisão: a liberdade de poder explorar as atrações dessa estrada foi incrível! No ano que eu fui houve um inverno canadense atípico e a neve demorou mais do que o normal para derreter.  Por isso haviam muitos ursos e outros animais selvagens pelas beiras de estradas. Sem possibilidade de buscar comida nas partes mais altas das montanhas eles começaram a ir para as partes mais baixas! Ao mesmo tempo que foi uma emoção a mais nas trilhas, porque morria de medo de dar de cara com um urso a qualquer momento (não aconteceu!), foi muito especial ter a chance de ver esse animais incríveis, no seu habitat natural, tão perto de mim. Os ursos negros marcaram presença todos os dias da viagem, e no último dia vi até um urso pardo!

Albergues nas Rochosas Canadenses

Quanto às hospedagens, fiquei apenas em albergues por uma questão de economia. Era a primeira vez me hospedando em albergues, e posso dizer que não poderia ter sido mais tranquilo.

As hospedagens foram divididas conforme meu deslocamento: 2 noites em Jasper (World Traveler Fraternity), 2 noites em Lake Louise (HI Lake Louise) e 1 noite em Banff (HI Alpine Center). Todos os albergues foram ótimos!

Jasper

Cheguei em Jasper por volta das 17hs e aproveitei esse primeiro fim de tarde para conhecer a cidadezinha.

No meu primeiro dia na estrada fui aos lagos Annete e Edith, ao Maligne Canyon, Maligne Lake e Patricia Lake. Apesar do tempo ruim, já estava achando tudo muito lindo! Vale a pena ir dirigindo com calma, parando para tirar fotos porque a estrada é realmente linda.

bow lake rochosas canadenses

No segundo dia o tempo melhorou e eu pude começar a ver as verdadeiras cores dos lagos! Comecei o dia no Horseshoe Lake, com suas águas tão paradas que pareciam um espelho. Segui para o Peyto Lake, uma caminhada tranquila para um mirante que tem uma vista impressionante para o lago! Dali segui para o Bow Lake, que me conquistou de vez. As águas azuis e transparentes do lago , as mesas de piquenique, a vista para as montanhas nevadas… Parecia cenário! Foi um dos lugares mais bonitos de toda a viagem.

Lake Louise

Cheguei em Lake Louise já no final da tarde, com o sol atrás das montanhas, o que não deixou ver a verdadeira cor desse lago. Caminhei um pouco, tomei um café no hotel que tem ali e fui para o albergue, o HI Lake Louise.

No terceiro dia fui para o Moraine Lake, que também me deixou bastante impressionada. Quando cheguei o tempo estava fechado, mas conforme fui caminhando pelo lago o sol foi aparecendo. É possível caminhar ao redor do lago, chegando até uma queda d’água, e a um mirante com vista elevada.

moraine lake nas rochosas canadenses

Desse lago também sai uma trilha para os Consolation Lakes, que eu fiz até chegar ao primeiro lago. Saindo de lá segui para o Johnston Canyon e para a Takkakaw Falls, uma cachoeira de super fácil acesso no Yoho National Park.

Banff

Dormi em Banff para seguir na manhã seguinte para o aeroporto de Calgary, onde devolvi o carro e peguei o avião de volta para o Brasil.


 

Sobre fazer trilhas sozinha

Nas rochosas algumas trilhas possuem placas dizendo se fazer trilhas em grupo de 4 ou mais pessoas é “recomendável” ou “obrigatório”. No caso de obrigatoriedade, se você é pego em grupos menores pode chegar a pagar multa!

Bom, no meu caso, independente da presença ou não da placa, em alguns lugares e trilhas eu fiquei com bastante medo de encontrar com ursos. No Horseshoe lake, por exemplo, não havia ninguém além de mim, então não fiquei muito tempo. Em outros lugares menos movimentados eu sempre pedia pra me juntar a algum casal que estivesse indo na mesma direção. Quando não tinha jeito, eu ia fazendo o máximo de barulho possível para espantar qualquer animal que estivesse pelo caminho, no maior estilo quem canta os ursos espanta! RS!

No final das contas a viagem foi maravilhosa, a mais bonita que eu já fiz até hoje, sem dúvidas! O lugar é um paraíso, especialmente para quem gosta de caminhadas, existem infinitas opções de trilhas.

Voltei com um gostinho de quero mais, pois ainda ficaram muitos lugares a descobrir!

Obrigada ao Vamos pra Onde que, com seu relato super completo, ajudou essa viagem a sair do papel :)

dicas de interlaken

É uma felicidade enorme pra gente saber que nossas matérias ajudam centenas de leitores a organizarem a viagem dos sonhos. O VamosPraOnde agradece a todos que deixam seus comentários, feedbacks e que enviam textos como esse pra compartilharmos aqui.

beijos e voa viagem, raquel Furtado, VamosPraOnde

Gostou desse post? Compartilhe com os amigos!